Publicidade
Segunda-Feira, 23 de Julho de 2018
Descrição do tempo
  • 20º C
  • 12º C

Diariamente o comentarista aborda a rotina, contratações e analisa os jogos de Avaí e Figueirense. A história do futebol Catarinense é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que fizeram história no futebol do estado.

  • Zagueiro Alemão de saída no Avaí. Só depende de exames médicos para que o negócio feche

    O zagueiro Alemão está de saída do Avaí. Conversei agora com o presidente Francisco Battistotti que confirmou a negociação "ele vai fazer os exames médicos, se aprovado, negócio fechado".  O presidente avaiano também confirmou o destino: é o Al-Hazen da Arábia Saudita.

    O comentarista Renanto Semensati da rádio Guarujá antecipou na manhã de sábado, essa informação. Agora confirmada pelo presidente avaiano.  

    Excelente negócio para as duas partes: o zagueiro Alemão até pouco tempo jogava na terceira divisão do futebol catarinense. Para o Avaí um reforço de caixa para salvar o ano financeiro. 

  • Se valessem os pontos somente dos jogos fora de casa, Avaí seria líder e Figueirense o 4º

    VISITANTE

    Ontem circulou uma brincadeira entre os torcedores do Figueirense e do Avaí que daí em diante eles só vão jogar longe dos seus estádios, dos seus torcedores. É impressionante. Só para ter uma ideia, se a série B só valesse os pontos fora de casa, o Avaí seria o líder da competição e o Figueirense estaria na quarta posição, ou seja, a dupla estaria firme e tranquila no G4. Mas se valessem os jogos em casa, aí Avaí (15º) e Figueirense  (14º) estariam na parte baixa da tabela.

    PRESSÃO

    Por que acontece essa situação? Os jogadores sentem a pressão da vitória atuando diante do torcedor e fora jogam como “atiradores”, se der certo, ótimo, se não der, o resultado é aceitado como normal? A necessidade de impor o jogo desgasta mais, já que a necessidade de destruir, na teoria, é mais fácil? Sim, essas perguntas respondem parcialmente, mas acrescentem aí a falta de ousadia dos treinadores. Jogar com três volantes em casa, é complicado. O[...]

    Leia mais
  • GUARANI 2 X 3 FIGUEIRENSE: comentário, nota dos jogadores e avaliação do treinador M. Cruz

    Na coluna de ontem(17) do Jornal Notícias do Dia escrevi que o Figueirense costuma surpreender justamente quando as condições são adversas. Dito e feito: o alvinegro foi até Campinas, no interior paulista, com a pressão de quatro sem jogos sem vitórias e venceu o Guarani aproveitando as falhas defensivas do adversário. Preciso nas finalizações, sempre em vantagem na partida, a vitória recoloca o G4 na mira do Figueirense. Excelente resultado. Para tirar o peso!

    DENIS - No primeiro gol pouco pode fazer No segundo caiu atrasado. NOTA 6

    DIEGO RENAN - Futebol burocrático, precisa ser mais impetuoso no ataque. NOTA 7

    CLEBERSON - No segundo tempo corrigiu seu posicionamento. No primeiro tempo bateu cabeça. NOTA 7

    NOGUEIRA - Falhou no primeiro gol. No segundo tempo, ao lado do Cleberson eficiencia. NOTA 8

    TREVISAN - Improvisado na ala esquerda, marcou o seu primeiro gol, mas abriu uma avenida pelo seu setor na primeira etapa. No segundo tempo corrigiu essa[...]

    Leia mais
  • AVAÍ 0 X 0 ATLÉTICO-GO: comentário, notas dos jogadores e avaliação do treinador Geninho

    O Avaí não fez uma partida ruim diante do Atlético GO nessa noite de terça(17)  na Ressacada em jogo valendo pela décima sexta rodada da Série B, tanto que o goleiro Aranha praticamente assistiu à partida, sem fazer nenhuma defesa sequer; nem sujou o uniforme. Mas o Leão da Ilha não soube transformar em gols, principalmente na primeira etapa,com  o domínio criado pela ala direita com o Guga que centrou várias bolas para dentro da área. No entanto, a melhor oportunidade ocorreu no início da segunda etapa com Rômulo que após deixar dois defensores no chão errou na hora do chute. Depois desse lance, mais domínio, mais posse de bola, mas faltou o principal, colocar a bola na rede do adversário. No jogo dos melhores ataques da série, um placar de 0 x 0 que não foi bom para nenhuma das duas equipes

    ARANHA - Assistiu a partida. Não foi ameaçado. NOTA 7

    GUGA - Onipresente na equipe prinicipalmente na primeira etapa, por onde a equipe jogou melhor. O melhor do[...]

    Leia mais
Publicidade
Publicidade