Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

CR7 na Copa: veja marcas históricas e recordes que ele ainda não bateu

Craque fez mais gols na Rússia do que em todas as suas outras três participações em Mundiais e estabeleceu novas marcas na história do futebol, só que ainda está devendo

LANCE!
São Paulo (SP)

Cristiano Ronaldo não chegou às semifinais, como em sua primeira Copa do Mundo, em 2006, mas, definitivamente, teve em 2018 o seu melhor desempenho individual em Mundiais. Fez mais gols na Rússia (quatro) do que em suas três participações anteriores no torneio (três). Assim, estabeleceu novas marcas. Contudo, ainda tem recordes a bater.

Aos 33 anos de idade, o craque resolveu fazer mistério em relação à sua continuidade na seleção. Mas, para alguém que se acostumou a colecionar recordes na carreira, ainda faltam marcas históricas para ele bater, o que poderia animá-lo para, aos 37 anos, estar no Mundial no Catar, em 2022.

Entre os números que faltam, há um jejum particular que, certamente, o incomoda: CR7 nunca balançou as redes em uma fase de mata-mata da Copa do Mundo - curiosamente, uma falha que também atinge o argentino Lionel Messi, seu rival na disputa por ser o melhor do mundo.

O LANCE! relaciona abaixo as marcas que Cristiano Ronaldo estabeleceu durante a Copa do Mundo na Rússia, cuja participação foi encerrada na derrota por 2 a 1 para o Uruguai, nesse sábado, pelas oitavas de final, em Sochi.

Marcas que estabeleceu:

Gols em quatro Mundiais diferentes
CR7 tinha um gol em cada uma de suas primeiras três participações em Copas do Mundo (2006, 2010 e 2014) e, ao balançar as redes em 2018, igualou-se a Pelé (1958, 1962, 1966 e 1970) e aos alemães Uwe Seeler (1958, 1962, 1966 e 1970) e Miroslav Klose (2002, 2006, 2010 e 2014) como únicos a fazerem gols em quatro Copas do Mundo diferentes. Se balançar as redes no Catar, em 2022, Cristiano Ronaldo será o único com gols em cinco Mundiais diferentes.

Europeu com mais gols por uma seleção
O capitão português começou a Copa do Mundo com 81 gols com a camisa de Portugal e, ao balançar as redes três vezes sobre a Espanha e uma diante do Marrocos, chegou a 85. Ultrapassou os 84 de Puskas pela Hungria e tornou-se o maior artilheiro europeu por uma seleção na história.

Primeiro português a perder pênalti em Mundiais
Essa é uma marca nada boa de lembrar: a cobrança de pênalti que Cristiano Ronaldo desperdiçou no 1 a 1 diante do Irã, no último jogo da primeira fase. Antes, todos os outros sete pênaltis a favor de Portugal em Mundiais foram convertidos: quatro por Eusébio, em 1966, um por Simão, em 2006, e dois pelo próprio CR7, em 2006 e 2018 (contra a Espanha, na estreia).

Recordes que não bateu:
Português com mais gols em Copas do Mundo
Mais um número para motivar o atual dono do título de melhor do planeta. Balançou as redes sete vezes em partidas de Copa do Mundo e está a somente dois de igualar Eusébio, que fez todos os seus nove gols apenas em 1966 e é o único português que terminou um Mundial como artilheiro.

Português com mais gols em um jogo de Copa do Mundo
Cristiano Ronaldo começou a Copa do Mundo de 2018 fazendo três gols diante da Espanha. Mas ainda tem outra marca de Eusébio à sua frente. Em 1966, pelas quartas de final, o ídolo do Benfica se tornou o português com mais gols em uma partida de Mundiais balançando as redes quatro vezes na vitória por 5 a 3 sobre a Coreia do Norte.

Português mais velho a fazer gol em Copas do Mundo
Essa marca chegou a ser de CR7 nesta Copa do Mundo, quando balançou as redes, contra Marrocos, aos 33 anos e 135 dias. Mas o craque foi superado pelo amigo Ricardo Quaresma, que fez gol diante do Irã aos 34 anos e 272 dias de idade. Mais uma motivação para o camisa 7 estar no Catar daqui quatro anos.

Maior goleador de uma seleção na história
Se continuar jogando por Portugal, Cristiano Ronaldo tem grandes chances de virar o maior artilheiro da história por uma seleção. Balançou as redes 85 vezes pelo seu país, atrás somente das 109 do iraniano Ali Daei. Para alguém com os números do astro do Real Madrid, não seria surpreendente vê-lo fazendo os 25 gols que faltam para se isolar nessa marca.

Jogador com mais gols em uma partida de Copa
Caso entre em campo no Catar, daqui quatro anos, Cristiano Ronaldo pode fazer história se tiver uma atuação completamente inesquecível: igualar ou até superar o russo Oleg Salenko, que fez cinco gols na vitória por 6 a 1 sobre Camarões, na primeira fase da Copa do Mundo de 1994.

Maior artilheiro em Copas do mundo​
Há duas marcas que só um desempenho excepcional de CR7 no Catar poderia fazê-lo atingir: alcançar e/ou superar o alemão Klose como maior artilheiro da história dos Mundiais, com 16 gols (faltam nove para o português) e igualar e/ou superar o francês Just Fontaine como atleta com mais gols em uma só edição de Copa do Mundo (Fontaine fez 13 em 1958).

Recordes individuais que CR7 já carregava antes da Copa do Mundo:
- Mais vezes eleito pela Fifa o melhor do mundo (cinco, junto com Messi)
- Quem mais atuou pela seleção portuguesa (154 jogos)
- Com mais partidas por Portugal em Copas do Mundo (17)
- Com mais partidas por Portugal em Eurocopas (21)
- Maior artilheiro da história da Eurocopas (nove gols)
- Maior artilheiro do Real Madrid (451 gols)
- Maior artilheiro do Mundial de Clubes (sete gols)
- Maior artilheiro da Liga dos Campeões (120 gols)
- Maior artilheiro de competições de clubes da Uefa (123 gols).

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade