Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Avaí confirma que Figueirense atravessou a negociação com Antônio Carlos

Diretor Marcelo Gonçalves confirmou que o rival fez uma proposta pelo zagueiro

Matheus Joffre
Florianópolis
André Palma Ribeiro/Avaí/ND
Antônio Carlos é apresentado por Marcelo Gonçalves

 

O diretor de futebol do Avaí, Marcelo Gonçalves, confirmou em coletiva de imprensa reali­zada na tarde de ontem que um empresário ligado ao Figueiren­se entrou em contato com o za­gueiro Antônio Carlos, minutos antes da apresentação do atleta, na sexta-feira, com uma propos­ta para levá-lo ao Figueirense.

A situação provocou um des­conforto geral no departamento de futebol do Leão e atrasou em quase uma hora a apresentação do jogador, que acabou acertan­do com o Avaí apesar das cifras maiores oferecidas pelo rival. “Eu reafirmo uma situação que ocorreu e, de fato, interferiu no meu ambiente de trabalho, não foi invenção. A gente havia confirmado a apresentação do atleta às 15h30 e vocês viram que eu entrei sozinho na sala de imprensa e o Antônio Carlos não entrou. Eu tive que sair e aten­der ao telefone de um agente ligado ao Figueirense, que ligou para ele com uma proposta até com números muito superiores ao que tínhamos acertado com o atleta para ele ir para o Figuei­rense”, afirmou Gonçalves.

O dirigente ainda disse que encontrou o técnico Vinícius Eutrópio, do Figueira, ontem pela manhã, e que o treina­dor confirmou que o zagueiro foi oferecido a ele. “Inclusive, hoje, por coincidência, eu en­contrei o Eutrópio caminhando na [avenida] Beira-Mar e ele me confirmou que, entre 12h e 13h de sexta, um empresário ligou para ele oferecendo o An­tônio Carlos e ele disse que não tinha interesse. Agora cabe ao Figueirense rever o tipo de re­lação que tem com esse agente e falar o nome do empresário que ofereceu o jogador para eles e que tumultuou o meu ambien­te de trabalho”, cobrou o dire­tor avaiano.

O zagueiro pertence à Brazil Soccer, do empresário Eduardo Uram, que costuma ter as portas abertas nos dois clubes, mas o diretor de futebol do Figueiren­se, Cleber Giglio, negou que o clube tenha tentado atravessar a negociação. “Vou ser categórico. Isso é uma mentira. O Figuei­rense jamais procurou o atleta ou fez alguma proposta por ele. Com todo o respeito ao Antonio Carlos, que não tem nada a ver com isso, o Figueirense não fez oferta nenhuma. Os jogadores são oferecidos a todos os clubes, agora ser oferecido ou o clube fazer uma oferta e querer atra­vessar é outro negócio”, rebateu o dirigente alvinegro.

Apesar da situação descon­fortável, Gonçalves mostrou-se feliz com acerto com o defensor e afirmou que este assunto está encerrado. “Pouco antes de ser apresentado, o atleta se mostrou bastante perturbado, ansioso, por isso o atraso na coletiva de imprensa. Mas o jogador hon­rou sua palavra, assinou com o Avaí, estamos felizes e não tem mais o que ficar falando, principalmente do clube rival. Eles têm que cuidar do clube deles e eu cuido do meu aqui no Avaí”, finalizou.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade