Publicidade
Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 17º C

Chape sai na frente, mas toma virada e acaba goleada na estreia da Série A

Time de Gilson Kleina resistiu à pressão inicial e até saiu na frente na Arena da Baixada, mas não teve força pra segurar o ímpeto do Furacão e acabou goleado por 5 a 1

Diogo de Souza
Florianópolis
15/04/2018 às 21H05

A Chapecoense foi goleada, de virada, na noite deste domingo (15), na Arena da Baixada. Embora tenha saído na frente, o Atlético-PR foi pra cima, empatou, virou e estendeu o marcador ao longo do jogo.

Chapecoense, de Canteros, não resistiu a força do Furacão em casa - Reinaldo Reginato/Fotoarena/Folhapress
Chapecoense, de Canteros, não resistiu a força do Furacão em casa - Reinaldo Reginato/Fotoarena/Folhapress


Antes da bola rolar, dois tabus pairavam sobre o confronto entre as equipes: primeiro deles sobre a Chapecoense nunca ter perdido em uma estreia de Série A; segundo, que a mesma Chapecoense jamais venceu o Atlético dentro da Arena da Baixada.

Um deles, inevitavelmente, teria que cair. E foi o segundo. Embora tenha saído na frente, a Chape não resistiu ao ímpeto do Furacão e tombou pela primeira vez em sua estreia na elite do futebol brasileiro.  

O time de Fernando Diniz, por gostar de ter mais a bola, comandou as ações. Foram, pelo menos, seis chances de gol sendo duas delas evitadas pelo goleiro Jandrei. O centroavante Ribamar protagonizou quatro lances e o meia Nikão, no mais claro, recebeu dentro da pequena área e parou em grande defesa do goleiro Condá.

A Chape, mesmo com três atacantes, teve dificuldades para criar suas chances e abusou da ligação direta. Wellington Paulista recebeu uma bola dentro da grande área, engatilhou o chute e, no último instante, foi surpreendido pelo lateral Jonathan, que deu um leve toque para roubar a bola.

A volta do intervalo, um gol relâmpago. Aos 2’, o meia Canteros cobrou falta da intermediária esquerda de ataque e achou WP9, livre, de cabeça, mandar para rede do goleiro Santos. 1 a 0.

O Furacão respondeu imediatamente com o empate aos 6’ e a virada aos 13’. Thiago Carletto cruzou na área e Pablo antecipou a marcação e cabeceou no ângulo direito e distante do goleiro Jandrei. 1 a 1. O segundo gol dos paranaenses saiu depois de uma bola rebatida para a entrada da área da Chapecoense, onde estava Nikão, que bateu de fora da área, de primeira. 2 a 1.

O terceiro também não demorou. Aos 22’, em falta cobrada da meia-lua da grande área, o lateral Thiago Carletto bateu com categoria, no canto direito de Jandrei. 3 a 1.

O técnico Gilson Kleina até mandou o time para frente com o ingresso do atacante Guilherme na vaga do volante Márcio Araújo. Sem sucesso e mais um gol paranista. Matheus Rossetto recebeu cruzamento de Jonathan, dominou no peito, tirou da marcação e bateu. 4 a 1. No apagar das luzes, deu tempo ainda para Éderson fechar a conta e a goleda.

Na próxima rodada, a Chapecoense vai tentar a recuperação contra o o Vasco, na Arena Condá, às 16h. Já o Furacão vai à Porto Alegre, encarar o Grêmio, na Arena, às 19h.

Ficha técnica:

Atlético-PR: Santos; Zé Ivaldo, Pavez e Bruno Guimarães; Jonathan, Camacho (Deivid), Rossetto, Nikão (Raphael Veiga), Pablo e Thiago Carletto; Ribamar (Ederson). Técnico: Fernando Diniz

Chapecoense: Jandrei; Apodi (Eduardo), Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo (Guilherme) e Canteros; Arthur Caike, Wellington Paulista e Vinícius (Nadson). Técnico: Gilson Kleina.

Gols: 2º T: Wellington Paulista, aos 2’. Pablo, aos 6’, Nikão aos 13', Thiago Carletto aos 22', Rossetto aos 42' e Ederson aos 48'.

Cartões amarelos: Zé Ivaldo(A); Rafael Thyere, Márcio Araújo, Wellington Paulista (C).

Arbitragem: Dewson Freitas da Silva-PA, auxiliado por Hélcio Araújo Neves-PA e Heonildo Freitas da Silva-PA

Local: Arena da Baixada; Data: 15.04

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade