Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Avaí não segura a força aérea da Chapecoense e perde no fechamento do turno

O zagueiro Fabrício Bruno, de cabeça, fez o único gol da partida neste domingo na Arena Condá

Redação ND
Florianópolis
18/02/2018 às 19H38

A Chapecoense cumpriu o dever de casa, venceu um Avaí sem ambição e manteve a distância para o líder Figueirense ao final do primeiro turno. O gol da vitória por 1 a 0, na tarde deste domingo (18) na Arena Condá, foi do zagueiro Fabrício Bruno, aos 32 minutos do segundo tempo.

Um primeiro tempo sonolento, de pouca movimentação e raras emoções. Foi o que Chapecoense e Avaí ofereceram ao torcedor. O time da casa tendo a iniciativa do jogo sem muita inspiração e o Avaí apostando na marcação para depois contra-atacar.

No final do jogo, Kozlinski evita o segundo gol da Chapecoense - Sirli Freitas/Chapecoense/Divulgação
No final do jogo, Kozlinski evita o segundo gol da Chapecoense - Sirli Freitas/Chapecoense/Divulgação


Além de insistir nos lances de cruzamento, a Chapecoense pouco ameaçou o goleiro Kozlinski. A melhor chance veio aos 38 minutos num chute de Elicarlos de fora da área, obrigando o goleiro avaiano a grande defesa para escanteio. Aos 46, Kozlinski trabalharia de novo em defesa de segurança após uma bola ter desviado na marcação.

A segunda etapa iniciou com a Chapecoense melhorando a movimentação com a entrada de Canteros no lugar de Nadson. Logo a 2 minutos, o zagueiro Fabrício Bruno desperdiçou boa chance ao desviar de cabeça uma cobrança de falta.

Aos 14 e 16, a Chapecoense ameaçou. Primeiro num contra-ataque que a zaga avaiana afastou mal e terminou num cruzamento perigoso de Apodi. Depois num chute de Guilherme por cima do gol. Guilherme quase marcou aos 20 num chute que passou próximo à trave, após bate-rebate na entrada da área.

O Avaí, por sua vez, passou a ter mais espaços no meio campo para contra atacar. Assustou mesmo aos 24 no primeiro chute perigoso ao gol adversário com Guga, de pé esquerdo,  obrigando Jandrei a grande defesa.

Aos 29, Apodi desperdiçou grande chance dentro da área, desviando por cima do gol.

E de tanto insistir nos cruzamentos, aos 32 minutos a Chapecoense marcou com Fabrício Bruno completando de cabeça a cobrança de escanteio. Ele se antecipou-se a Alemão e cabeceou sem chance para Kozlinski.

Ficha Técnica

Chapecoense – Jandrei; Apodi; Rafael Thyere, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo, Nadson (Canteros) e Arthur Caike (Lucas Mineiro); Guilherme (Bruno Silva) e Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina.

Avaí – Kozlinski; Guga, Alemão, Betão e João Paulo; Luan, Judson e André Moritz (Marquinhos); Romulo, Getúlio e Lourenço (Maurinho). Técnico: Evando.

Local: Arena Condá, em Chapecó; Dia: 18/01/2018; Gol: Fabrício Bruno, a 32 do 2º tempo; Cartões amarelos: Eli Carlos, Fabrício Bruno, Cayke (C); Lourenço, Duda, Judson (A); Público: 7.189; Renda: R$ 121.350; Arbitragem: Bráulio da Silva Machado, auxiliado por Helton Nunes e Thiago Americano Labes.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade