Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Com inauguração de Polo Automotivo, Jeep volta a produzir no Brasil depois de 30 anos

Complexo em Goiana (PE), que produz o Renegade, tem investimento de R$ 7 bilhões e capacidade para produzir até 250 unidades por ano

Rodrigo Lima
Florianópolis
Divulgação/ND
Estação com 18 robôs é capaz de aplicar cem pontos de solda em um minuto


A FCA (Fiat Chrysler Automobiles), um dos maiores grupos mundiais do setor automotivo, constituído em outubro de 2014 a partir da fusão global entre Fiat e Chrysler,  começou a reescrever sua história no Brasil depois de mais de 30 anos ao inaugurar o Polo Automotivo Jeep, em Goiana (PE), na última terça-feira. A fábrica mais moderna do grupo no mundo, a primeira no Brasil, tem investimento de mais de R$ 7 bilhões em uma área construída de 260 mil m² e mais de 5.000 funcionários (serão 9.000 até o final deste ano), com capacidade para produzir 250 mil veículos por ano. Inicialmente, está sendo produzido o Jeep Renegade, um SUV compacto lançado em abril e que chega para brigar pela liderança do segmento com a Ford EcoSport.

Na cerimônia de inauguração, o presidente executivo da FAC, Sergio Marchionne, confirmou que mais dois veículos começarão a ser produzidos na fábrica pernambucana dentro dos próximos 18 meses. Mesmo questionado pela imprensa automotiva, Marchioni não deu detahes dos produtos.

Mas é unanimidade entre os jornalistas que serão fabricadas a nova picape da Fiat, exbida pela montadora italiana no Salão do Automóvel de São Paulo no ano passado, e um novo  modelo da Jeep,um SUV de médio porte que substituirá o Compass e preencherá a lacuna entre o Renegade e o Cherokee. “A arquitetura do Renegade pode ser utilizada para três veículos. Um para a marca Fiat e outro da Jeep. Vamos ter que aguardar até mostrar o carro mais à frente”, disse Marchionne.

A principal inovação na planta está na funilaria. Uma estação com 18 robôs é capaz de aplicar 100 pontos de solda em 60 segundos, congelando a geometria da carroceria em uma única etapa. Normalmente, em outras fábricas, a fixação das partes e consolidação da carroceria é feita em várias estações. “Fomos questionados por que a instalação da fábrica em Goiana. Aqui, estamos bem localizados, próximos ao Porto de Suape. A logística é excelente”, afirmou Stefan Ketter, vice-presidente mundial de Manufatura da FCA, que coordenou a implantação do Polo Automotivo Jeep.

O POLO AUTOMOTIVO

Investimentos: acima de R$ 7 bilhões

Empregos: cerca de 9.000 no Polo ( fábrica Jeep + fornecedores ), sendo 82% do Nordeste e 78% de Pernambuco

- Capacidade instalada para produzir 250 mil veículos por ano

- Início da obra: setembro de2012

- Inauguração: 28 de abril de 2105

- 700 robôs: 650 na funilaria, 40 na pintura e 10 na montagem

- Parque de fornecedores com 16 empresas, produzindo 17 linhas estratégicas de produtos em 12 prédios

- O Polo Automotivo Jeep marca a volta da produção do Jeep no Brasil, depois de mais de 30 anos


Renegade vai de R$ 69.990 a R$ 116.990

O primeiro modelo produzido em Goiana é o Jeep Renegade. A primeira unidade destinada ao mercado deixou a linha de montagem no dia 19 de fevereiro. As 120 concessionárias  já estão vendendo o Renagade, em três versões - Sport, Longitude e Trailhawk -, com duas opções de motor (1.8 16V flex e 2.0 turbodiesel), três de câmbio (manual, automático de seis e de nove marchas) e duas de tração (4x2 e 4x4). O novo utilitário esportivo da Jeep parte de R$ 69.990 e vai até R$ 116.990.

O Renegade é quase um Jeep nacional. Ele sai da linha de produção índice de nacionalização de mais de 70%. Mas nos próximos meses, conforme a FCA, esse índice deve superar os 80%. “Foi com este objetivo que a fábrica Jeep foi concebida como o centro de um polo automotivo, que conta com um parque de fornecedores com 16 empresas, responsáveis pela fabricação de 17 linhas estratégicas de produtos. Apenas estes fornecedores internos ao perímetro da fábrica serão responsáveis por 40% dos conteúdos do Renegade”, informou Stefan Ketter.

 

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade