Publicidade
Domingo, 17 de Fevereiro de 2019
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Cinco mortos no centro de treinamento do Flamengo estão identificados

Expectativa é que corpos dos dois catarinenses cheguem ainda neste sábado ao Estado

Agência Brasil
Rio de Janeiro
09/02/2019 às 16H13

Cinco dos dez atletas mortos no incêndio no alojamento do centro de treinamento (CT) do Flamengo, ocorrido nesta sexta-feira (8), já foram identificados pelo Instituto Médico Legal (IML). Entre eles, estão os dois catarinenses que morreram durante a tragédia.

O primeiro deles foi Pablo Henrique da Silva Matos, 14 anos, que foi reconhecido pelo primo, Werley, que é zagueiro do Vasco da Gama. A identificação foi mais rápida por conta de um aparelho dentário utilizado pela vítima. O corpo já seguiu para Oliveira (MG), a 150 km de Belo Horizonte, onde o sepultamento está previsto para as 18h.

O corpo de Bernardo Pisetta, 14 anos, catarinense natural de Indaial, no Vale do Itajaí, também foi retirado, mas não há informações sobre o traslado.

Outro corpo retirado é o de Vitor Isaias, de 14 anos, cuja família espera a chegada ainda neste sábado, em Florianópolis.  Segundo informações repassadas pela família, o velório será neste domingo (10), a partir das 7h, no ginásio Carlos Alberto Campos, ao lado do estádio do Figueirense. O enterro está marcado para as 14h no Cemitério de Biguaçu, no bairro Fundos.

O jogador, também conhecido como Vitinho, chegou ao Flamengo depois de ser revelado pelo Figueirense. Em 2014, foi campeão e artilheiro da Copa Catarinense Sub-11. No ano passado, foi o goleador máximo de um torneio de base pelo Athletico Paranaense. Ainda em 2018, transferiu-se para a categoria de base do Flamengo. Era considerado um autêntico artilheiro e vestia a camisa 9.

O corpo de Arthur Vinícius Barros da Silva Freitas, que completaria 15 anos neste sábado (9), também foi liberado, mas continua no IML. Ele era zagueiro e estava no clube havia cerca de dois anos. O velório está marcado para às 14h30 em Volta Redonda, a 120 quilômetros do Rio, e o sepultamento será às 16h.

O quinto corpo é de Samuel Thomas Rosa, de 15 anos. No fim desta manhã, estiveram no IML o tio e um primo de Samuel, para reconhcer o corpo do jogador, que está sendo levado para São João de Meriti (RJ), na Baixada Fluminense, onde será enterrado no Cemitério de Vila Rosali. O tio do garoto, Artur Rodrigues de Souza, disse que Samuel aproveitava todas as folgas para ir a Laje de Muriaé, no interior do Rio de Janeiro, onde passava os fins de semana e o que o menino queria era fazer o que gostava, que era jogar futebol.

Parentes de atletas mortos no incêndio do CT do Flamengo chegam ao IML para reconhecer corpos dos jogadores - Tânia Rêgo/Agência Brasil/Divulgação/ND
Parentes de atletas mortos no incêndio do CT do Flamengo chegam ao IML para reconhecer corpos dos jogadores - Tânia Rêgo/Agência Brasil/Divulgação/ND


Vítima internada

Segundo a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro, Jonathan Cruz Ventura, de 15 anos, segue internado no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital Municipal Pedro II, no bairro de Santa Cruz. A unidade é referência para o tratamento de pacientes queimados.

Na manhã deste sábado (9), o paciente foi submetido a broncoscopia, evidenciando lesões de vias aéreas, banho e curativos. Com queimaduras de 2° e 3° graus em 30% do corpo, Jonathan inalou muita fumaça e chegou ao Lourenço Jorge com quadro considerado gravíssimo.

O adolescente foi operado e acompanhado por equipe multidisciplinar com cirurgião geral, clínico e médico anestesiologista. Em seguida, foi levado para o Pedro II em ambulância UTI do Corpo de Bombeiros.

No CTQ, a vítima, assim como todos os pacientes do setor, é monitorada por cirurgião plástico, clínico, anestesiologista e médico intensivista de plantão 24 horas. A unidade tem mais três enfermeiros e 10 técnicos.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade