Publicidade
Domingo, 18 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Honda lança nova geração do City, que chega em quatro versões a partir de R$ 53.900

Sedã 2015 chega às concessionárias nesta quinta-feira, com mudanças no design, interior e conjunto mecânico, que deram um ar mais esportivo ao carro

Leonardo Thomé
Florianópolis
Divulgação/ND
Honda City será vendido mas versões DX, LX, EX e EXL, com motorização 1.5 16V


Nas concessionárias a partir desta quinta-feira, o novo Honda City chega nas versões DX, LX, EX e EXL, com motor 1.5 i-VTEC 16V de 115 cv (gasolina) e 116 cv (etanol). Em sua segunda geração no Brasil, o City passou por mudanças no design, espaço interno e conjunto mecânico, dando um ar mais esportivo ao sedã. Entre os destaques da linha, estão as inovações tecnológicas, como o ar-condicionado digital com comandos touch screen, inédito no Brasil. Fabricado em Sumaré (SP), o City 2015 chega com preços que variam entre R$ 53.900 – versão mecânica - e R$ 69.000 – versão automática com câmbio de sete velocidades.

O êxito da segunda geração do Honda Fit é um dos motivos para a montadora acreditar no sucesso do novo City. Mesmo diante da retração da indústria automobilística, que no acumulado dos oito primeiros meses de 2014 caiu 18% em comparação com o mesmo período de 2013, a expectativa da Honda é superar 3.000 unidades vendidas já em outubro. O número, se atingido, superará a melhor marca de vendas do City em 2014, com os 2.658 carros vendidos em janeiro. “A segunda geração do Fit proporcionou um aumento de 64% nas vendas. Com o City, apostamos em números semelhantes, sobretudo em São Paulo”, diz Sérgio Bessa, diretor comercial da Honda no Brasil.

Outra novidade da linha City 2015 é a transmissão CVT, que traz como destaque a configuração com sete velocidades e paddle shift (borboletas atrás do volante), nas versões EX e EXL. O carro também conta com tecnologia FlexOne, que dispensa o tanque auxiliar de gasolina para partida a frio, pois aquece o combustível no próprio bico injetor. O espaço interno é um dos trunfos da montadora para conquistar os clientes, de acordo com Toshikazu Hirose, líder do projeto global do novo Honda City.

Hirose é sediado no Japão, mas acompanhou todo o processo de criação do novo City no Brasil, que contou com a colaboração de usuários globais da marca, por meio de pesquisas de opinião. “Conversamos com clientes do mundo inteiro, para saber as preferências e o que eles queriam do novo City, tudo para conseguirmos atender as expectativas do mercado”, afirma. Para o executivo, o apelo esportivo da versão 2015 atrairá uma nova gama de consumidores que buscam aliar o “clássico” ao “moderno”.

Performance e eficiência

Dirigir o novo Honda City é garantia de desempenho, estabilidade e eficiência. Ao rodar 105 quilômetros pelas ótimas estradas do interior paulista, de Itatiba a Limeira, o carro mostrou bom desempenho, garantido especialmente pelo comando de válvulas variável, que controla eletronicamente a sincronização e abertura das válvulas, permitindo respostas eficientes em todas as faixas de rotação.

O câmbio CVT (transmissão continuamente variável) é disponível nas versões LX, EX e EXL. O sistema conta com conversor de torque e uma elasticidade de giro maior, o que melhora a tração em baixas velocidades, proporcionando uma resposta mais rápida, aceleração linear e economia de combustível. Na versão de entrada, DX, o câmbio é manual de cinco marchas. “O CVT é um diferencial do novo City, que será bem recebido pelo mercado”, aposta Sérgio Bessa, diretor comercial da Honda no Brasil.

Conforto e tecnologia

Apresentado à imprensa na semana passada, em Itatiba (SP), o City 2015 segue a nova identidade visual da Honda, na qual se destaca o conjunto frontal, com grade, faróis e para-choque integrados, proporcionando elegância e esportividade. O capô recebeu dois vincos acentuados, assim como toda a lateral, o que confere mais robustez ao modelo. Na traseira, as lanternas foram alongadas e envolvem as laterais do carro. Embora tenha acréscimos importantes na nova versão, o City 2015 peca ao não contar com bancos elétricos em nenhuma das versões.

Para motorista e passageiro do banco dianteiro, a distância entre os ombros foi aumentada em 40 mm e o espaço da cabeça ao teto está 10 mm maior. Os passageiros do banco traseiro também contam com mais espaço para as pernas, com o aumento de 60 mm na distância para os bancos da frente e mais 70 mm no espaço para os joelhos. As bagagens e objetos podem ser facilmente acomodados no porta-malas, que teve o acesso ampliado em 20 mm e tem agora capacidade para 536 litros.

O City 2015 traz airbags frontais em todas as versões e também laterais para motorista e passageiro da frente na EXL. Os cintos de segurança são de três pontos para todos os ocupantes e há ancoragem para assentos infantis compatíveis com os tipos Isofix e Latch.

PREÇOS

DX MT – R$ 53.900
LX CVT – R$ 62.900
EX CVT – R$ 66.700
EXL CVT – R$ 69.000

 

 

 

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade