Publicidade
Quinta-Feira, 22 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 19º C

Brasil encara a surpresa França para manter o sonho do tetra no Mundial

Seleção enfrentou franceses em amistoso de preparação para o torneio e venceu por 3 a 0. Time é punido com uma multa de R$ 4.730 por causa das ausências em coletivas

LANCE!NET
Divulgação

 

Se o peso da camisa e a lógica prevalecerem, a Seleção Brasileira não terá problemas para garantir uma vaga na decisão do Campeonato Mundial, contra Polônia ou Alemanha, e tentar o inédito tetracampeonato consecutivo. O time, que subiu ao lugar mais alto do pódio nas edições de 2002, 2006 e 2010, entra em quadra para encarar a França neste sábado, às 11h40 (de Brasília), em Katowice.

Mas não é porque superou adversidades como lesões de jogadores importantes e venceu duas vezes a temida Rússia que a equipe está relaxada para o duelo contra os europeus. O fato de terem chegado como surpresa à semi faz com que eles sejam vistos com cuidado.

– É um time extremamente talentoso. Uma equipe sempre perigosa e que tem a defesa como ponto forte. Fez uma grande campanha no Mundial e chega para essa semifinal com muita confiança – analisou o técnico Bernardinho.

Os brasileiros tiveram a chance de enfrentar os comandados de Laurent Tillie durante a fase de treinamentos para o Mundial. O time verde-e-amarelo levou a melhor por 3 a 0 em amistoso realizado na cidade de Pravets, na Bulgária. Para o reencontro, os tricampeões esperam dificuldades bem maiores.

– Ganhamos deles recentemente, mas era amistoso. Agora é para valer. É diferente. Eles vêm confiantes e com menos responsabilidade do que nós – disse o técnico.

Ganhar do Brasil seria um feito histórico para os franceses. Caso isso aconteça, o país já terá alcançado o seu maior resultado no torneio até hoje. O máximo que a França conseguiu foi um terceiro lugar na edição de 2002, na Argentina.

– Não é um time forte fisicamente, mas tem jogadores habilidosos – disse o ponteiro Murilo, que está recuperado de dores na coxa direita.

O veterano de 33 anos é o único atleta que esteve nas conquistas de 2006 e 2010. Já  Bernardinho comandou o grupo em todas as três.

FIVB multa o Brasil por ausências em coletivas

O Brasil foi punido com uma multa de aproximadamente R$ 4.730 pela Federação Internacional de Vôlei (FIVB) por causa das ausências do técnico Bernardinho e do levantador Bruninho nas coletivas de imprensa que sucederam os confrontos contra Rússia e Polônia, pela terceira fase do Campeonato Mundial.

– Impuseram uma punição pecuniária no momento de US$ 1.000 (R$ 2.365) por cada jogo. Mas não consigo imaginar que seja o fim – afirmou o brasileiro Ary Graça, presidente da entidade, em entrevista publicada no site polonês Onet.sport.

O técnico e o capitão descumpriram o regulamento que os obriga a atender os jornalistas ao fim das partidas. Eles alegaram que precisavam descansar, já que enfrentariam a Rússia no dia seguinte. Após a vitória sobre os russos, por 3 a 0, apenas o ponteiro Lipe esteve na coletiva.

Novas sanções podem ser aplicadas por causa do protesto dos jogadores no fim do duelo contra a Polônia. Eles reclamaram do fato de a imagem do desafio no último lance da derrota por 3 a 2 não ter sido exibida no telão do ginásio e estão sendo analisados por “mau comportamento”.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade