Publicidade
Quinta-Feira, 25 de Maio de 2017
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C
,

São décadas de experiência como sinônimo de cobertura completa e bem informada do submundo do crime, os bastidores da segurança pública e do dia a dia de quem trabalha para deixar o cidadão tranquilo. Nada escapa ao olhar afiado do principal nome da crônica policial catarinense.

Justiça condena a 31 anos de reclusão tio que matou sobrinha em São José

Hélio Costa
20/03/2017 18h31

A Justiça condenou a 31 anos de reclusão o tio que matou a sobrinha porque ela reagiu ao ser tocada pelo parente. Na época, a menina pulou do carro em movimento, no morro da Rússia, divisa entre São José e Biguaçu e desmaiou ao bater com a cabeça na calçada. Na sequência,  a roda traseira do veículo passou por cima da cabeça da adolescente.  Para se desfazer de Jéssica, 17, o tio André Luiz, 49, colocou o corpo em um saco preto de lixo e o jogou num barranco.

O brutal assassinato que chocou familiares e moradores de um bairro de São José ocorreu em 2015. Sangue frio demonstrou este “monstro” que se juntou a família para procurar Jéssica.

 Assim que a polícia conseguiu provas suficientes e o mandado de prisão do suspeito, ele foi preso fugindo de São José.  Lembro desta investigação como se fosse hoje. Fiz várias matérias na época. 

A menina ia para a aula e o tio ofereceu carona. Ao perceber que André seguiu um caminho diferente do colégio e começou a passar a mão na garota, ela se apavorou e se jogou do carro em movimento.

 

1 Comentário