Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Formado em psicologia, Luiz Carlos Prates nasceu em Santiago, no Rio Grande do Sul, e pratica o jornalismo há 58 anos. Homem de posicionamento, perspicácia e ponto de vista diferenciado, ele tece comentários provocativos, polêmicos e irreverentes, abordando os fatos do dia a dia e pautas voltadas a comportamento.

  • Oito dias sem comer nem beber e sem saber se seria encontrado

    Na verdade, pensei em dizer “vergonha na cara”, mas ponderei por alguns instantes e lembrei que nem todos engolem a expressão assim, no seco. Há quem ouça determinada palavra e salte da cadeira, são, geralmente, os mais frouxos na vida. Mas é bom ouvir certas verdades de vez em quando, elas nos fazem um bem danado. E quando verdades não nos fazem bem, é abrir o olho, estamos com um pé – ou com os dois – no perau... Ando colocando em ordem meus arquivos, os proverbiais “arquivos temáticos”, onde guardo reportagens sobre assuntos de toda ordem, sempre na área das humanidades.

    Fui ao bloco das “Superações”. De cara, encontrei três histórias, três reportagens diferentes, dias diferentes, fontes diferentes, impactantes. A primeira manchete: - “Idoso de 101 anos é resgatado com vida 8 dias após terremoto no Nepal”. Resumindo, esse “jovem” de 101 anos ficou os tais 8 dias sem comer nem beber e, pior, sem saber se seria encontrado e salvo. Ele[...]

    Leia mais