Publicidade
Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 23º C
  • 18º C
  • Advogada que sofreu assédio sexual em consultório médico em Florianópolis depõe na polícia

    Muita coragem e determinação teve a advogada Mayara Cavassini Giacomini, 26, em romper o silêncio e gritar contra o assédio sexual que sofreu no consultório médico na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Sul, no Rio Tavares, em Florianópolis. Apesar de não atuar na advocacia, Mayara conhece bem as leis e resolveu lutar por uma causa em nome de mulheres vítimas de violência sexual que têm medo de denunciar os agressores. Antes de colocar a público a humilhação ao ser agarrada pelo médico, Mayara conheceu três garotas que passaram pelo mesmo problema, mas que ficaram com receio de levar a denúncia a diante. Apoiada pela mãe, Yracy Giacomini, 54, que veio de Faxinal dos Guedes, no Oeste de Santa Catarina, para dar suporte à filha, Mayara foi à Delegacia de Proteção a Criança, Adolescente, Mulher e Idoso, onde prestou um longo depoimento de quase duas horas. Ela também protocolou denúncia no Conselho Regional de Medicina contra o especialista que a impediu de[...]

    Leia mais
  • Preso o terceiro envolvido na chacina que dizimou uma família em hotel em Florianópolis

    O terceiro envolvido na chacina da família dizimada no apart-hotel Venice Beach, em Canasvieiras, Norte da Ilha, no dia cinco de julho, foi localizado no Rio Vermelho, em Florianópolis, e foi capturado pela Delegacia de Homicídios da Capital. O nome dele, o local da prisão e mais detalhes serão divulgados em coletiva à imprensa às 11h30 desta quinta-feira (30). Todos dos suspeitos estão com prisões temporárias de trinta dias.

    As cinco vítimas foram encontradas com as mãos amarradas para trás no hotel, a 100 metros da praia, que estava fechado para o público. O pai, Paulo Gaspar Lemos, 78, os filhos Leandro Gaspar Lemos, 44, Paulo Gaspar Lemos Junior, 51, Katya Gaspar Lemos, 50, e o funcionário Ricardo Lora, 39, foram mortos por asfixia. Os criminosos teriam encharcado gasolina nos travesseiros para matar os cinco.

    A empregada que conseguiu fugir e avisou a polícia, Dione Beatriz Da Silva, disse que os três que invadiram o hotel tinham uma arma, com a qual[...]

    Leia mais
  • Decreto de promoção da Polícia Civil de Santa Catarina entra em vigor em outubro

    O decreto que regulamenta as promoções na Polícia Civil assinado na última terça-feira (28) pelo governador Eduardo Pinho Moreira estabelece duas datas ao ano para ascensão funcional na carreira. As promoções serão feitas sempre nos dias 1º de abril e 1º de outubro e entrarão em vigor já em outubro deste ano.
    Para o delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Ghizoni, o decreto corrige uma distorção de mais de dez anos no regime de promoções. “Havia uma grande dificuldade na sistemática das promoções e a Polícia Civil não tinha data-base definida para isso. Havia casos, antes de 2009, de policiais com até 12 anos sem promoção. Depois, esse prazo, entre o pedido e a efetivação, passou para três anos, mas era ainda defasado”, destacou.

     

     

     

  • PM e Fundação do Meio Ambiente encontram mais de 300 pássaros envenenados em Camboriú

    Uma guarnição da Polícia Militar de Camboriú foi acionada para prestar apoio à Fundação do Meio Ambiente que necessitava aferir a medição topográfica de um terreno do Projeto Parque Inundável, no interior da cidade, quando encontraram mais de trezentos pássaros mortos. Há a suspeita de que as aves foram contaminadas em uma plantação de arroz supostamente envenenada. O  responsável pelo terreno foi enquadrado em crime ambiental contra a fauna.