Publicidade
Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C
  • Joinville tem cinco reforços para a temporada 2018

    Marcos Paraná é um dos cinco reforços do JEC para 2018 - Beto Lima/JEC/Divulgação
    Marcos Paraná é um dos cinco reforços do JEC para 2018 - Beto Lima/JEC/Divulgação


    Visando a temporada de 2018, o Joinville já tem cinco novos nomes. Na próxima temporada o Tricolor disputará o Estadual, depois Copa do Brasil e no segundo semestre a Série C do Brasileiro.

    O clube já anunciou o primeiro reforço. Trata-se de Michel Schmöller. O volante de 30 anos estava no CSA-AL. Atuou em quatro jogos e esteve no elenco que conquistou o acesso à Série B do Brasileiro.

     O segundo atleta foi um velho conhecido. O volante Renan Teixeira acertou seu retorno ao clube. Ele estava no elenco que disputou a Série C pelo Joinville. Como tinha um débito com o clube, acertou em comum acordo, um novo contrato até o final do Estadual, com prioridade de renovação.

    O terceiro nome foi do zagueiro Evaldo, de 34. Canhoto, atuou em 23 jogos pelo Brasil de Pelotas e vem com a confiança do treinador Rogério Zimmermman.

    O quarto nome é o do meia-atacante Marcos Paraná,[...]

    Leia mais
  • JEC Futsal conquista inédito título da Liga Nacional

    Depois do empate em 1 a 1 no primeiro jogo da decisão, o Joinville precisava vencer Assoeva em casa para conquistar pela primeira vez o título da Liga Nacional de Futsal. Novo empate levava a decisão para a prorrogação. E foi na prorrogação, após empate em 2 a 2 no tempo normal que o título veio. Nos dez minutos extras, o Joinville tinha a vantagem do empate por ter melhor campanha. Com brilho do goleiro Willian, a equipe mostrou força na defesa e decidiu o título com gol de Jackson Samurai no finalzinho.

     No tempo normal, a Assoeva não se intimidou com a prssão dos donos da casa e abriu o placar da final com Valdin, que driblou o goleiro Willian com categoria e chutou quase sem ângulo para a rede. O empate do Joinville veio ainda no primeiro tempo, em um chute de longe de Jackson Samurai. Eka, no meio do caminho, desviou propositalmente e foi decisivo para o gol.

     No segundo tempo, a decisão continuou tensa, com o Joinville pressionando bastante. O gol de[...]

    Leia mais
  • JEC conhece seus adversários na Copa Paulista de Futebol

    A edição 2018 da Copa São Paulo de Futebol Júnior será a maior da história.  A Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgou a lista com todos os clubes que devem jogar a competição e no total, serão 128 equipes participantes. O JEC irá participar da Copinha, após ter conquistado uma das vagas do estado por ter chegado nas semifinais do Catarinense Junior.

    A FPF também anunciou quais serão as cidades sedes do torneio, além de já ter definido os grupos da competição. Os 128 clubes foram divididos em 32 grupos, com quatro clubes cada. O JEC ficou no Grupo 24 que terá como cidade sede Taboão da Serra. As equipes que compõem o grupo do Tricolor são: CA Taboão da Serra (SP), Real FC (DF) e São Paulo Crystal (PB). 

    As datas e os horários das partidas ainda não foram anunciadas pela FPF.

  • Copa SC: Goleada e despedida melancólica refletem o atual JEC

    Dentro da Arena, o Joinville foi goleado pelo Brusque e deu adeus à final da Copa Santa Catarina. Tinha três cenários favoráveis para avançar, mas não conseguiu. Se empatasse, avançava. Vencendo então, faria até a final em casa. Mesmo se perdesse, tinha de torcer para o que o Inter de Lages, em casa, vencesse o Tubarão. Mas não rolou. Com pouco mais de 700 guerreiros que foram até à Arena, o JEC sucumbiu por 3 a 0 e viu, o Tubarão, vencer o Leão Baio na serra pelo placar de 3 a 1, que eliminou o JEC da Copinha.

    A vergonha que o time passou na Copa SC é exatamente o reflexo do que é o atual Joinville Esporte Clube. Começou com o time principal, depois jogou os meninos do sub-20 no fogo para que tivessem a responsabilidade de vencer. Um time com pouco entrosamento e que sucumbiu contra equipes desesperadas para conseguir uma vaga na Copa do Brasil.

    A vexatória eliminação na Copinha, é sim o reflexo da administração de Jony Stassun. Um clube arrebentado[...]

    Leia mais