Publicidade
Quinta-Feira, 23 de Novembro de 2017
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 19º C

Os bastidores, a informação bem apurada, a opinião fundamentada e sem papas na língua você encontra aqui, com Paulo Alceu, um dos mais competentes jornalistas em atividade, com décadas de experiência na cobertura política nacional e internacional. Com colaboração do editor de Política, Altair Magagnin.

  • Briga interna no PSD tira região Oeste catarinense da rota do Centro Administrativo

    De forma legítima, o deputado Gelson Merisio, que nunca escondeu de ninguém que pretende disputar o governo do Estado, e se preparou para isso, sempre destacava que estava chegando a vez do Oeste. Daí, surge outro nome, o do deputado federal João Rodrigues, do mesmo partido e da mesma região.

    Embora tenha esse direito, está produzindo apenas uma divisão para satisfação dos adversários. Enfraquece e tira, de repente, o Oeste da trajetória visando o Centro Administrativo.

    Merisio e Rodrigues - -
  • Muitos dos votos em Bolsonaro não são para ele diretamente, mas contra tudo que está aí

    Muitos dos votos que hoje recaem em Jair Bolsonaro não são para ele diretamente, mas contra tudo que está aí. Foi assim com Luiz Inácio da Silva, que era o extremo do que se apresentava na disputa presidencial, assim com Fernando Collor, que ostentava a juventude e ideias novas contra as retrógradas que dominavam o país na época. Não se tratam de propostas como base de atração eleitoral, mas de buscar no contraditório uma forma de expressar toda a indignação contra governantes em dívida com os anseios da população. Bolsonaro, em muitas de suas manifestações, demonstra, na verdade, até um despreparo para comandar o país, pois enaltece muito mais o confronto do que soluções digeríveis para um Brasil em crise de identidade. Mas, se posiciona com firmeza por mudanças profundas. Neste momento, é necessário equilíbrio e firmeza, além do desapego ao poder. Não são palavras de ordem e radicalismos que colocarão o país nos trilhos. Infelizmente, até o[...]

    Leia mais
  • Em café com Temer, Bornhausen diz que presidente está otimista com reforma da Previdência

    A prioridade do ex-senador Jorge Bornhausen está nas eleições presidenciais. Aqui no Estado continuará aberto, como sempre esteve, para conversas em torno de candidaturas, embora sua preferência recaia num nome que agregue alianças de correntes centrais que deem sustentação à corrida presidencial. Jorge Bornhausen aposta no governador paulista Geraldo Alckmin como o nome ideal para comandar o país neste momento, excluindo desta forma qualquer interferência de extrema esquerda ou extrema direita. O ex-senador, que esteve com o presidente Temer, com quem tomou café da manhã, reconhece seu esforço na recuperação da economia. Destacou que Temer se mostrou otimista quanto à reforma da Previdência.

    Com honras de chefe de estado, Bornhausen foi recebido por autoridades locais e nacionais - Daniel Queiroz/Nd
    Bornhausen - Daniel Queiroz/ND



  • Peemedebista se diz aberto a negociar continuidade da aliança com o PSD para governo

    Para o presidente do PMDB, Mauro Mariani, pré-candidato ao governo do Estado, a tríplice aliança que governa Santa Catarina, com PSD/PMDB/PSDB, não será necessariamente desfeita para as eleições de 2018. Segundo Mariani, quem fala isso é o presidente do PSD, Gelson Merisio, mas o PMDB está aberto para conversas, não existe esta restrição. Deixando claro que a cabeça de chapa ficará com os peemedebistas. Mariani acredita que não haverá disputas na convenção para a escolha do nome que tentará chegar ao governo. Mas, não descarta a possibilidade legitima de qualquer um se apresentar para concorrer. Deixa claro que seu nome estará na convenção. Ao mesmo tempo, repudia qualquer força externa na escolha do candidato do PDMB. Inclusive, destacou que há um movimento bem identificado tentando interferir no partido. Isso, segundo Mariani, não irá prosperar, embora o esforço seja grande, partindo de várias instâncias de poder, sem dizer quais. Esse é o[...]

    Leia mais