Publicidade
Terça-Feira, 25 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Brasil encara a Bélgica em busca de vaga nas semifinais da Copa do Mundo 2018

Duelo define adversário da França na próxima terça-feira (10)

Redação ND
Florianópolis
06/07/2018 às 15H56
Brasil enfrenta Bélgica em busca de vaga nas semifinais da Copa do Mundo 2018 - Luis Acosta / AFP
Brasil enfrenta Bélgica em busca de vaga nas semifinais da Copa do Mundo 2018 - Luis Acosta / AFP


O Brasil perde para a Bélgica por 2 a 0 no fim da primeira etapa pelas quartas de final da Copa do Mundo. A partida está no intervalo. Fernandinho (gol contra), aos 13, e De Bruyne, aos 31, marcaram os gols dos "Diabos Vermelhos". O time brasileiro fez um jogo fraco e desorganizado no primeiro tempo. O contragolpe veloz da Bélgica fez a diferença. 

Em 2002, os belgas também estiveram no caminho do pentacampeonato. Perderam para o Brasil nas oitavas de final, mas assustaram. Tiveram um gol legítimo anulado pelo árbitro quando a partida ainda estava em 0 a 0. Os dois times pregam respeito ao adversário nos discursos antes do confronto decisivo. O centroavante Lukaku defendeu Neymar. O belga afirmou que o camisa 10 brasileiro não reage exageradamente quando sofre uma falta e acredita que ele ainda será o melhor jogador do mundo.

“Neymar, para mim, não é um ator. Os jogadores que atuam contra ele são mais duros, porque Neymar tem qualidades que não são normais. Para mim, será o melhor jogador do mundo no futuro e estou feliz porque vou jogar contra ele”, disse, em português, na entrevista coletiva de quinta (5).

Tite também manifestou respeito ao adversário. Afirmou que tem trabalhado com seus jogadores um nível de desempenho igual à partida anterior, mas buscando melhorar a cada jogo. Destacou, porém, que a Bélgica é um time de qualidade e só durante a partida saberá se o melhor do Brasil vai superar o melhor da Bélgica.

“O que eu busco com os atletas é manter e crescer. E aí você fica com a sensação de ter feito o melhor. Se o seu máximo vai ser superior ao do outro, é uma situação do jogo. Todos os atletas que entraram jogaram bem. Isso fortalece a equipe. Mas não é o suficiente para dizer que vamos vencer porque o outro lado tem qualidade também”.

Os franceses vão enfrentar o vencedor do confronto entre Bélgica e Brasil, que jogam a partir das 15h (de Brasília) desta sexta, na próxima terça (10), em São Petersburgo.

França vence Uruguai e se classifica às semifinais

Desde o início ficou claro que a França tinha mais qualidade no toque de bola e velocidade no ataque. Apesar de conseguir rondar mais a área, a França não criou grandes chances para marcar. A estratégia de fazer a ligação direta para o ataque, empregada pelo Uruguai, não foi 100% equivocada porque os sul-americanos conseguiam ficar com os rebotes, depois de Suárez ou Stuani brigarem pelo alto com os zagueiros rivais. 

Placar final foi reflexo do domínio da França na partida - Dimitar DILKOFF / AFP
Placar final foi reflexo do domínio da França na partida - Dimitar DILKOFF / AFP


Estava tudo bem para eles, desde que a defesa segurasse os franceses. Deu certo por 39min. Até que Varane subiu mais que os uruguaios em cobrança de falta de Griezmann para fazer o primeiro gol.

Fernando Muslera, nascido em Buenos Aires, matou qualquer chance de reação do Uruguai ao deixar o chute de Griezmann passar por entre suas mãos aos 15min do segundo tempo.

Nos 30 minutos finais, a partida entrou em compasso de espera. A França já não tinha nenhum interesse de ir para a frente, sabedora de que o Uruguai teria de atacar com cada vez mais desespero. Mas os sul-americanos não tinham força ofensiva para tal.

Com informações da Agência Brasil e Folhapress.

Publicidade

1 Comentário

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade