Publicidade
Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 17º C

Diariamente o comentarista aborda a rotina, contratações e analisa os jogos de Avaí e Figueirense. A história do futebol Catarinense é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que fizeram história no futebol do estado.

  • Figueirense: os bastidores da saída do treinador Milton Cruz

    DEMISSÃO DO CRUZ

    No Figueirense uma situação inusitada: o treinador é demitido após ganhar o clássico e empatar com o líder Fortaleza fora de casa na sequência. Só que esses resultados considerados excelentes desmoronam no jogo seguinte em casa. Na derrota para o CSA, vice-líder da competição e a consequência extracampo desse resultado negativo, fazem com que Milton Cruz deixe o cargo.  A verdade é que o treinador não assimilou bem a “invasão” na coletiva quando dois torcedores o xingaram. Essas vozes “vazaram” nos áudios da entrevista. Milton Cruz ficou desconcertado, desorientado e não conseguiu organizar as palavras. Mesmo que tenha dito que estava acostumado com essa situação na época em que trabalhava no São Paulo. Foi visível o seu desconforto. Resumo: os fatores externos é que levaram a sua saída. Não havia mais clima para sua permanência.

    PRESSÃO

    Num primeiro momento a diretoria negou a saída do profissional. O presidente Cláudio[...]

    Leia mais
  • A coletiva tensa após mais uma derrota do Figueirense: Milton Cruz, Vernalha e Fernandes

    NOITE TENSA

    Após mais um resultado decepcionante do Figueirense no estádio Orlando Scarpelli, a coletiva sobre a derrota do alvinegro para o Goiás por 2 x 1 foi tensa na sala de imprensa do clube na noite de sexta. Além do treinador Milton Cruz, o presidente Cláudio Vernalha, e os diretores Felipe Faro e o ídolo Fernandes também marcaram presença. Por um momento quando o presidente surgiu, criou-se a expectativa pelo anúncio da saída do treinador. Mas não era nada disso. Sobre as palavras do treinador pouco a acrescentar.  A única diferença é que dessa vez assumiu o futebol ruim praticado pela sua equipe. Sobre o time, a parte tática, o ânimo dos jogadores em campo, respostas evasivas.

    VERNALHA

    Além da entrevista do treinador, algo normal após os jogos, dessa vez o presidente Cláudio Vernalha pediu a palavra para se manifestar contra quem fala ou escreve que só no Figueirense existe salários atrasados, sem citar diretamente o veículo ou o profissional[...]

    Leia mais
  • No Figueirense, salários dos jogadores do mês de março foram quitados.

    Com praticamente duas semanas de preparação  para o próximo jogo - o clássico diante do Avaí no próximo dia 12 no estádio Orlando Scarpelli, o treinador Milton Cruz aguarda um elenco descansado e recuperado para esse confronto diante do maior rival. 

    Na noite da última quarta conversei com o presidente Cláudio Vernalha que me garantiu: "os salários foram pagos". Ele estava se referindo à quitação da folha do  mês de março  para os atletas - fonte de dentro do Orlando Scarpelli me informa que o salários dos funcionários continua pendente. 

    "É obrigação", sim é obrigação. Mas as condições financeiras de nossas equipes, após um estadual deficitário exige dos dirigentes verdadeiro "jogo de cintura" e criatividade para honrar as dívidas.  Não está fácil!

    Leia mais
  • Exclusivo: Um bate papo com o treinador Milton Cruz e o presidente Cláudio Vernalha

    No último sábado(28)  participei de um almoço na casa do publicitário e alvinegro Roberto Costa. E aqui é necessário fazer uma observação: o carinho que o ex-atleta do Unidos FC do Bairro João Paulo e sua esposa, Lena Costa recebem os convidados. Em apenas uma ou duas palavras todos se sentem à vontade, entre amigos e familiares do anfitrião e os belos quadros na parede pintados pela Dona Lena “são expressionistas”.

    E foi nesse clima de entre amigos, que eu estava lá como único jornalista, ao lado do presidente do Figueirense Cláudio Vernalha, o treinador Milton Cruz, Cláudio Honigman, além do Dr. Júlio Gonçalves, ex-presidente do Conselho Deliberativo, e os conselheiros Dr. João Henrique Blasi e Francisco de Assis Filho.

    Antes da chegada do presidente Cláudio Vernalha, Milton Cruz e Cláudio Honigman, a conversa girava sobre a clareza dos números apresentados na Reunião do Conselho Deliberativo. Perguntei a um dos conselheiros sobre o que[...]

    Leia mais
Publicidade
Publicidade