Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Campeão olímpico Ricardo pode enfrentar filho pela primeira vez no Brasileiro, em São José

Etapa catarinense do Circuito Nacional ocorre de sexta-feira a domingo, na arena montada na avenida Beira-Mar e tem entrada gratuita

Redação ND
Florianópolis
07/12/2016 às 18H58

Um dos maiores nomes da história do vôlei de praia brasileiro, o campeão olímpico Ricardo viverá neste final de semana uma das grandes emoções da carreira em São José, na Grande Florianópolis. A etapa catarinense do Circuito Brasileiro Open marca a estreia do filho dele, Pedro Resende, no torneio de elite da modalidade. Os jogos ocorrem de sexta-feira (9) a domingo, com entrada gratuita na arena montada na avenida Beira-Mar.

Ricardo não sabe qual será o sentimento caso entre em quadra contra o filho em São José - Divulgação/CBV
Ricardo não sabe qual será o sentimento caso entre em quadra contra o filho em São José - Divulgação/CBV




Apenas a conquista de seu primogênito já seria motivo de muita comemoração. Mas a história pode reservar até mesmo o primeiro confronto profissional entre ambos. Ricardo e seu parceiro André Stein (BA/ES) estão na mesma chave de Pedro Resende e Felipe Cavazin (PB/PR). Se as duas duplas vencerem ou perderem na primeira rodada, se enfrentam na segunda rodada, no jogo que valeria o primeiro ou terceiro lugar do grupo.

"Estou muito feliz. Nós ficamos brincando um com o outro sobre quem vai ganhar. Meus pais já disseram que vão torcer para ele (risos). Mas só sei o que vou conseguir sentir na hora que entrar em quadra e enfrentá-lo. É um sentimento de alegria, mas cada um buscando seu resultado. Estou curioso para saber como será", disse Ricardo, que já declarou que irá se aposentar após jogar durante algum tempo ao lado de Pedro.

O jovem de 20 anos também comentou sobre a expectativa da primeira participação no Circuito Brasileiro Open. Pedro Resende vem fazendo uma boa temporada. Junto do parceiro, ele venceu duas etapas e conquistou uma prata no Circuito BB Nacional, divisão de acesso onde as duplas somam pontos para chegar ao Open.

"São alguns anos lutando para conseguir chegar ao Open. Não vejo a hora de entrar na quadra e jogar meu primeiro jogo na principal competição do país, onde os melhores estão. Agora posso falar que estou entre eles. Tenho tido muito apoio da minha família, amigos, namorada. Seria uma experiência única enfrentar e, quem sabe, ganhar dele (Ricardo). Sempre observei muito os ‘golpes’ do meu pai, até buscava imitá-los. É um exemplo para mim", disse.

Ricardo comentou sobre as dicas que dá ao filho antes da estreia e as inevitáveis comparações que surgem. O baiano radicado em João Pessoa (PB) está na vice-liderança do ranking geral da temporada e venceu a etapa de abertura.

"Ele está buscando o espaço dele, dedicado, trabalhando duro. Está evoluindo a cada momento, e como treinamos no mesmo centro de treinamento, observo isso. Durante algum tempo ele foi cobrado por ser filho do Ricardo, mas tem se mostrado muito consciente com relação a isso. Vivendo a vida dele, o caminho que ele vai construir", destacou.

O Circuito Brasileiro Open é composto por 16 equipes no torneio masculino e outras 16 no torneio feminino. Os times são divididos em quatro grupos de quatro duplas na disputa da primeira fase, na sexta-feira. No dia seguinte ocorrem jogos válidos pela repescagem, quartas de final e semifinais. As disputas da medalha de bronze e das finais dos dois naipes ocorrem no domingo, com partidas apenas na parte da manhã.

Os primeiros colocados de cada grupo avançam direto às quartas de final, enquanto segundos e terceiros de cada chave disputam a repescagem.

A temporada do Circuito Brasileiro Open começou em setembro e São José (SC) será a quinta parada dos nove eventos programados, que continuam no primeiro semestre de 2017. No torneio feminino, Larissa e Talita (PA/AL), que venceram em Campo Grande (MS), Brasília (DF) e Uberlândia (MG), mas não estarão em São José (SC), lideram com 1.480 pontos. 

No masculino, Álvaro Filho e Saymon (PB/MS), que venceram em Brasília e Curitiba, além de terem conquistado dois vices, lideram o ranking geral da temporada com 1.520 pontos.

Duplas Inscritas:
Estão inscritos no torneio masculino os seguintes times: Alison/Bruno Schmidt (ES/DF), Álvaro Filho/Saymon (PB/MS), Ricardo/André Stein (BA/ES), Evandro/Pedro Solberg (RJ), Oscar/Hevaldo (RJ/CE), Jô/Vitor Felipe (PB), Thiago/George (SC/PB), Léo Gomes/Ferramenta (RJ), Luciano/Bruno de Paula (ES/AM), Léo Vieira/Averaldo (TO), Pedro Resende/Felipe Cavazin (PB/PR), Guto/Benjamin (RJ/MS), Vinícius/Marcus Borlini (ES), Fernandão/Harley (ES/DF), Fábio/Allison Francioni (CE/SC), e Eduardo Davi/Arthur Lanci (PR).

Já no torneio feminino estão inscritas as duplas Elize Maia/Taiana (ES/CE), Juliana/Rebecca (CE), Ágatha/Carol Solberg (PR/RJ), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ), Val/Renata (RJ), Ana Patrícia/Ângela (MG/RJ), Thati/Josi (PB/SC), Neide/Andrezza (AL/AM), Victoria/Tainá (MS/SE), Carol Horta/Carolina Won-Held (CE/RJ), Semírames/Luiza Amélia (CE), Amanda/Fernanda Nunes (RJ), Aline/Fabrine (SC/BA), Eunyce/Solange (AL/DF), Vivian/Andressa (PA/PB) e Rachel/Maria Clara (RJ).

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade