Publicidade
Sábado, 23 de Setembro de 2017
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

O dia-a-dia de Joinville e região contado por Luiz Veríssimo.

Joinville registrou saldo positivo na geração de empregos no primeiro semestre

Números do Caged revelaram que o maior saldo foi na indústria de transformação e o pior no comércio.

Luiz Veríssimo
17/07/2017 17h07

Joinville continuou em junho e no primeiro semestre a ter o melhor saldo do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) em Santa Catarina. Neste primeiro semestre, foram gerados 3.364 empregos. O número é o resultado dos admitidos e demitidos com carteira assinada de janeiro a junho deste ano. As maiores contribuições vieram da indústria de transformação (1.553) e dos serviços (1.520). A única área que teve resultado negativo foi o comércio (-29). O maior destaque neste primeiro semestre foi Timbó, que gerou 1.282 empregos, tendo o maior percentual positivo entre todos os municípios (8,32%).

Divulgado na tarde desta segunda-feira pelo Ministério do Trabalho, o Caged revelou que, entre as maiores cidades, apenas Joinville (91), São José (103) e Chapecó (69) registraram saldo positivo no balanço de junho. O destaque negativo, mais uma vez, foi Florianópolis, onde o número de demitidos com carteira assinada em junho superou os admitidos em 938. O saldo negativo de janeiro a junho foi de 4.872. Neste mês, também apresentaram saldo negativo Criciúma (-167), Lages (-222) e Itajaí (-150).

Ano de recuperação

O primeiro semestre de 2017 foi um período de recuperação na geração de empregos em Santa Catarina. De janeiro a junho foram criados mais 22.366 empregos, com destaque para a indústria de transformação, que contribuiu com 20.470. Um dos setores que apresentou saldo negativo foi o comércio varejista, com – 7.546. Com parado com o mesmo período do ano passado (- 8.290) junho também foi recuperação. Santa Catarina teve um saldo positivo de 1.546 novos empregos.

 

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade