Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

O dia-a-dia de Joinville e região contado por Luiz Veríssimo.

Iluminação pública

Luiz Veríssimo

Na última semana, o TCE (Tribunal de Contas do Estado) julgou a auditoria feita em 2008 na Prefeitura de Joinville sobre a gestão da iluminação pública de responsabilidade da empresa SQE Luz, durante a administração do prefeito Marco Tebaldi (PSDB). No julgamento final, as conclusões do TCE apontaram que todos os atos da contratada no período em que atuou como gestora do serviço de iluminação foram dentro da lei, não havendo apropriações indevidas, e que nenhum dano foi causado no decorrer de dois anos, período de duração do contrato.


Luiz Veríssimo/ND
As obras do cabeamento subterrâneo no Centro de Joinville continuam em ritmo acelerado, em parte pela colaboração do tempo, devido à ausência de um período longo de chuva. Ontem pela manhã, operários da empresa Sedenco já deslocaram os tubos pretos para a rua do Príncipe, onde os trabalhos deverão começar em breve. Finalmente, parte do Centro e a nossa rua mais tradicional irão se livrar da fiação aérea que tanto enfeia o Centro.


 

Votos perdidos
Na eleição de 2010, um candidato a deputado do Oeste desabafou ao deputado estadual Darci de Matos (PSD): “Vocês de Joinville têm a sorte de ter uma cidade com mais de 350 mil votos. Aqui (Oeste) para eu passar por 250 mil votos tenho que viajar uma semana. Lá vocês fazem isso em um dia”. Tem razão. Joinville tem vários bairros maiores do que muitas cidades do Oeste. Uma prova de que é possível um candidato se eleger só com Joinville é o número de votos perdidos (brancos, nulos) em 2010 para deputado estadual: 50.659 mil dos 270.003 mil votos válidos. Para deputado federal, exatamente 43.615 votaram em branco ou anularam o voto em Joinville.

Candidatos de fora
Um dado interessante na última eleição para deputado estadual (2010) – e que deve se repetir em 2014, em função da forte migração – é que o número de candidatos de fora que obtiveram votos em Joinville, Florianópolis e Blumenau foi semelhante. Em Joinville, foram 146 “garimpeiros”; em Flornaópolis, também 146 e em Blumenau 144.
 

 

Divulgação/ND
Leitor envia o registro de uma viatura da PM estacionada em local irregular (privativo para deficientes físicos) na tarde de segunda (24). Depois que fez a foto com o celular, por volta das 16h30, ele retornou ao local na rua Marinho Lobo, próximo ao Shopping Cidade das Flores e a viatura continuava lá. Foram mais de duas horas, garantiu ele. A Polícia Militar pode estacionar suas viaturas em qualquer lugar, desde que seja em situações de emergências, o que certamente não foi o caso – não havia blitz ou abordagem policial.

 

Agilidade
A Policia Militar comprovou, mais uma vez, ser uma das mais competentes do Estado ao prender os dois assaltantes da praia do Ervino, segunda (24) à noite na BR-280. Assim que foi avisada bloqueou a rodovia. Na Delegacia de Araquari, onde foi feito o registro, foi entregue o revólver de brinquedo utilizado pelos marginais, que usaram uma faca para ameaçar a família. 


Rússia em Joinville
O vice-prefeito Rodrigo Coelho e o diretor-geral do Bolshoi, Pavel Kasarian, tiveram reunião ontem com o embaixador da Rússia, em Brasília. Eles tentam um jogo amistoso da seleção russa na Arena, o que será facilitado se os russos trocarem Itu (SP) por Florianópolis.

Jackson Zanco/Divulgação/Secom/ND
Técnicos da aeronáutica de Brasília estiveram em Joinville, ontem, fazendo uma visita técnica no Aeroporto de Joinville. No encontro com o prefeito Udo Döhler (foto) eles confirmaram a homologação do ILS para maio.





mURAL

- Apesar do apelido, o suplente de vereador Aílton Budal Arins não é do PSDB e sim do PDT.

- Faltou o “não” na nota da coluna sobre a greve dos servidores da UFSC em Joinville. Ao contrário do que registrou a coluna, seis servidores não aderiram à greve.

- O radialista Beto Gebaili vibrou com o resultado de uma pesquisa. Ele garante que está em quinto, empatado com mais quatro, todos pré-candidatos a deputado estadual há muito tempo.

- Criativa a chama de uma academia em outdoor em Joinville: “A vida é curta. Alongue-se”.

- Depois de passar por todos os exames pré-operatórios, o radialista Osman Lincoln continua no Centro Hospitalar  Unimed a espera da cirurgia de redução de estomago, que será na segunda (31).

- Por que as obras do Campus da UFSC estão há mais de seis meses em ritmo lento? Falta de recursos?

 

Publicidade
Publicidade
Publicidade