Publicidade
Sábado, 19 de Janeiro de 2019
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 24º C

Diariamente o comentarista aborda a rotina, contratações e analisa os jogos de Avaí e Figueirense. A história do futebol Catarinense é resgatada com postagens que relembram os títulos e jogadores que fizeram história no futebol do estado.

  • Os Palpites da segunda rodada do turno do Campeonato Catarinense 2019

    Catarinense 2ª rodada - turno

    METROPOLITANO X CHAPECOENSE

    Domingo 20.01.2019 - 19h00 - Estádio do SESI - Blumenau

    O Metropolitano não desmonstrou nenhuma reação na goleada sofrida diante do Avaí por 4 x 0 na Ressacada. Com uma defesa instável, meio-campo pouco criativo e ataque nulo. Se não melhorar, vai retornar para a série B do campeonato Catarinense. Na segunda rodada tem um "osso duro" a Chapecoense que sofreu para vencer o Marcílio Dias em sua casa. O treinador Claudinei Oliveira deve entrar em campo com o time alternativo para poupar os seus jogadores. 

    PALPITE:  VITÓRIA DA CHAPECOENSE

    ..........................................................................................................

    HERCÍLIO LUZ  X BRUSQUE 

    Sábado  20.01.2019  - 19h00 - Anibal Torres Costa - Tubarão 

    O time do Hercílio Luz entra em campo animado pelo obtido no clássico diante do Tubarão após estar perdendo por dois a zero. Foi o típico empate com sabor de vitória[...]

    Leia mais
  • AVAÍ 4 X 0 METROPOLITANO: Comentário, nota dos jogadores e avaliação do treinador Geninho

    No estádio da Ressacada o Avaí não teve nenhuma dificuldade em conquistar a vitória diante do Metropolitano por goleada: 4 x 0. O resultado foi acontecendo naturalmente, tendo como destaque o meia João Paulo assumindo a posição do homem da criação no meio de campo e sendo premiado com a marcação do quarto gol. Os atacantes Getúlio, Jones Carioca e Daniel Amorim marcaram os três primeiros tentos do Leão da Ilha. Vitória tranquila no sul da ilha. Na próxima rodada o jogo é diante do Joinville no norte do estado no domingo.

    LUCAS FRIGERI – Atuação tranquila, pouco exigido. NOTA 6

    ALEX SILVA – Lateral de forte marcação. Técnico. NOTA 7

    BETÃO – Líder da equipe em campo, sempre sério. NOTA 7

    MARQUINHOS SILVA – Atuação firme e segura. Levou cartão amarelo de graça. NOTA 7

    IGOR FERNANDES – Só sobe ao ataque com plena segurança. Consciente taticamente. NOTA 7

    MATHEUS BARBOSA – Firma na marcação e leve na criação das jogadas. NOTA[...]

    Leia mais
  • CRICIÚMA 0 X 1 FIGUEIRENSE: comentário, nota dos jogadores e avaliação do treinador Maria

    A estreia do Figueirense com vitória diante do Criciúma pelo placar de um a zero na noite de ontem no sul do estado pode ser computada da seguinte forma: lucro total. Sem nenhum jogo-treino e com o time desfalcado de oito atletas considerados titulares – por lesão ou problemas de documentação – coube a gurizada da base e o comando do treinador Hemerson Maria para levar o clube a vitória na primeira partida do estadual 2019. Na primeira etapa, muita dificuldade para o time da capital sair do seu campo de defesa – a falta de entrosamento era visível. Porém o time do Criciúma não acelerou o que facilitou o zero a zero na primeira etapa. No segundo tempo, o quadro não se alterou, domínio do time da casa, só que em um belo cruzamento do lateral Brunetti da esquerda, Yuri colocou no fundo das redes. Com o gol o alvinegro se fechou na defesa para garantir uma importante vitória.

    DENIS – Quando exigido foi efetivo. NOTA 7

    KAUÊ – Preso na marcação por domínio[...]

    Leia mais
  • Renda do clássico no Scarpelli pode ser penhorada para quitar dívida com médico do clube

    O Figueirense pode ter a renda do clássico diante do Avaí marcado para o próximo dia 27 penhorada para quitar dívida trabalhista com o médico Sérgio Parucker que, por 19 anos, prestou serviços ao clube. Ele, assim como outros ex-funcionários, está recorrendo à Justiça do Trabalho para receber os valores da recisão. No último dia 11, o ex-atacante Genilson que deveria receber pagamento do clube,  ficou apenas com a promessa de um diretor que, no fim deste mês, “vai entrar um valor”.

    O médico Sérgio Parucker deveria receber R$ 250 mil em 13 parcelas mensais no valor de R$ 20 mil.  Como o cuble não cumpriu com o acordo firmado entre as partes, a Justiça determinou a penhora dos jogos do Figueirense no Scarpelli até que o valor devido pelo clube seja depositado na conta de Parucker. 

    Contraponto

    Murilo Flores, diretor de plenejamento do Figueirense, afirmou que o clube vai recorrer da decisão, por entender que a renda do clássico é importante[...]

    Leia mais
Publicidade
Publicidade