Publicidade
Terça-Feira, 13 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 22º C

Comportamento, políticas públicas, tendências e inovação. Uma coluna sobre fatos e personagens da cidade e da região

  • Ministério Público questiona orçamento para a saúde em Florianópolis

    Com base em informações colhidas em procedimento administrativo aberto no ano passado, o Ministério Público estadual deflagrou uma discussão sobre os recursos previstos para investimento na saúde pública municipal em 2019. Segundo o promotor Thiago Carriço de Oliveira, a proposta orçamentária enviada à Câmara de Vereadores destinou ao setor um “valor abaixo ao que foi orçado para o ano de 2018”.

    Ele considera que se for aplicada a atualização inflacionária sobre o valor previsto para este ano, a cifra planejada para o 2019 deveria ser R$ 9 milhões a mais do que os R$ 230 milhões que estão na proposta orçamentária concluída pela Secretaria da Fazenda. O prazo para apresentação de emendas parlamentares termina no dia 20 e a peça orçamentária deve ficar pronta para votação em plenário a partir de 10 de dezembro.

    A Comissão de Orçamento da Câmara articula pelo menos três emendas, com o objetivo de exigir o percentual mínimo de 19% para a[...]

    Leia mais
  • Novas mudanças no trânsito para obra de elevado preocupam moradores em Florianópolis

    Surpreendidos pelo anúncio de mais uma alteração do trânsito no entorno do elevado do Rio Tavares, a partir de segunda-feira (12), moradores do Sul da Ilha de SC estão pedindo um plano B à Prefeitura de Florianópolis. Eles estão preocupados com a interdição, nos próximos três meses, da faixa da SC-406 que vem da Lagoa da Conceição em direção ao Sul e da faixa da SC-405 no sentido contrário. Nesse período, o tráfego terá que ser feito obrigatoriamente pelo Campeche.

    Desde que as novas mudanças foram divulgadas, a comunidade está mobilizada. Nova reunião está marcada para hoje no Rio Tavares. "Eles estão fazendo as coisas às pressas, para terminar no prazo exigido pelo prefeito e colocando esse ônus principalmente para o Campeche", afirma Alencar Valmor Vigano, presidente da Amocam (Associação dos Moradores do Campeche).

    "Vamos ter que suportar todo o trânsito que vem da Lagoa em direçao ao Sul da Ilha. Nossa maior preocupação é com o tráfego de[...]

    Leia mais
  • Filipe Mello deixa governo e PR não vai indicar nomes para a Prefeitura de Florianópolis

    Na volta da licença não remunerada para engajamento na campanha do pai Jorginho Mello, eleito senador, o secretário Filipe Mello pediu exoneração da Casa Civil de Florianópolis no início da tarde desta terça-feira (06) em conversa com o prefeito Gean Loureiro (MDB). Ele disse à coluna que volta à advocacia. Filipe também informou que o PR não vai indicar secretários para a segunda etapa do governo municipal, a partir de janeiro. A decisão, segundo ele, foi alinhavada com a bancada na Câmara de Vereadores e tem o objetivo de deixar o prefeito liberado para fazer as mudanças na equipe.

  • Transição no governo federal preocupa Prefeitura de Florianópolis

    A dois meses da posse do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), o prefeigo Gean Loureiro (MDB) está preocupado em garantir os recursos federais que vem sendo negociados para investimento em Florianópolis. Ele teme que a transição prejudique a tramitação dos processos já aprovados. Na última quarta e quinta-feira, Gean voltou a Brasília para uma nova peregrinação por ministérios como Turismo, Cidades e Indústria e Comércio. A meta é garantir que o dinheiro seja empenhado para, depois, pressionar pela liberação. A estratégia, no entanto, não significa que as verbas estejam 100% garantidas - eventual continngenciamento do orçamento da União pode resultar em cortes. No pacote, estão repasses de R$ 8 milhões do Turismo para cinco projetos a revitalização das orlas de Coqueiros, no Continente, e da Lagoa da Conceição, além da reconstrução da Praia da Saudade.

    Leia mais