Publicidade
Domingo, 24 de Setembro de 2017
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 19º C

Os principais fatos da economia de Santa Catarina e do país com uma leitura descomplicada e acessível, evitando o “economês” e buscando sempre traduzir os assuntos mais importantes da área econômica para os leitores do ND. 

Empresários debatem revitalização da Rua Bocaiúva, em Florianópolis

Sebrae/SC lidera, ao lado da CDL de Florianópolis e do Beiramar Shopping, projeto que prevê intervenções nos espaços comerciais e propõe o mesmo nos espaços urbanos da via histórica

Alessandra Ogeda
29/07/2015 10h00

O projeto Bocaiúva, Vida em Movimento, que prevê intervenções para melhorar a competitividade das empresas da via histórica de Florianópolis, dará mais um passo importante hoje. Em uma reunião envolvendo empresários que participam do projeto, o Sebrae/SC, que está liderando a iniciativa ao lado da CDL de Florianópolis e do Beiramar Shopping, com apoio da AMAPraça, vai apresentar o conceito da marca para a região e uma proposta inicial de projeto arquitetônico para a via.

"Estamos ainda em um momento interno, de criação e de discussões sobre esta ideia de requalificação da rua, que vive uma situação bastante precária hoje", comentou Soraya Tonelli, coordenadora regional do Sebrae/SC para a Grande Florianópolis. O passo seguinte, após a aprovação desta proposta inicial de revitalização da Rua Bocaiúva pelos empresários que atuam na região, será conversar com a prefeitura e os demais órgãos públicos interessados no projeto.

De acordo com Soraya, este projeto segue a linha de trabalho de revitalização de espaços comerciais e urbanos proposta pelo Sebrae nacional e que já obteve ótimos resultados no Estado. São exemplos que deram certo e que serviram de case para outros projetos no país o projeto de revitalização da Rua Vidal Ramos, que teve apoio da ACIF, e o do Centro de Chapecó. 

"Esse trabalho de qualificação empresarial e urbana melhora a competitividade. A cidade ganha com isso. Ao qualificar o espaço urbano, acabamos gerando um atrativo para todos os moradores, que ganham com passeio e convivência, e a cidade ganha um atrativo turístico", Soraya Tonelli, coordenadora regional do Sebrae/SC para a Grande Florianópolis

 

Para curtir a cidade

O projeto Bocaiúva, Vida em Movimento, começou no início do ano passado com a adesão das empresas. De lá para cá, os comércios da via passaram por ações de capacitação e intervenções na gestão buscando melhorar a competitividade dos estabelecimentos. O grupo vai conhecer hoje a proposta de intervenções urbanas na rua que buscam privilegiar a convivência humana. "Na (rua) Vidal Ramos foi trabalhado o conceito de shopping aberto. Será diferente na Bocaiúva", adianta Soraya Tonelli. A ideia é dar mais espaço para o pedestre, em uma rua que busque o equilíbrio da mobilidade urbana com o respeito para quem anda à pé, de bicicleta e de carro.

  

Próximos projetos...

Cada iniciativa de revitalização comercial e urbana liderada pelo Sebrae/SC busca aproveitar a vocação local. "Buscamos desenvolver um conceito aplicável para cada centro urbano em um movimento articulado com o poder público", explica Soraya Tonelli. Junto com o projeto da Rua Bocaiúva, foi desenvolvida uma iniciativa similar envolvendo os comerciantes das ruas Conselheiro Mafra, Jerônimo Coelho e João Pinto, no Centro Histórico da Capital. 

 

... na Grande Florianópolis

As ações de capacitação das empresas e de consultoria de design e layout das lojas iniciaram com os comerciantes da Conselheiro Mafra e da Jerônimo Coelho - o projeto na Rua João Pinto ainda precisa de mais adesões. Agora, um escritório de arquitetura começou a trabalhar na proposta de intervenção urbanística daquelas ruas. "Nosso interesse é universalizar essa proposta", comenta Soraya Tonelli. Buscando esse objetivo, o Sebrae/SC começou a elaborar o projeto - que ainda depende de aprovação - para levar esta iniciativa para Palhoça, na região da Praça Sete de Setembro.

 

98 empresas

aderiram, até agora, aos dois projetos de revitalização empresarial da Capital. O projeto da Rua Bocaiúva conta com 48 empresas participantes e o das ruas Conselheiro Mafra, Jerônimo Coelho e João Pinto com cerca de 50 - a expectativa é que estes números aumentem com a adesão de mais estabelecimentos comerciais.

 

O maior de Penha

A Rôgga Empreendimentos, de Joinville, começou a construir o Velutti Home Club, na Praia da Armação, em Penha, planejado para ser o condomínio com as torres mais altas da cidade. Lançado em março, o empreendimento já superou a marca de 70% das unidades vendidas. Com previsão de ser concluído em janeiro de 2018, o Velutti terá duas torres de 57,85 metros de altura, totalizando 17 pavimentos e 150 apartamentos. Entre as opções para os moradores, estão cerca de 15 opções de lazer, incluindo piscinas adulto e infantil, bar molhado, quiosques, espaço zen, quadra de esportes, academia, entre outros.

Divulgação/ND
A construtora Rôgga, de Joinville, está construindo o empreendimento com as torres mais altas de Penha, previsto para ficar pronto em janeiro de 2018 e que já teve 70% das unidades vendidas

 

Problemática da inflação

O leitor da coluna e mestre em Economia Elio Holz fez um comentário interessante sobre a nota relacionada com o Custo de Vida em Florianópolis. Ele observou que "um país sério busca um máximo de 2% ao ano como meta" da inflação - diferente do Brasil, que nos últimos anos trabalhou com o índice acima do centro da meta de 4,5%. "A inflação deveria estar abaixo do centro da meta, mas oscilando ao redor, esporadicamente", ensinou. Holz não apenas tem razão, mas nos faz pensar sobre a maravilha que seria termos um Banco Central que conseguisse esse cenário ideal. 

 

Conversa empresarial 

Após o sucesso da palestra com o embaixador mundial da H.Stern, a CDL Jovem traz para Florianópolis o especialista em marketing estratégico para o varejo Felix Reis. Ele apresentará a palestra "Estratégias para Se Diferenciar no Varejo" na Conversa Empresarial marcada para hoje, a partir das 19h, na loja Bellacatarina da Avenida Beira-Mar Norte. Além de destacar formas de enfrentar a retração da economia, Reis vai falar sobre o consumidor mais criterioso dos tempos atuais.

 

Negociação com chineses

Os sócios da catarinense Orken, empresa de Florianópolis focada em soluções em energia, Kleber Heinzen e Fabiano Feliciano, viajaram para a China para estabelecer parcerias com fornecedores locais. Eles fecharam acordos comerciais com fabricantes de painéis fotovoltaicos solares para a importação destes produtos e com fabricantes de inversores solares para dar continuidade na compra destes itens. Na foto, Heinzen e Feliciano aparecem ao lado de Frank Lin, vice-presidente da Shenzhen Topray Solar Co. Ltd., que atua na área. Os empresários foram consultados para a instalação de uma fábrica de painéis fotovoltaicos em Santa Catarina. Agora, eles buscam parceiros para viabilizar este projeto. 

Divulgação/ND
Os sócios da Orken, de Florianópolis, Kleber Heinzen e Fabiano Feliciano, ao lado de Frank Lin, da Shenzhen Topray Solar Co. Ltd. em viagem recente para a China, aonde estabeleceram parcerias
Publicidade
Publicidade
Publicidade