Publicidade
Terça-Feira, 21 de Agosto de 2018
Descrição do tempo
  • 16º C
  • 11º C

Cozinha de Estar é onde quero receber você, sua família e amigos para experiências gastronômicas saborosas e especiais.
Luciane Daux é consultora gastronômica, food stylist, professora e colunista de gastronomia. Estudou no ICIF – Instituto Italiano de Culinária para Estrangeiros. Graduada em Administração de Empresas e especialista em Marketing.

  • Ah, os clássicos profiteroles, desejados desde o século XVI

    Uma sobremesa que conquistou o mundo inteiro. Diz na certidão de nascimento que os profiteroles surgiram na França. Mas lendo melhor o “documento”, nas letras miúdas ao pé da folha a gente descobre que deveu-se à italiana Catarina de Médici (1519-1589), que se tornou rainha consorte da França pelo seu casamento com Henrique II, rei até 1549. Feita com uma massa levíssima chamada choux, e recheada, originalmente, de crème pâtissiere, agora com recheio de sorvete de creme eles recebem um banho de calda quente de chocolate. O que poderia ser mais maravilhoso nesses dias de inverno?

    Chef chocolatier Diego Lozano vai dar aula no Gourmet Experience, em Florianópolis - Hippo/Divulgação
    Chef chocolatier Diego Lozano vai dar aula no Gourmet Experience, em Florianópolis - Hippo/Divulgação

    Gourmet Experience
    Rede de supermercados gourmet mais antiga da cidade está comemorando 21 anos. Para celebrar, nos dias 31/8 e 01/9 fará uma Gourmet Experience, com o objetivo proporcionar conhecimento e experiências prazerosas com os melhores Sabores do Mundo. O Chef[...]

    Leia mais
  • Despede-se Joël Robuchon, o mais estrelado de todos os chefs

    Joël Robuchon despede-se
    Joël Robuchon era um chef do tempo em que a França ditava sozinha as regras do que era bom para a gastronomia mundial. Assim como ele, foi Paul Bocuse e ainda é Alain Ducasse, de uma magnitude alcançada por poucos talentosos e geniais cozinheiros e restaurateurs. Aos 73 anos, Joël Robuchon morreu na Suíça essa semana, depois de lutar contra um câncer. Ao longo de sua carreira Robuchon recebeu 32 estrelas Michelin, um reconhecimento do Guia que indica os melhores restaurantes. Nenhum outro chef alcançou este feito. Atualmente, seus restaurantes mantêm 28 estrelas.

    Joël Robuchon deixa uma grande herança ao mundo gastronômico - Divulgação
    Joël Robuchon deixa uma grande herança ao mundo gastronômico - Divulgação



    ... e deixa uma grande herança

    A sofisticada simplicidade! “Quanto mais velho eu fico, mais percebo que a verdade é quanto mais simples é a comida mais extraordinária ela pode ser”, dizia o chef. A autenticidade era uma marca de Robuchon. Seus pratos nunca têm mais que três ou quatro sabores,[...]

    Leia mais
  • Despede-se Joël Robuchon, o mais estrelado dos chefs

    Joël Robuchon - o mais estrelado dos chefs morreu ontem na Suíça - Divulgação
    Joël Robuchon - o mais estrelado dos chefs morreu ontem na Suíça - Divulgação



    Joël Robuchon era um chef do tempo em que a França ditava sozinha as regras do que era bom para a gastronomia mundial. Assim como ele, foi Paul Bocuse e ainda é Alain Ducasse, de uma magnitude alcançada por poucos talentosos e geniais cozinheiros e restaurateurs.
    Ontem, aos 73 anos, Joël Robuchon morreu na Suíça,depois de lutar contra um câncer. O ano está sendo triste para os cozinheiros. Paul Bocuse e Anthony Bordain também se despediram em 2018.
    Patrícia Wells, cujo livro Cozinha de Bistrô inaugurou minha biblioteca gastronômica e despertou minha paixão por esse tipo de leitura, descreveu bem o Chef: “descrever Joël Robuchon como um cozinheiro é um pouco como chamar Pablo Picasso de pintor, Luciano Pavarotti de cantor, Frederic Chopin de pianista”, porque é muito pouco para descrever sua genialidade.
    Ao longo de sua carreira Robuchon recebeu 32 estrelas Michelin, um[...]

    Leia mais
  • Malta: um paraíso no Mediterrâneo e muitas delícias

    Malta: a água azul cristalina seduz visitantes de todo o mundo - Luciane Daux/ND
    Malta: a água azul cristalina seduz visitantes de todo o mundo - Luciane Daux/ND

    Uma pequena ilha no Mar Mediterrâneo que, por sua posição estratégica, sempre foi objeto de desejo e passou por invasões e domínios importantes como o dos gregos, do Império Romano, dos cruzados, do exército de Napoleão e da Grã-Bretanha (entre outras heranças, o inglês é língua oficial). Some a isso a vizinhança da Sicília e do nordeste da África e pense em extraordinárias fusões gastronômicas! O escargot e o coelho são frequentes nos restaurantes, assim como a timpana, uma torta recheada com penne à bolonhesa. Soa estranho mas é maravilhosa, assim como todos os frutos do mar, servidos muitos frescos e que, muitas vezes, você pode escolher direto no aquário de água salgada.

    Ġbejna – um queijo redondinho, feito de leite de ovelha. São servidos frescos, secos ao sol, salgados ou apimentados. - CC0 Creative Commons Alchetron
    Ġbejna – um queijo redondinho, feito de leite de ovelha. São servidos frescos, secos ao sol, salgados ou apimentados. - CC0 Creative Commons Alchetron

    Menu de inverno inclui outras delícias além do sorvete, especialidade da casa - Miski
    Menu de inverno inclui outras[...]
    Leia mais