Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Catarinense Éder Luciano fatura o ISA Bodyboarding Games na Venezuela

Redação ND
Florianópolis

O catarinense Eder Luciano fez história nesta quarta-feira (17), em Isla Margarita, Venezuela, local de disputas do ISA Bodyboarding Games. Com desempenho seguro na decisão, o bodyboarder conquistou o título mundial da principal competição entre nações do esporte. Esse foi o segundo título de Eder. O catarinense era o atual campeão do evento e defendia seu trono, enquanto Neymara voltou a reinar onze anos após seu primeiro título, em Durban na África do Sul.

 

Arquivo Pessoal/Divulgação
Arquivo Pessoal/Divulgação
Eder faturou o bimundial da principal competição entre nações do esporte


Com um histórico irretocável em Isla Margarita, Eder Luciano chegou à competição com status de favorito e foi confirmando isso durante as baterias. O catarinense já havia vencido no local em três ocasiões – 2011 e 2012 pelo mundial e ano passado no ISA – e esse ano não foi diferente. Com uma estratégia de competição ao lado do compatriota Roberto Bruno, do Ceará, Eder arrancou notas 7,67 e 6,83 para garantir o bicampeonato. Além disso, Roberto Bruno também surfou com muita consistência e ficou com a prata.

“Essa vitória é para lavar a alma. Representar o Brasil e levar o nome do país mais uma vez para o alto do pódio é algo que não tem preço. Aqui é o Brasil, é a equipe unida. Quero agradecer todo mundo. São os dois títulos mais importantes da minha vida essas conquistas do ISA e é emocionante ver a nação brasileira vibrando conosco”, falou Eder, eufórico após o título.

Na decisão feminina, o título também foi para o Brasil. Neymara Carvalho, de Vila Velha (ES) mais uma vez provou que está no auge de sua forma e venceu a bateria do começo ao fim. Em quatro disputas a capixaba venceu todas as vezes que foi pra água e agora, além do pentacampeonato mundial, pode comemorar o bicampeonato do ISA, onze anos após ter levantado o caneco em Durban, na África do Sul.

“Poder me despedir com uma vitória dessas foi uma oportunidade única. Foi uma despedida com chave de ouro, como sempre sonhei”, comemorou Neymara após sagrar-se bicampeã.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade