Publicidade
Terça-Feira, 23 de Outubro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Com direito a falha bizarra do goleiro Denis, Figueirense perde mais uma na Série B

Furacão foi derrotado pelo placar de 2 a 0 no Paraná, na noite desta terça-feira e agora precisa secar os demais concorrentes na competição

Diogo de Souza
Florianópolis
18/09/2018 às 23H28

O Figueirense perdeu mais uma na Série B 2018. 2 a 0 para o Londrina. O time de Rogério Micale até começou bem, mas em falha escandalosa de Denis, o time da casa abriu o placar. O segundo veio em ritmo de treino para o Tubarão. O Figueirense, ultrapassado pelo próprio Londrina na classificação, caiu para 9º. 

A noite iniciara de maneira decisiva. Além dos primeiros três pontos de Rogério Micale a frente do Figueirense, o time do bairro Estreito tinha a intenção de se reaproximar do G4 e impedir que o adversário, avançasse na tabela – para passar o próprio Furacão.

Treinamentos fechados, foco e concentração total. Tudo isso foi confirmado nos primeiros movimentos da partida. Com toque de bola no campo de ataque, o alvinegro se mostrou a vontade no Estádio do Café e deu a impressão de que poderia marcar a qualquer momento.

O gol até saiu aos 6’, o detalhe é que foi marcado pelo time da casa. Dagoberto, um dos artilheiros da Série B, recebeu uma bola na esquerda, passou entre Nogueira e Diego Renan e bateu cruzado, pra fora. Na cobrança do tiro de meta, o goleiro Denis saiu jogando com Cléberson, do lado esquerdo, que devolveu. O goleiro “dormiu” e Dagoberto, perspicaz, roubou a bola e mandou para rede. Foi o 12º gol do camisa 10 que divide a artilharia com o centroavante Lucão, do Goiás.

Dagoberto, em noite inspirada, passa no meio de Diego Renan e Nogueira - Gustavo Oliveira/Londrina EC/divulgação
Dagoberto, em noite inspirada, passa no meio de Diego Renan e Nogueira - Gustavo Oliveira/Londrina EC/divulgação

O gol abateu o Figueirense que não conseguiu encontrar aquele toque de bola inicial. A melhor jogada saiu apenas aos 19, em tabela entre Jorge Henrique e Gustavo Ferrareis onde o segundo bateu na rede pelo lado de fora. Dois minutos depois, os mesmos jogadores em trabalho parecido. Jorge Henrique acionou Ferrareis que bateu de esquerda, forte e desviado. Quase o empate.

Aos 27 minutos o goleiro Denis teve uma grande oportunidade de se redimir. Falta em Renan Mota na entrada da área. O goleiro, cobrador oficial, bateu mal e mandou longe do gol de Vagner.

O retorno do intervalo trouxe Juninho na vaga de Renan Mota. O Figueirense cresceu. Em duas jogadas o time de Micale quase empatou. Primeiro em cobrança de falta do lado esquerdo de ataque onde a zaga do Tubarão afastou para escanteio. Na cobrança de Diego Renan, Cleberson subiu sozinho e mandou ao lado de Vagner.

Aos 7’ a chance mais clara. Elton recebeu sozinho, de frente para o goleiro, em falha da defesa do Londrina. Ele dominou no peito, girou e mandou por cima. Incrível o lance.

O espírito em nome da reação foi arrefecendo e o Londrina passou a ficar mais com a bola.

Quem chegou ao gol, inclusive, foi o time da casa. Dagoberto, o dono do jogo, fez jogada pelo meio e achou o lateral Sávio, na quina esquerda da grande área: ele avançou e rolou para o meio, onde estava Felipe Marques que só empurrou para rede. 2 a 0 e festa no estádio do Café.

O Figueirense agora para por 11 dias até o próximo jogo. No sábado (29), recebe o Atlético (GO), a partir das 16h30, no estádio Orlando Scarpelli. O Londrina joga um pouco antes, na quinta, contra o Juventude, em Caxias do Sul (RS).

Ficha técnica:

Londrina (2): Vagner; Lucas Ramon, Dirceu (Leandro Almeida), Lucas Costa (Anderson Leite) e Sávio; Germano, Jardel e Higor Leite; Felipe Marques, Thiago Ribeiro (Paulinho) e Dagoberto. Técnico: Roberto Fonseca.

Figueirense (0): Denis; Diego Renan, Nogueira, Cléberson e João Paulo; Pereira (André Santos), Betinho, Renan Mota (Juninho), Jorge Henrique (Felipe Amorim) e Ferrareis; Elton. Técnico: Rogério Micale.

Gols: Dagoberto (6/1T);  Felipe Marques (42/2T).

Cartões amarelos: Dagoberto, Paulinho (LON); Pereira, Betinho (FIG)

Arbitragem: Caio Max Augusto Vieira (RN); auxiliado por Flávio Gomes Barroca (RN) e Jean Márcio dos Santos (RN).

Local: estádio do Café, em Londrina (PR); Data: 18/09/18

Publicidade

2 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade