Publicidade
Sábado, 17 de Fevereiro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Os principais fatos da economia de Santa Catarina e do país com uma leitura descomplicada e acessível, evitando o “economês” e buscando sempre traduzir os assuntos mais importantes da área econômica para os leitores do ND. 

Pesquisa revela o consumo tecnológico de quem tem mais de 60 anos

Levantamento da SeniorLab mostra que oito a cada 10 homens e mulheres da região Sul que tem conta no Facebook utilizam a internet diariamente e também são usuárias do WhatsApp

Alessandra Ogeda
29/06/2016 10h00

A empresa SeniorLab - Inteligência em mercado sênior fez uma ampla pesquisa no país para descobrir os hábitos de interação digital de quem tem mais de 60 anos. No total, foram feitas 534 entrevistas através de questionários online com o público sênior que utiliza o Facebook no país. O recorte da região Sul mostrou que 82% das pessoas com mais de 60 anos utilizam o WhatsApp e que 84,3% acessam a internet diariamente.

Na média, este público passa pelo menos 73 minutos conectado por dia, e quase metade, 47% do total, utiliza a internet para fazer compras. Sete em cada 10 participantes da pesquisa na região Sul eram mulheres, e 54,2% do total tinha mais de 60 anos, mas menos de 64. O segundo número mais significativo, 29,2%, tem entre 64 e 67 anos de idade.

A maioria das pessoas que participou da pesquisa entrou na internet há seis anos, em média, e 47% já utilizaram o Skype ou o Facetime para alguma conversa com vídeo. Outros dados relevantes tratam do acesso aos principais itens tecnológicos: 69,4% tem notebook em casa, 58,3% possuem smartphone e outros 58,3% também um PC, 45,8% tem tablet e 25% uma SmartTV.

 

 

O mais atrativo

Especializada em pesquisar e interpretar o comportamento da população com mais de 60 anos sob a visão de consumo, a SeniorLab também buscou entender com o levantamento online o que atrai este público para acessar à internet. Na região Sul do país, 70,8% dos entrevistados disseram que acessam a internet por causa das notícias. Em seguida, com 55,6% de respostas - era uma questão de múltipla escolha -, aparece o item "me comunicar com a família". Depois aparecem, com resultados próximos, "assistir vídeos, para 37,5%; "falar com amigos", para 34,7%; e "ver fotos" para 33,3%.

 

 

Em ascensão

Na avaliação da SeniorLab, a "inclusão dos seniores na sociedade já aconteceu e se confirma neste momento onde 13% da população brasileira" tem mais de 60 anos e este grupo responde por 20% do consumo de produtos e serviços. Especificamente sobre Santa Catarina, a pesquisa observa que o IBGE projeta que 870 mil catarinenses em 2016 terão 60 anos ou mais, e que isto equivale a 12,6% da população. Em 2015 este público teria um orçamento de R$ 21,7 bilhões, que inclui aposentadorias, pensões, salários formais e informais.

 

 

Expansão por franquias

A cervejaria catarinense Schornstein, que no dia 18 inaugurou a nova fábrica em Pomerode, triplicando a produção anterior, apresentou também a primeira loja oficial da marca (foto). Este modelo, chamado de Armazém Schornstein, será utilizado pela empresa, agora, para expandir o negócio pelo país através de franquias. Segundo Adilson Altrão, diretor da Schornstein, o plano de franchising está desenhado e no segundo semestre a empresa, que completa 10 anos em 2016, deverá buscar os primeiros franqueados. "Nossa expectativa é iniciar pelas principais cidades turísticas de Santa Catarina, e também cidades como Curitiba e São Paulo", adiantou.

Daniel Zimmermann/Divulgação/ND
A cervejaria Schornstein inaugurou a primeira loja própria no dia 18 e agora busca franqueados para expandir este modelo para outras regiões do Estado e do país

 

 

Sem cortes

A TIM fez na segunda-feira mais um anúncio que pode influenciar mudanças no mercado de telefonia celular do país. A companhia decidiu que manterá a conexão à internet dos clientes pré-pago com tarifação diária mesmo após o consumo completo do pacote de dados. A medida começou a valer na tarde de segunda-feira e beneficia, segundo a TIM, 85% da base de dados da operadora. A navegação com velocidade reduzida está sendo oferecida promocionalmente e sem qualquer custo. Ou seja, será uma estratégia temporal. Ainda assim, é um grande avanço para o mercado. 

 

 

Parceria coreana

O MIDI Tecnológico, incubadora gerida pela Acate (Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia) e mantida pelo Sebrae/SC foi uma das 11 incubadoras pré-selecionadas para a 2ª edição do Programa de Promoção da Economia Criativa. O projeto é uma parceria entre a Anprotec (Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores), a Samsung e a CCEI Daegu, da Coreia do Sul. Nesta primeira fase do programa, incubadoras estruturadas e consolidadas foram selecionadas para começarem a se adequar ao sistema coreano e operar as atividades da iniciativa.

 

 

O melhor resultado

Na entrega do Prêmio Abradee 2016 na semana passada, a Celesc, maior estatal catarinense, conquistou o melhor resultado de sua história. Finalista em cinco das oito categorias do prêmio entregue pela Abradee (Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica), a Celesc ficou em 5º lugar na categoria Melhor Distribuidora do país (e em 2º lugar na Região Sul). Além disso, a estatal ficou em 3º lugar nacional na categoria Responsabilidade Social; no 3º lugar em Evolução e Desempenho; em 4º como a melhor distribuidora do país na Avaliação pelo Cliente; e em 5º lugar em Qualidade da Gestão, a melhor colocação da estatal nesta categoria até hoje.

 

 

Mérito Exposuper

Um dos maiores eventos do setor supermercadista do país reconheceu, na quinta-feira passada, supermercados e fornecedores com o Prêmio Mérito Exposuper 2016. Na categoria estadual, o Angeloni ficou com o 1º lugar, com o Giassi ficando em 2º e o Fort Atacadista em 3º. Na Grande Florianópolis, foram premiados os supermercados Angeloni (grande porte), Hippo (médio porte) e Baia Sul (pequeno porte); e na região Norte os supermercados Big (grande porte), Hipermais (médio porte) e Martini (pequeno porte). 

 

 

Apoio à arte

A catarinense Softplan, uma das maiores companhias do Brasil no desenvolvimento de softwares de gestão pública e privada, renovou pelo terceiro ano consecutivo o apoio da empresa ao festival de dança Prêmio Desterro. A companhia aprovou o aporte financeiro por intermédio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. Desta forma, a Softplan utiliza os benefícios contábeis da legislação de Florianópolis para desenvolver o marketing positivo. A sétima edição do Prêmio Desterro está confirmada para os dias 30 de agosto até 4 de setembro no Teatro Ademir Rosa. Na foto, a coreografia de Danilo Silvestre, de Rio do Sul, para De Passagem, apresentação apoiada pela empresa através do evento em 2015.

Cristiano Prim/Divulgação/ND
A coreografia de Danilo Silvestre no espetáculo De Passagem fez parte da programação do Prêmio Desterro, apoiado no ano passado pela empresa Softplan, que repete o apoio em 2016

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade