Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C
  • Tarado ataca mulheres em ponto de ônibus no bairro Costeira, em Florianópolis

    Um tarado está atacando mulheres em pontos de ônibus da avenida Jorge Lacerda, no bairro Costeira do Pirajubaé, em Florianópolis. Ele é magro, alto, não usa barba e tem aproximadamente entre 25 a 30 anos.

    Neste domingo (5), uma vítima de 31 anos foi atacada quando aguardava o ônibus para ir trabalhar. Ela passou um áudio, pelo aplicativo WhatsApp, pedindo socorro para o marido. Disse que foi agarrada duas vezes em frente a uma padaria. O marido pegou o carro  e foi ao encontro da companheira.

    O casal rodou pela área em busca do tarado,  mas não conseguiu encontrá-lo. Eles registraram boletim de ocorrência na Polícia Civil. No mês passado, o suspeito atacou uma garota que trabalha num supermercado do bairro.

  • Depois do tarado por calcinhas, a polícia retirou de circulação o ladrão de bolsas

    Depois do ladrão de calcinhas de Concórdia, no Oeste de Santa Catarina, agora foi a vez do ladrão de bolsas sair de circulação. Uma ação conjunta das Polícias Civil e Militar em Armazém, no Sul do Estado, resultou na prisão de um homem de 28 anos que roubava bolsas de senhoras que iam às compras na cidade.  Ele é suspeito de pelo menos cinco assaltos.

  • Polícia ainda não concluiu a investigação do tarado por calcinha no Oeste do Estado

    Não é a primeira vez que a polícia investiga  um tarado por calcinha, como este que em um mês furtou 30 lingeries do varal em Concórdia, no Oeste do Estado. Caso semelhante ocorreu no município de Schroeder, no  Norte do Estado, em maio de 2017. A dona de casa começou a sentir falta das calcinhas e ao olhar na câmera da casa do vizinho reconheceu o outro vizinho, é claro, furtando as roupas íntimas do varal. Ela chamou a polícia e o  homem de 37 anos foi preso e admitiu o furto.
    Em relação ao recente caso de Concórdia, a mulher colocou uma câmera e deixou a luz acesa da área de serviço externa. As imagens mostram o tarado por calcinha recolhendo as roupas íntimas cheirando-as  e colocando-as  no bolso. Assim como entra, também sai tranquilamente. A repercussão ganhou força em todo o Estado após o flagrante viralizar nas redes sociais. O delegado que instaurou inquérito policial, Álvaro Optiz, disse que as investigações ainda não foram concluídas.

    Leia mais