Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Abril de 2017
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 16º C
,

Além da rotina de Avaí e Figueirense, o comentarista aborda os principais assuntos dos outros clubes catarinenses e do futebol amador da Grande Florianópolis.

Claudinei Oliveira está insistindo com Marquinhos e Diego Jardel. Não está dando certo.

Avaí sempre reage em campo quando um desses atletas é substituído. Por que essa teimosia?

Fábio Machado
21/04/2017 07h43

O treinador Claudinei Oliveira está teimando e insistindo com Diego Jardel e Marquiinhos Santos no meio de campo do Avaí: não está funcionando. Sempre que um ou outro desses jogadores é substituído, o time melhora, ganha dinamismo e velocidade. Ocorreu nos dois últimos clássicos realizados no estádio Orlando Scarpelli. Pelo estadual, após a saída do Diego Jardel, com a entrada do Denilson o Avaí cresceu na partida. No jogo de ontem, se repetiu  –após novamente ter tirado o Diego Jardel e ter entrado o Devid, o time da Ressacada chegou ao gol de empate. Não dá pra compreender essa teimosia do treinador. É visível que o meio é dominado pelos adversários restado ligações diretas dos volantes para o ataque.

Não é possível que o bom treinador Claudinei Oliveira e seu auxiliar, o gente boa Evando, não estejam observando essa deficiência.

Mas alguém  pode questionar: espera aí, Sr Fábio Machado, isso não deu certo no primeiro turno?  Deu, em termos. Se pegarem as fichas dos jogos, notarão que nas grandes vitórias, o Avaí melhorou após a saída do Diego Jardel ou do Marquinhos Santos.

Claudinei Oliveira, deixe de teimosia.

Técnico Claudinei Oliveira falou com a imprensa antes da viagem para Águas Mornas - Flávio Tin/ND
Técnico Claudinei Oliveira está insistindo em um erro. Precisa corrigir para a grande final - Flávio Tin/ND



Outras Publicações Fábio Machado

1 Comentário