Publicidade
Quinta-Feira, 19 de Abril de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 19º C

Diariamente o comentarista aborda a rotina, contratações e analisa os jogos de Avaí e Figueirense. A história do futebol Catarinense é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que fizeram história no futebol do estado.

  • Geninho de volta ao Avaí: nome decepciona torcedores e conselheiros do clube

    Para a decepção do torcedor do Avaí, Geninho é o nome do treinador anunciado para prosseguir com o trabalho do Claudinei Oliveira na Ressacada. Pesou na decisão a amizade do presidente Francisco Battistotti com o nome escolhido.

    O nome mais forte nos bastidores era o do Gilmar Dall Pozzo e com Geninho como diretor de futebol (um sonho do presidente do Avaí em vê-lo nessa função no sul da ilha).

    Geninho conseguiu o acesso em 2014, porém  foi demitido no estadual após uma derrota para o Guarani de Palhoça. Depois atuou Ceará e ABC em duas temporadas.

    A repercussão entre os torcedores e entre os conselheiros foi a pior possível. Mas de qualquer forma, boa sorte para o Geninho e para o Avaí na série B 2018. 

  • Claudinei Oliveira fora do Avaí; chegou a hora da diretoria levar o futebol a sério

    A queda do treinador Claudinei Oliveira teve antes de tudo um culpado: a própria diretoria que apostou no seu trabalho após a queda do Avaí para a segunda divisão no fim do ano passado. Com a renovação do seu contrato, a diretoria endossou o chamado futebol reativo: ou seja, muita bola para o adversário e sofrimento durante os noventa minutos.

    Mas, com Claudinei Oliveira sendo o treinador, a realidade é que o próprio não fez absolutamente nada para justificar a aposta no seu nome. A sua demissão foi correta e justa, os números depõem contra o seu trabalho: nesse ano, só desilusão para os torcedores, com as eliminações na Copa do Brasil; o sexto lugar no estadual e o início com derrota na série B. O Avaí não vence há oito jogos (em onze partidas venceu apenas um jogo!).

    Mas com o treinador Claudinei Oliveira já é passado, chegou a hora da diretoria começar a trabalhar “de verdade” no sul da ilha; levar o futebol a sério e respeitar a tradição do[...]

    Leia mais
  • E agora, Claudinei Oliveira? De jogo em jogo o Avaí vai se afundando

    O Avaí foi eliminado da Copa do Brasil após a derrota por dois a zero no estádio Serra Dourada. Foi mais uma apresentação fraca do time treinado pelo Claudinei Oliveira que chega a oito jogos sem conquistar uma vitória (uma vitória em onze jogos). O Leão da Ilha chega na metade de abril sem um plano de jogo, uma forma de atuar e nenhuma convicção: uma verdadeira bagunça em campo. Nessa quarta(18)  na primeira etapa, o time da Ressacada abusou de se livrar da bola para o adversário. No segundo tempo, tentou arriscar alguns chutes com o meia André Moritz que ao ser substituído saiu reclamando e ofendendo o treinador da sua própria equipe. (O Claudinei justificou a sua saída afirmando que ele não tinha feito uma boa primeira etapa. Então porque não tirou no intervalo?). Com mais essa eliminação, as desculpas vão terminando para o Claudinei Oliveira que apostava tudo nos jogos da Copa do Brasil. No catarinense, terminou na sexta posição, um vexame.  No[...]

    Leia mais
  • Goiás 2 x 0 Avaí: as notas de cada jogador, equipe adversária e arbitragem

    ARANHA - Quando exigido voltou a falhar. NOTA 4

    GUGA - Muito abaixo do esperado, foi envolvido pelo Michael. NOTA 4 

    BETÃO - Tomou um drible desmoralizante do Carlos Eduardo no segundo gol. NOTA 3

    ALEMÃO - O mais disposto do time. Se não vence na raça, vence na disposição. NOTA 7

    JOÃO PAULO - O mesmo de sempre: muito suor e pouca inspiração. NOTA 6

    JUDSON - Um guerreiro solitário no meio de campo. NOTA 7

    RENATO - É um bom jogador. Mas se perde no meio da falta de qualidade técnica dos companheiros. NOTA 7

    PEDRO CASTRO - É o preferido do Claudinei Oliveira. E só. NOTA 2

    ANDRÉ MORITZ - Um primeiro tempo vergonhoso. Na segunda etapa quando estava arriscando chutes, foi substituído e saiu reclamando. NOTA 6

    (LUANZINHO) - Entrou para dar velocidade. Não deu. NOTA 5

    RÔMULO - Não apareceu no ataque. Sacrificado na marcação dos adversários. NOTA 5

    (GETÚLIO) - Entrou para.... entrou? NOTA 3

    BELTRÁN. Corre muito, se desloca bem, briga com os zagueiros.[...]

    Leia mais
Publicidade
Publicidade