Publicidade
Quinta-Feira, 22 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 19º C

Exposição “A Força da Matéria: Joan Miró” tem última semana para visitação em Florianópolis

Mostra internacional estará aberta para o público até o dia 15 de novembro

Marciano Diogo
Florianópolis
Flávio Tin/ND
Os artistas amigos Adelino Santos (a frente), Osmar Yang (de óculos) e José Rocha aproveitaram os últimos dias da exposição

 

Visitantes e moradores de Santa Catarina têm na próxima semana a última oportunidade para conhecer a arte de Miró na exposição “Joan Miró: A Força da Matéria”, que segue até o dia 15 de novembro no Masc (Museu de Arte de Santa Catarina), em Florianópolis. De acordo com SOL /SC (Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte de Santa Catarina), a mostra internacional, que reúne 112 obras do multiartista catalão, já recebeu pessoas vindas de 137 municípios catarinenses, 20 Estados brasileiros e 12 países. “Santa Catarina está mais que pronta para atender e receber exposições internacionais. A exposição de Miró aqui é um sucesso, mais de 50 mil pessoas já passaram pela mostra”, afirma Filipe Mello, secretário da SOL/SC.

Os amigos Adelino Santos Neto, 67, Osmar Yang, 58, e José Rocha, 67, aproveitaram os últimos dias da exposição de Miró. Os três são formados em artes visuais pela Udesc (Universidade Estadual de Santa Catarina) e reforçam a oportunidade de ter o contato direto com as obras de um dos nomes mais importantes da arte moderna e contemporânea. “Nada substitui o ver apreciar das obras ‘ao vivo’. Santa Catarina é carente de mostras internacionais de grande porte, esta é uma oportunidade rara que o público não pode perder. Nós deixamos para os últimos dias para fugir do tumulto”, observa Adelino Santos.

O casal Fran Sosa, 31, e Krystelle Sosa, 29, foi à mostra acompanhado do bebê de um mês. “Não pudemos vir antes por causa da chegada da criança. A forma como Miró trabalhava as cores e movimentos é única”, afirma o panamense radicado em Florianópolis.

Apesar de ter sido prorrogada em São Paulo, a mostra não será estendida em Florianópolis. A confirmação é do Instituto Tomie Othake, que junto à Fundação Joan Miró de Barcelona organizou e produziu a mostra no Brasil, que tem patrocínio da empresa Arteris. “Infelizmente não temos essa flexibilidade porque as obras têm data fechada para retornar para a Espanha”, explica Paulo Miyada, 29, curador do Instituto Tomie Othake.

Para o curador, a região Sul do país tem potencial para receber cada vez mais exposições de grande porte. “Santa Catarina e região tem um público que demonstra interesse cultural e artístico. O Estado tem condições para receber mostras como a de Miró, o próprio Masc passa atualmente por um processo de renovação. Florianópolis é uma cidade muito fértil do ponto de vista cultural”, afirma Miyada.

Visita guiada já terminou

Os agendamentos de grupos para visitações guiadas à exposição de Miró em Florianópolis estão encerrados desde o fim do outubro porque todos os horários disponíveis já foram preenchidos. Porém mesmo sem visitação orientada pelos arte-educadores, o público pode seguir apreciando a exposição, que segue aberta durante os períodos da manhã, tarde e noite. O esquema de distribuição de senhas é funcional e a maioria dos visitantes não precisa esperar ou entrar em alguma fila para conhecer à mostra, exceto aos fins de semana, quando o movimento é maior.

Os alunos das turmas do 2º, 4º e 5º anos da Escola Municipal Professor Augusto Althoff, de Santo Amaro da Imperatriz, estão entre os últimos grupos que puderam fazer a visitação guiada à exposição. “É muito importante as crianças terem a oportunidade e o acesso a obras que são fundamentais para a história da arte”, diz a professora Maria Bernadete Carvalho, 58.

Flávio Tin/ND

Casal do Panamá radicado em Florianópolis trouxe o filho recém-nascido para mostra

 

O catalão Joan Miró foi um vanguardista da arte moderna e o principal representante do surrealismo. A exposição “Joan Miró: A Força da Matéria”, que teve abertura no dia 12 de setembro e segue na Capital até o domingo (15) do próximo fim de semana, divide a carreira do artista catalão, que morreu em 1983, com 90 anos de idade, em três fases: anos 1930 e 1940, anos 1950 e 1960, e nos anos 1970, em que diversifica ainda mais seu trabalho, questionando o sentido da arte com gravuras.

Números mironianos 
A exposição “Joan Miró: A Força da Matéria” traz para Florianópolis 112 obras do artista, 41 pinturas, 22 esculturas, 20 desenhos, 26 gravuras e três objetos. A SOL/SC afirma que cerca de 50 mil pessoas ao total irão visitar a mostra durante os mais de 60 dias que ela ficou aberta para o público. Somente nos primeiros 15 dias, a exposição recebeu mais de 14 mil visitantes. Até o momento, pessoas de 137 municípios catarinenses, 20 estados brasileiros e 12 países já foram ao Masc para conhecer a maior exposição do artista catalão feita no Brasil.

O quê: Exposição “Joan Miró: A Força da Matéria” 
Quando: até 15/11. De terça a sábado, 10h às 20h30 (com última admissão às 19h30); domingos e feriados, 10h às 19h30 (com última admissão às 18h30) 
Onde: Masc, CIC, av. Irineu Bornhausen, 5.600, Agronômica, Florianópolis, tel. (48) 3664-2630
Quanto:
 Gratuito 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade