Publicidade
Quinta-Feira, 25 de Maio de 2017
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

São décadas de experiência como sinônimo de cobertura completa e bem informada do submundo do crime, os bastidores da segurança pública e do dia a dia de quem trabalha para deixar o cidadão tranquilo. Nada escapa ao olhar afiado do principal nome da crônica policial catarinense.

  • Foragido da Justiça é recapturado em Porto Belo, litoral Norte de SC, com carro roubado

    Foragido tentou disfarçar, mas não convenceu - Divulgação/ND
    Foragido tentou disfarçar, mas não convenceu - Divulgação/ND



    Durante ronda de rotina no bairro Perequê, em Porto Belo, uma guarnição do 12º BPM (Batalhão da Polícia Militar) desconfiou da atitude do condutor de um carro que tentava estacionar o veículo  para despistar algo irregular, mas a manobra não funcionou e ele foi abordado: Juarez Júnior Tomaz, 29, estava com mandado de prisão ativo por não retornar ao presídio após um saída de temporária de sete dias.  Para piorar a situação, o carro era roubado. Tomaz foi devolvido ao sistema carcerário do Estado, respondendo por mais um crime: a posse do carro frutado (receptação).

  • Estelionatários que aplicam golpe no comércio são presos em hotel de Balneário Camboriú

    Produto de furto estava no quarto de hotel com golpistas - Divulgação/ND
    Produto de furto estava no quarto de hotel com golpistas - Divulgação/ND



    A Polícia Militar Balneário Camboriú prendeu os estelionatários Marcelo e Everton que estavam aplicando golpes em estabelecimentos comerciais na cidade com cartões clonados. 

    No hotel em que eles estavam hospedados, no centro de Balneário Camboriú, os policiais apreenderam 15 cartões magnéticos, seis relógios de pulso, calçados e roupas novas, dois celulares iPhone 7, além de R$ 584,95 e 24 pesos mexicanos. No forro do teto do veículo da dupla, os agentes encontraram mais três cartões magnéticos em nome de terceiros.

  • PF cumpre mandados de busca em galpão de contrabandista de cigarros em Florianópolis

    A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (24) açõa de combate ao contrabando e comércio de cigarro ilegal em Florianópolis, cumprindo três mandados de busca e apreensão e dois mandados de condução coercitiva em endereços localizados na Capital. A ação, batizada de Top Fire, faz alusão ao nome empresarial utilizado pelos investigados.

    Pelo que foi apurado, o grupo distribuía o cigarro contrabandeado para diversos pontos de venda da região. No decorrer da investigação, que durou cerca de quatro meses, foram apreendidos 1.120 pacotes de cigarros contrabandeados. Nos autos do inquérito policial em andamento, os investigados responderão pelo crime de contrabando, com pena máxima de cinco nos de reclusão.

  • PM detém suspeito na Vila União, Florianópolis, que efetuou disparos contra a guanição

     Na busca a traficantes que efetuaram disparos contra viaturas da Polícia Militar na Vila União, Norte da Ilha, uma guarnição do 21º BPM (Batalhão da Polícia Militar) deteve Gabriel. Com ele foram apreendidas 11 munições de 9mm, um revólver calibre 38 com a numeração de série raspada e 21 comprimidos de ecstasy. Gabriel nega o atentado. Segundo a PM, ele é integrante da facção criminosa paulista PCC.