Publicidade
Quarta-Feira, 21 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 17º C

Formado em psicologia, Luiz Carlos Prates nasceu em Santiago, no Rio Grande do Sul, e pratica o jornalismo há 58 anos. Homem de posicionamento, perspicácia e ponto de vista diferenciado, ele tece comentários provocativos, polêmicos e irreverentes, abordando os fatos do dia a dia e pautas voltadas a comportamento.

  • Nem tudo que é legal é decente: o que as roupas dizem sobre nós

    Muito do que podemos não devemos. Todos entendem ou devem entender essa verdade. Antes de dizer do fato que hoje me traz até você, deixe-me dizer que é perfeitamente aceitável uma mulher de maiô ou até usando fio-dental na praia. Mesmo na praia, o fio-dental é de uma lamentável falta de pudor, de respeito por si mesma, mas, vamos lá... Se é legal, se não há proibição uma mulher vestir-se desse modo vergonhoso na praia, não há por que proibi-la de vestir maiô ou fio-dental para andar pelo centro da cidade. Ninguém a pode prender por isso. Nem tudo que é legal é decente. Quer dizer, muito do que podemos fazer não devemos fazer. A proibição é de ordem moral, de postura, de decência pessoal, das circunstâncias, da pessoa.

    Garota vai à escola sem sutiã e é obrigada a colar curativos nos mamilos - acaopopular.net
    Garota vai à escola sem sutiã e é obrigada a colar curativos nos mamilos - acaopopular.net



    O fato que me traz a esta arenga chata, leitora, vem dos Estados Unidos, de uma cidade que conheço bem: Bradenton, na Flórida, onde[...]

    Leia mais
  • As melhores horas do dia, dos melhores anos da vida

    Quem é feliz no trabalho não sonha com feriadões - blog.treinamentoomongeeoexecutivo.com
    Quem é feliz no trabalho não sonha com feriadões - blog.treinamentoomongeeoexecutivo.com

    Você trabalha? Gosta desse trabalho? Ninguém conseguirá ser feliz na vida se não o for em seu trabalho. Exagero? Nenhum. Passamos as melhores horas do dia, dos melhores anos de nossas vidas, trabalhando. Se desse trabalho não tirarmos realizações, reputação, bem-estar, felicidade, enfim, podemos desistir. Nosso grupo de trabalho deve ser nossa segunda família na vida e no executar nosso trabalho devemos nos encontrar. Quem é feliz no trabalho não sonha com feriadões e fins de semana em dias úteis. E muito importante: quem tirar do seu trabalho apenas o ganho financeiro, ganhe o que ganhar, será sempre mal pago. Ser feliz no trabalho é uma possibilidade de todos, posto que gozada por bem poucos...

  • Lições da vida: pensar, repensar, mudar, acordar.

    Os sábios da vida não esperam cair numa UTI para dizerem-se como foram estúpidos. - blog.vidroid.com.br
    Os sábios da vida não esperam cair numa UTI para dizerem-se como foram estúpidos. - blog.vidroid.com.br

    Estava sem ter o que fazer... E quando isso acontece, minha saída habitual é ir ao meu arquivo temático e procurar por alguma coisa interessante para “relembrar”. Sim, relembrar, já perdi a conta de quantas vezes li e reli o que está nesses meus arquivos. Decidi ler sobre nós e nossos erros. Nós e nossos erros é a mais formidável enciclopédia que podemos escrever e, de fato, passamos o tempo todo a escrevendo. Cada um de nós é um caso... você pode decidir entre um caso clínico ou de outra sorte qualquer, nos metemos em cada casos... Bem sabemos.

    O que achei nos meus arquivos fez-me pensar mais uma vez na nossa costumeira insensatez diante da vida e dos nossos bens mais caros. Nesse tratado sobre nossos erros, li que a doença é mestra formidável da vida, ensina-nos a pensar, a repensar, a mudar, a acordar.

    Você já se deu conta de que, por[...]

    Leia mais
  • A mais difícil de todas as mudanças...é a da percepção

    Um cafezinho no shopping, quatro amigos e muita conversa fiada até que... um dos companheiros se queixou de insônia, estresse, ansiedades e um certo desencanto com a vida. Um outro companheiro ao lado deu uma receita: - Ah, cara, tu tens que apreciar melhor a paisagem...! Ouvindo isso, entrei na conversa: - Para apreciar melhor a “paisagem” da vida é preciso que troquemos os óculos com os quais a estamos vendo. Costumamos ver a paisagem de acordo com nossos valores desde a infância... Mudá-los é mais difícil que achar dinossauros na missa das oito... Mas é possível. O diacho é que muitos só mudam na UTI... Os espertos da vida não esperam por isso...