Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Após susto, torcedor do Figueirense que caiu da arquibancada no clássico está em casa

Jovem Douglas Cirimbelli, 26 anos, que caiu da arquibancada do setor visitante da Ressacada, teve alta do hospital neste domingo

Diogo de Souza
Florianópolis
02/09/2018 às 20H42

O jovem Douglas Cirimbelli, 26 anos, vítima de uma queda da arquibancada do setor visitante do estádio da Ressacada, já está no conforto de casa. Ele recebeu alta do hospital Governador Celso Ramos neste domingo (2), para onde foi encaminhado logo após a operação que foi montada, ainda em meio ao clássico entre Avaí e Figueirense, para atendimento e remoção do torcedor alvinegro que caiu de maneira acidental.

Tudo aconteceu por volta dos 20 minutos do primeiro tempo, ou 16h50, quando Douglas, posicionado próximo ao alambrado, caiu acidentalmente. Relatos de repórteres que cobriam o jogo e estavam atrás da goleira posicionada no lado Sul do gramado, relataram cenas “chocantes” logo após a queda do indivíduo. A informação é que, logo após o acidente, o torcedor desmaiou. Equipes de médicos e paramédicos entraram em ação e prestaram os primeiros socorros. Foi aí que, aos 24 minutos, a partida, que já apontava 1 a 0 para o Figueirense, foi paralisada para o pouso do helicóptero Arcanjo, do Corpo de Bombeiros.

Helicóptero do arcanjo pousa no campo da Ressacada - Marco Santiago/ND
Helicóptero do arcanjo pousa no campo da Ressacada - Marco Santiago/ND

"Cheguei meio-dia, fizemos um churrasquinho, entramos meia-hora antes do jogo.  Lembro do pênalti, do gol. Depois disso, parece que eu escorreguei, e pelo que me disseram depois, tentei me segurar no alambrado e não consegui. Não tive força. Só me lembro de acordar hoje [domingo] de manhã", relatou Douglas.
Em gestos confusos para os mais de 13 mil torcedores, a movimentação dos socorristas levou seis minutos até que o helicóptero saísse do gramado e pousasse no campo suplementar A, do CFA (Centro de Formação do Avaí), localizado ao lado do estádio da Ressacada.

Apesar de toda tensão que se estendeu até o segundo tempo, momento em que o arcanjo, depois de ter pousado uma segunda vez dentro do gramado, decolou em direção à unidade hospitalar.

Neste domingo, além do gosto pela vitória do time do coração um dia antes, Douglas voltou para casa com alguns pontos e uma tala para segurar o braço todo envolto por uma atadura.

"Ainda bem que o Figueirense ganhou, né?! Se tivesse perdido eu iria ficar dormindo toda semana", brincou o auxiliar administrativo e "recém-nascido".

>> No dia do aniversário do Avaí, Figueirense vence por 1 a 0 e põe água no chope do rival

Douglas Cirimbelli, torcedor do Figueirense que já está em casa - Marco Santiago/ND
Douglas Cirimbelli com o filho Arthur, torcedor do Figueirense que já está em casa, com a família - Marco Santiago/ND





Publicidade

3 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade