Publicidade
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Com destaque para os manezinhos da Ilha, Consulado encerra o desfile na Nego Quirido

A escola encerrou a apresentação com tranquilidade comemorando os 40 anos de escola e o retorno ao grupo especial

Redação ND
Florianópolis
26/02/2017 às 00H39

A Consulado foi a primeira escola de samba a entrar na avenida, pontualmente às 22h30, a agremiação começou a apresentação na Nego Quirido com 1.200 integrantes divididos em 21 alas. A escola entrou na avenida comemorando os 40 anos de agremiação e o retorno ao grupo especial.

Bateria Ordinária animou o público na avenida - Marco Santiago/ND
Bateria Ordinária animou o público na avenida - Marco Santiago/ND



Com o tema "Mô querido... aqui é meu lugar!", os foliões cantaram e dançaram ao som da bateria Ordinária com o samba-enredo dos autores Casinha, Jacson do Cavaco, Mancha do Cavaco e Rafael Schramm. O enredo retratou a ligação da escola com o bairro da Caieira do Saco dos Limões e a vontade de permanecer no grupo especial.

Para levar para casa o troféu de campeã de 2017, cada décimo conta e o destino das escolas estará nas mãos de 27 jurados. A avaliação dos jurados tem 8 quesitos que valem 30 pontos cada. Uma das alas trouxe estudantes da Escola Getúlio Vargas, do bairro Saco dos Limões. "Dizem que a primeira escola a desfilar não ganha, mas hoje vamos quebrar o tabu", disse o presidente da Consulado Márcio Pires.

As histórias de bruxas foram destaque da escola na passarela - Marco Santiago/ND
As histórias de bruxas foram destaque da escola na passarela - Marco Santiago/ND


O desfile teve três personagens principais: o carioca, o manezinho e a bruxa. Na história fictícia e baseada na trajetória da Consulado, um carioca chega à Ilha na década de 1970 para trabalhar em Florianópolis e é “enfeitiçado” pela magia da cidade. O manezinho é o responsável por apresentar ao carioca a história do bairro, que acaba se misturando à Consulado.

O primeiro carro saiu para dispersão cerca de 20 minutos antes do tempo limite para o término do desfile. No último carro a escola trouxe a matriarca da escola, dona Iraci, e figuras da Ilha que representam os manezinhos, como a dona Maricotinha, e fotos dos 40 anos de história da escola. A Consulado conseguiu cumprir o tempo na avenida e fechou o desfile com 1h09m07.

A matriarca da escola veio no último carro junto com figuras da Ilha - Daniel Queiroz/ND
A matriarca da escola veio no último carro junto com figuras da Ilha - Daniel Queiroz/ND



Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade