Publicidade
Quarta-Feira, 23 de Janeiro de 2019
Descrição do tempo
  • 32º C
  • 23º C

Formado em psicologia, Luiz Carlos Prates nasceu em Santiago, no Rio Grande do Sul, e pratica o jornalismo há 58 anos. Homem de posicionamento, perspicácia e ponto de vista diferenciado, ele tece comentários provocativos, polêmicos e irreverentes, abordando os fatos do dia a dia e pautas voltadas a comportamento.

  • Não devemos nos repetir no modo errado de pensar a vida

    Há quem diga, e com razão, que se nos preocupássemos apenas com as coisas sérias da vida que a vida se tornaria o antecipado inferno que nos espera mais tarde... Sim, mas o contrário ninguém contesta. Passamos maior parte do tempo pensando e nos “preocupando” com tolices, coisas sem valor e que não nos mudam a vida, apenas nos jogam nas cordas do conforto. E no conforto, você sabe, ninguém chega ao outro lado da rua da vida.

    Claro que a conversa não vai continuar assim, sem rumo. Acontece que guardei um recorte de jornal com dicas para uma vida melhor e quero trocar ideias sobre uma delas com você. Topas?

    A dica é de uma formidável estupidez, mas... é regra mais ou menos geral para as mulheres. Sim, para as mulheres, os homens podem andar de bermudas o ano inteiro que elas os vão achar lindos. Coitadas. Nada como uma cabeça de porongo, as que têm cabeça oca...

    A dica recomenda: - “Repita roupa sem medo”. O que é repetir a roupa? No caso das mulheres,[...]

    Leia mais
  • Brasil é o 5º país mais ignorante do mundo

    Dia destes, comentei aqui que por pesquisas internacionais o Brasil é o 5º país mais ignorante do mundo, mas há quem diga que vamos reagir... ainda seremos os primeiros...

    Brincadeira estúpida à parte, claro que vai piorar. Veja bem, as grandes redes de livrarias no Brasil estão fechando as portas, falidas, raríssimos leem. Enquanto isso, os abobados da enchente vão poder ter até 4 armas legalizadas, em casa. Só em casa? Ora, não sejamos ingênuos, os machinhos impotentes vão andar armados por aí tudo...

    O safado vai poder ter até 4 armas, mas não lê 4 livros por ano, nem a pau, Juvenal. O de que os brasileiros precisam não é de armas, o de que precisam é de cabeças arejadas, fortalecidas e competentes para a vida e para o trabalho, e o fortificante dessas virtudes está nas páginas dos livros. A média de leitura dos brasileiros, entre os que dizem ler, não passa de 2%. O mais é mentira. Dois por cento e olhe lá...

    Um sujeito com uma pequena[...]

    Leia mais
  • O caminho mais longo é sempre o caminho mais seguro

    Os “espertos” querem furar a fila da vida, acham que os atalhos buscados pelas suas falsas “espertezas” os vão levar mais cedo ao sucesso, otários. O caminho mais longo é sempre o caminho mais seguro. O caminho mais curto é o caminho buscado pelos fracassados da vida, os que acham que há como subir na vida sem esforços, persistência e caráter. A escada do bem-estar e do sucesso tem muitos e cansativos degraus, sem elevador. O que estou dizendo veio-me à cabeça depois de ouvir um educador britânico, Paul Johnson.

    Ele fala duro sobre família, filhos, educação e vida. E não transige, como hoje é comum entre os indolentes adultos que se dizem pais e vão dando aos filhos tudo o que podem para anestesiá-los da falta de amor. Quem ama puxa rédeas, sem pena nem remorsos.

    Johnson diz que – “Sem uma família mais forte, jamais reduziremos as taxas de criminalidade a níveis toleráveis”. Veja bem, ele fala da sociedade em que vive, a britânica. Se lá é[...]

    Leia mais
  • O que faz algumas pessoas serem mais sortudas que outras

    Apesar de todos os avanços em ciências e saberes de toda sorte, as pessoas, por contundente maioria, continuam atoladas na lama das crendices e, mais que tudo, da estupidez. Veja esta manchete de um site de jornalismo: - “O que faz algumas pessoas serem mais sortudas que outras”. Não é uma pergunta, é uma afirmação.

    Antes de tudo, ninguém jamais vai provar que existe sorte como algo que anda por aí a premiar algumas cabeças e outras não... O que muitas vezes parece sorte é apenas o resultado de algumas ações e energias pessoais que nem mesmo a pessoa “sortuda” vai suspeitar... Pesquisadores metafísicos russos chegaram a afirmar que o vencedor de um grande prêmio de loteria “viu” antes, no inconsciente e por meios ainda desconhecidos, os números que seriam sorteados, apostou neles e ganhou. Não seria uma sorte gratuita... Essa sorte seria o resultado de uma visão prévia e inconsciente dos números que seriam sorteados. Discutível, mas... uma[...]

    Leia mais