Publicidade
Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 16º C

Diariamente o comentarista aborda a rotina, contratações e analisa os jogos de Avaí e Figueirense. A história do futebol Catarinense é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que fizeram história no futebol do estado.

FIGUEIRENSE 1 X 2 CSA: comentário, nota dos jogadores e avaliação do treinador Milton Cruz

O Figueirense volta a decepcionar o seu torcedor no estádio Orlando Scarpelli: dessa vez perdeu para o CSA

Fábio Machado
08/09/2018 18h42

Não tem jeito. O Figueirense no estádio Orlando Scarpelli é um tormento para o seu torcedor. Se longe da torcida o alvinegro é forte, jogando em casa é sinônimo de sofrimento. Não consegue se impôr como o dono "do pedaço" e de forma previsível vai dando pontos para os adversários. Nessa tarde de sábado (08) perdeu para o CSA de virada, com direito a um frango do goleiro Denis.  O Furacão até começou melhor, abrindo o placar e passando a impressão de dessa vez tudo daria certo. Elton de cabeça fez o um a zero. Mas aos poucos foi dando campo e espaço para o time visitante que  também de bola parada chegou ao gol de empate. Na segunda etapa, o time do treinador Milton Cruz tentou acelerar a partida, dando espaços para o contra ataque do time alagoano que numa dessas jogadas chegou ao segundo gol, contando com um frango do goleiro Denis. Qual a explicação para mais um tropeço em casa? 

DENIS - Não fez a sua parte hoje e ainda se mete a bater falta (mal). Falhou no primeiro e tomou um frango no segundo. NOTA 4

DIEGO RENAN - Mais ativo na primeira etapa. Mas falta apuro no último toque. NOTA 5

(MAICON LEITE) - Entrou para jogar aberto na ponta e criar algo novo. Exagerou na firula. NOTA 5

CLEBERSON - Erro de posicionamento nos dois gols do CSA. NOTA 6

NOGUEIRA - Falhou no bote e no posicionamento dos gols do adversário. Pouco ajudou no ataque. NOTA 6

JOÃO PAULO - Faltou mais presença e efetividade no seu setor. NOTA 7

ZÉ ANTÔNIO - Não fez uma boa partida. Foi substituído no intervalo. NOTA 6

(JORGE HENRIQUE) - Não ganhou e não deu prosseguimento a nenhum jogada. NOTA 5

MATHEUS SALES - Uma partida mediana: sem brilho e sem comprometer. Terminou praticamente como um lateral. NOTA  7

RENAN MOTA - O rei das assistências, ficou muito longe disso. Muito toque para os lados sem objetividade.Foi substituido.  NOTA 5

(BETINHO) Deu qualidade no nascedouro das jogadas. Mas os companheiros não estavam inspirados. NOTA 7

JUNINHO - É uma espécie de "cometa" durante do jogo. Aparece, faz uma boa jogada, some, depois volta e faz outra jogada. NOTA 6

FERRAREIS - No primeiro tempo trabalhou a bola, triangulou e tentou algo. Na segunda etapa perdeu tudo. NOTA 6

ELTON - O único que se salvou na tarde do Orlando Scarpelli. Fez a sua parte marcando o seu segundo gol com a camisa do alvinegro. NOTA 7

MILTON CRUZ - O problema do treinador Milton Cruz é aceitar de forma passiva no banco de reservas o crescimento do time adversário. A falta dessa vibração incomoda o torcedor. Nas alterações, não pode ser chamado de "retranqueiro" pois no intervalo sacou o Zé Antônio para colocar o Jorge Henrique no meio de campo. O problema é que o experiente jogador não conseguiu acertar nenhuma jogada de ataque. Ao tirar o Renan Mota e colocar o Betinho perdeu um jogador de criação.  Mais uma tarde infeliz do Figueriense no Scarpelli. 

Publicidade

1 Comentário

Publicidade
Publicidade