Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

500 milhas de pura emoção

Principais pilotos do país participam da prova mais tradicional do kartismo brasileiro no Parque Beto Carrero

Matheus Joffre
Florianópolis
Marco Santiago/ND
Felipe Massa fez apenas o nono tempo

 

Com Rubens Barrichello em primeiro lugar no grid, as 500 Milhas de Kart Beto Carrero têm tudo para ser uma das corridas mais emocionantes da história da competição. Organizada há 14 anos pelo piloto da Fórmula Truck, Felipe Giaffone, a prova mais tradicional do kartismo brasileiro deixa pela primeira vez as pistas da Granja Viana, em Cotia-SP, e estreia no coração do maior parque temático da América Latina, em Penha.

Além de Rubinho, Felipe Massa, Christian Fittipaldi, Tony Kannan, Ricardo Zonta e Felipe Giaffone, são algumas das feras que estarão na pista a partir das 10h30. Ao todo, são 48 karts e mais de 350 pilotos durante as 12 horas de duração da prova. A corrida será transmitida com exclusividade pela Record News para todo o Brasil.

Maior vencedor das 500 Milhas com oito conquistas, Barrichello aprovou a vinda das 500 Milhas para o Parque e trouxe toda a família para prestigiar o evento “É um prazer muito grande estar aqui com minha família e poder me divertir. Acabar os treinos e assistir ao Extreme Show, ir à montanha russa”, afirmou o piloto da Williams. “Só espero que não chova tanto para não atrapalhar meus filhos irem aos brinquedos”, brincou.

Nono lugar no grid, Felipe Massa aprovou a pista projetada pelo alemão Hermann Tilke e aposta na regularidade da equipe para subir ao pódio. “A pista é muito boa, mas bem diferente do circuito da Granja Viana. O mais importante em uma corrida como essas é ser constante do começo ao fim”, ressaltou.

A prova encerra o calendário do automobilismo brasileiro e possui um contrato de cinco anos com o Parque. “É tudo uma grande confraternização. O lugar aqui é sensacional e espero que o evento fique aqui por muitos anos ainda”, afirmou o piloto da Fórmula Indy, Tony Kanaan.

Prova de regularidade

As 500 Milhas possuem todos os atrativos de uma boa prova de endurance, corrida de longa duração. A largada é em estilo Le Mans. Os pilotos ficam perfilados de um lado da pista e os karts, ligados e segurados pelos mecânicos, do outro. Autorizada a partida, os pilotos saem em disparada, pulam nos karts e largam sem mesmo estarem sentados no banco.

O tempo máximo permitido para a troca de pilotos é de duas horas – o que equivale a dois tanques de gasolina e o tempo mínimo de permanência nos boxes são de três minutos. Também há uma parada obrigatória de 15 minutos, que os pilotos aproveitam para rever as estratégias, fazer eventuais reparos e respirar um pouco. “Esses 15 minutos são decisivos e fazem com que todos sejam competitivos até o final”, afirmou Rubens Barrichello.

Por conta do desgaste da corrida, os pilotos têm que poupar o equipamento e correm em média 65 quilômetros por hora. A emoção cresce à medida em que os karts se aproximam da linha de chegada e uma coisa é certa: vence a equipe que tiver mais regularidade durante as 12 horas da prova.

O homem por trás das pistas

O alemão Hermann Tilke sempre foi apaixonado por velocidade. Durante os anos 80, competiu em carros de turismo e também participou de algumas corridas de endurance, como às 24 Horas de Nürburgring.

Em 1984, Tilke virou projetista e passou a atuar nos bastidores do automobilismo. Seu primeiro trabalho foi uma adaptação no circuito de Nürburgring em 2002. De lá para cá, já são 60 autódromos e dez pistas de kart adaptados, reformados ou projetados por ele.

Atualmente, dos 20 circuitos da Fórmula-1, 11 levam a assinatura do alemão. Entre os principais estão as pistas de Abu Dhabi, da Coreia do Sul e da Índia. Contratado para fazer o traçado da pista do Kártodromo Beto Carrero, Tilke não decepcionou e fez um de seus melhores trabalhos.

O alemão, que também correrá as 500 Milhas, testou sua criação durante os treinos livres e aprovou o circuito. “Com toda a certeza é uma das melhores pistas do mundo. Foi uma experiência nova projetar uma pista dentro de um parque. Estou apaixonado e muito satisfeito com o circuito”, afirmou.

RICTV e Record News transmitem

A RICTV e a Record News transmitirão as 500 Milhas com exclusividade para todo o Brasil. Serão mais de 40 profissionais e uma cobertura completa com todos os detalhes das 12 horas da prova.

A Record News exibirá a largada, a primeira e a última hora da corrida na íntegra e a chegada, além de flashes ao vivo de hora em hora. Já a RICTV terá vários boletins e flashes ao vivo durante a programação.

 

Gringos viajam 10 horas para participar

 

Os americanos Chuck Gafrarar, 41, Vicky Brian, 39, e o canadense Olivier Cote, 18, voaram mais de dez horas para participarem das 500 Milhas. A equipe, chefiada pelo argentino Luis Ruibal, 52, importador dos pneus MG nos Estados Unidos, selecionou os melhores pilotos entre os clientes da marca no país.

Piloto da TAG, Chuck Gafrarar, diz nunca ter visto um evento como esses e ainda não acredita que correrá ao lado de pilotos como Rubens Barrichello e Felipe Massa. “Nunca vi nada parecido em nenhum lugar do mundo. É uma oportunidade única. Além de ter um pouco de diversão, é uma honra correr com eles”, afirmou.

Única mulher das 500 Milhas, Vicki Brian, da Shifter, veio pela primeira vez ao Brasil e se encantou com o país. “Estou apaixonada pelo Brasil. Amei as pessoas, a comida, tudo. Se dependesse de mim ficava para sempre aqui”, ressaltou.

Já o piloto de kart Olivier Cote acredita que esta seja a melhor experiência de sua vida. “É muito especial estar aqui. É a melhor coisa que já me aconteceu e vou levar essa experiência para o resto da minha vida”, disse.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade

Escolha seu time

  • Chapecoense
  • Criciúma
  • Figueirense
  • JEC
  • Avaí
Publicidade