Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C

Diariamente o comentarista aborda a rotina, contratações e analisa os jogos de Avaí e Figueirense. A história do futebol Catarinense é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que fizeram história no futebol do estado.

  • Números: as chances de acesso e rebaixamento dos clubes de SC no brasileiro. Série A e B

    Com o campeonato brasileiro se encaminhando para o seu final, a coluna passa a acompanhar semanalmente as possibilidades matemáticas de acesso e rebaixamento dos clubes catarinenses que participam das séries A e B, segundo os três principais sites de estatísticas e probabilidades do nosso futebol.: UFMG, Infobola e Chance de Gol.  

    SÉRIE A 

    Chapecoense - Restam 15 partidas.

    Chances de rebaixamento  

    53,1 %  - UFMG

    51,0%  -  INFOBOLA

    54,9% -  CHANCE DE GOL

    SÉRIEB

    Avaí, Figueirense e Criciúma - restando 12 partidas para cada equipe. 

    Chances de Acesso 

    Avaí

    42,8 % - UFMG 

    44,0% - INFOBOLA

    47,8% - CHANCE DE GOL

    Figueirense

    15,5% - UFMG

    14,0% - INFOBOLA

    15,5% - CHANCE DE GOL

    Chance de rebaixamento

    Criciúma 

    11,7% - UFMG

    10,9% - CHANCE DE GOL

    Todas as quartas vamos atualizar os números de possibilidades das nossas equipes. 

    Leia mais
  • Por que o Micale pode dar certo no Figueirense? E por que ele pode não dar certo?

    Milton Cruz é passado no Figueirense. A realidade como treinador daqui para frente é o Rogério Micale. O sentimento do torcedor se alterna entre a empolgação (verdade seja dita mais pela troca do comando que pelo nome do Micale) e a desconfiança: “trocaram seis por meia dúzia”.

    Abaixo comento os pontos positivos que podem levar o Micale a ter sucesso no Figueirense e os pontos negativos que podem atrapalhar esse processo no clube.

    Por que o Micale pode dar certo no Figueirense?

    *MICALE PRECISA DO CLUBE PARA VOLTAR AO CENÁRIO NACIONAL.

    O Figueirense precisa do Micale, mas o Micale também precisa do Figueirense para finalmente ter sucesso no comando de um clube. As conquistas do novo treinador alvinegro foram na base (com o próprio Figueirense em 2008 na Copa SP) e na seleção brasileira olímpica com a conquista do Ouro há dois anos no RJ. Em clubes, o Micale fracassou: Atlético Mineiro e Paraná. É a chance de o Rogério Micale mostrar que faz parte da safra[...]

    Leia mais
  • Fumaça branca no Scarpelli: Rogério Micale é o novo treinador do Figueirense

    O Figueirense já tem substituto para o nome de Milton Cruz demitido nessa segunda(10): Rogério Micale é o novo treinador do alvinegro. Em 2008, foi campeão da Copa São Paulo de Juniores no comando da equipe. Nas olímpiadas de 2016 conquistou a medalha de ouro para o Brasil. Também treinou o Atlético Mineiro e Paraná não obtendo bons resultados.

    No estádio Orlando Scarpelli, Rogério Micale tem a missão de conseguir o acesso.

  • Figueirense: os bastidores da saída do treinador Milton Cruz

    DEMISSÃO DO CRUZ

    No Figueirense uma situação inusitada: o treinador é demitido após ganhar o clássico e empatar com o líder Fortaleza fora de casa na sequência. Só que esses resultados considerados excelentes desmoronam no jogo seguinte em casa. Na derrota para o CSA, vice-líder da competição e a consequência extracampo desse resultado negativo, fazem com que Milton Cruz deixe o cargo.  A verdade é que o treinador não assimilou bem a “invasão” na coletiva quando dois torcedores o xingaram. Essas vozes “vazaram” nos áudios da entrevista. Milton Cruz ficou desconcertado, desorientado e não conseguiu organizar as palavras. Mesmo que tenha dito que estava acostumado com essa situação na época em que trabalhava no São Paulo. Foi visível o seu desconforto. Resumo: os fatores externos é que levaram a sua saída. Não havia mais clima para sua permanência.

    PRESSÃO

    Num primeiro momento a diretoria negou a saída do profissional. O presidente Cláudio[...]

    Leia mais
Publicidade
Publicidade