Publicidade
Sexta-Feira, 16 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 19º C

Com acesso à Série A na mira, Avaí muda a fotografia e aguarda reavaliação do novo técnico

Leão da Ilha, que ainda não venceu na Série B, aposta na reavaliação do elenco para continuidade do ano; dos seis atletas trazidos no início de janeiro, apenas um é titular

Diogo de Souza
Florianópolis
23/04/2018 às 19H12

Sem vencer na Série B, o Avaí ainda busca um rumo para 2018. Depois de um sexto lugar no Estadual e a eliminação na quarta fase da Copa do Brasil para o Goiás, o Leão da Ilha terá que se dedicar inteiramente ao acesso à Série A.

É como se fosse um novo começo de ano. Ao menos no que diz respeito à fotografia do elenco. Além da chegada de Geninho ao comando do clube, dos seis contratados em janeiro, somente um é considerado titular: André Moritz. Dos demais, o argentino Alejandro Martinuccio até começou bem a trajetória com dois gols em três jogos, porém, uma série de atuações ruins minaram a presença do atleta que nem sempre tem sido relacionado. 

O goleiro Rubinho, contratado para substituir o jovem Douglas Firedrich, tem apenas um jogo com a camisa azurra. Rafinha convive com seguidas lesões e fez apenas sete jogos. Tiago Cametá, por último, nem faz mais parte do elenco já que nesta segunda-feira teve confirmado seu desligamento do plantel. 

Para o presidente Francisco Battistotti o momento é de reavaliação do elenco, uma vez que o técnico Geninho recém chegou. “Nossa avaliação do elenco é frequente. Maior agora com o novo treinador, nova mentalidade. E não temos medido esforços para adequar o grupo de jogadores às necessidades do clube. Estes atletas mencionados [Rubinho, Martinuccio e Rafinha] serão avaliados pelo novo treinador e só após essa avaliação é que tomaremos alguma medida, se necessário for”, garantiu o presidente azurra.

Questionado sobre mais reposições para a temporada 2018, o presidente lembrou que vai aguardar o posicionamento de Geninho. Battistotti ressaltou que eventuais nomes chegarão sob a “política de austeridade” adotada pelo clube desde o início de sua gestão. “Geninho já disse que quer avaliar o atual grupo no dia a dia. Após um período inicial vai dar o diagnóstico do que será necessário ou não para seguir com nosso objetivo final de acesso”, acrescentou.

O presidente também desfez alguns rumores da possibilidade de salários atrasados no Sul da Ilha. “Os salários do Avaí estão em dia, pelo acordo que temos de vencimentos dos salários. Estamos trabalhando dentro de nossa política de fluxo de caixa para atender todos os nossos compromissos”, garantiu.

Avaí, de Martinuccio, não passou de um empate - André Palma Ribeiro/AvaíFC/divulgação
Alejandro Martinuccio, de artilheiro a não relacionado - André Palma Ribeiro/AvaíFC/divulgação



Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade