Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Danilo deve ser reserva, mas espera decidir final mesmo com jejum de gol

Meia do Corinthians tem entrado nos  momentos finais das decisões e surge como esperança para virar contra o Palmeiras e conquistar o bi. Ele não marca há mais de ano...

LANCE!
São Paulo (SP)

 Treino do Corinthians - Danilo  -  (Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)
Treino do Corinthians - Danilo - (Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)


O histórico vencedor e de marcar gols em jogos decisivos conferiram ao meia-atacante Danilo, 38 anos, um status de salvador da pátria no Corinthians. Ele é adorado pela torcida, elogiado pelos profissionais do clube e sempre foi extremamente dedicado. Danilo, porém, não marca gol há mais de um ano. Nada que tire a confiança do jogador em fazer valer seu status. Na semana da decisão do Paulista contra o Palmeiras, com o Timão precisando virar o jogo, o camisa 20 teve a palavra e falou da expectativa para o jogo. Danilo quer ser Danilo.

- Independentemente de quem joga, tem de estar preparado. Nem que seja entrar em dez minutos. Quem sabe a gente não entra no jogo e acaba decidindo?! Isso é do futebol. Temos de ter isso em mente. Temos de estar preparados para fazer uma guerra lá e sair campeão - afirmou o jogador, em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

O técnico Fábio Carille treinou o time nesta quarta-feira e Danilo não estava entre os titulares. Deve iniciar o clássico no banco e ser utilizado na parte final da partida. Tem sido assim nos últimos jogos, quando entrou nos minutos finais na semifinal contra o São Paulo e na primeira final contra o Palmeiras. Em ambos os casos, o Timão estava em desvantagem e precisava de gol. Danilo não marcou, mas a confiança de que ele pode ser decisivo segue no grupo, apesar de ele passar por um longo jejum de gols.

A última vez que o jogador chamado de Zidanilo pela torcida marcou um gol foi no dia 23 de julho de 2016 no empate por 1 a 1 contra o Figueirense - o meia anotou o gol no fim. De lá para cá, passaram-se 620 dias. Nesse período, vale ressaltar, o jogador teve uma lesão gravíssima na perna esquerda, que chegou a colocar sua carreira em risco.

Hoje, Danilo está bem fisicamente e se diz pronto para ajudar. Ele sabe como é marcar no Allianz Parque. Em 2015, no primeiro Dérbi no novo estádio, ele fez o gol da vitória corintiana por 1 a 0. Tem mesmo estrela. Já conquistou sete títulos pelo Corinthians (Paulista (2x), Brasileiro (2x), Libertadores, Mundial e Recopa). Dá para repetir, Danilo? Alguém duvida?

Qual a estratégia para esse jogo?
A gente sabe que é um jogo equilibrado, envolve muitas coisas. Do mesmo jeito que eles ganharam aqui, podemos ganhar lá. Futebol já mostrou várias coisas assim, podemos ser campeões lá dentro. Quem jogar melhor vai vencer. No primeiro jogo eles foram felizes, sair na frente fora de casa é fundamental. Eles acharam o gol, se seguraram bem, a gente pressionando. É isso aí mesmo. Mas estamos tranquilos, vamos trabalhar para a decisão.

Ainda dá?
Lógico que dá, nossa equipe também é grande equipe. Tem jogadores que já ganharam tudo aqui, isso é um alento para a torcida. E Corinthians é assim, vamos lutar até o final. E o torcedor não tem dúvidas, não. Sabe que vamos lutar desde o início.

Pode ser oitavo título pelo Corinthians. Como é isso?
Quando o atleta perder isso de ganhar, jogador tem de parar de jogar. Quero ganhar sempre, no futebol o que fica marcado são os títulos. Quero ganhar.

Treinos abertos
É legal. No futebol estão acontecendo cada coisa que é difícil a gente entender. O apoio da torcida é fundamental, já fizemos várias vezes aqui. O torcedor vai para apoiar, não vai para arrumar confusão, ajudar a gente. Mas também tem isso de confusão fora do estádio, e não sei se vai parar. Mas o certo são duas torcidas no estádio, eu como jogador apoio

Como reage só entrando nos minutos finais?
A gente sempre quer jogar, tem de buscar posição, mas temos o treinador, respeitar sempre a opinião dele. Tenho dado meu máximo. Mas nestes momentos de decisão eu sempre ajudo, espero poder entrar e ajudar.

Vai ser decisivo novamente?
Quem está no banco é opção, e ele sabe aquele momento que um ou outro pode ajudar. Até com Tite era assim também, eu sempre entrava e ajudava, com passe ou gol. Espero no domingo poder entrar e ajudar.

Já marcou no Allianz. Pode marcar de novo?
Primeiro clássico lá, fico feliz por ter feito o gol. Mas é outra história, agora é se preparar para estar bem de novo, fazer um grande jogo e com gol será melhor ainda.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade