Publicidade
Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 25º C
  • 19º C

Assuntos da Grande Florianópolis e os temas cotidianos das cidades da Região Metropolitana – incluindo resgates diferenciados da memória histórica –, são acompanhados de perto pelo colunista Carlos Damião, que tem mais de 30 anos de vivência profissional.

  • UFSC promove ato em homenagem ao reitor Luiz Cancellier

     

    Cao Cancellier em frente à Reitoria da UFSC, logo após sua vitória na disputa eleitoral - Divulgação
    Cao Cancellier em frente à Reitoria da UFSC, logo após sua vitória na disputa eleitoral interna - Divulgação



    A Reitoria da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) marcou para o dia 2/10, às 11h, no Templo Ecumênico, localizado no campus da Trindade, um ato de homenagem ao reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, na data que assinala o primeiro ano de sua morte.

    Personagem marcante na UFSC desde o fim da década de 1970, Cancellier morreu no dia 2 de outubro de 2017, 18 dias após sua prisão durante a Operação Ouvidos Moucos, desencadeada pela Polícia Federal para apurar supostos desvios de recursos num programa de educação a distância. A morte de Cao, como era conhecido, desencadeou uma onda de protestos contra o chamado “abuso de autoridade”. No Congresso Nacional tramita um projeto que prevê punições a autoridades que extrapolam suas responsabilidades, desrespeitando normas legais.

    Um ano depois da Operação, o inquérito de mais de 800[...]

    Leia mais
  • Vereador propõe Semana Municipal dos Museus na Capital

    Exemplo: estudantes participando de atividades educativas no Museu Histórico de Santa Catarina - Acervo MHSC
    Exemplo: estudantes participando de atividades educativas no Museu Histórico de Santa Catarina - Acervo MHSC


    O vereador Felipe Teixeira (Professor Felipe), que exerce o mandato durante licença do titular Vanderlei Farias (Lela), do PDT, apresentou projeto de lei que cria a Semana Municipal dos Museus em Florianópolis. O objetivo é valorizar e, ao mesmo tempo, incentivar o conhecimento e a visitação aos museus da Capital. Durante a Semana, os museus estariam de  portas abertas, prevendo-se visitas de escolas públicas, palestras, debates e encontros, para uma ampla divulgação desses equipamentos da cena cultural e educacional da cidade! Além disso, o projeto protocolado chama atenção para a necessidade de uma periódica vigilância das autoridades sobre as condições físicas dos espaços que abrigam os museus.

    Muitos dos museus de Florianópolis já realizam atividades educacionais permanentes, com a participação de escolas das redes pública e privada. A[...]

    Leia mais
  • Procissão do Senhor dos Passos: o caminho até o reconhecimento

     

    Procissão é um marco histórico de Florianópolis e um dos eventos religiosos mais antigos do Brasil. Na imagem, concentração de fiéis na região da Catedral, década de 1960 - Acervo IHC
    Procissão é um marco histórico de Florianópolis e um dos eventos religiosos mais antigos do Brasil. Na imagem, concentração de fiéis na região da Catedral, década de 1960 - Acervo IHC



    Aspecto da sessão do Conselho Consultivo do Iphan, que aprovou o registro da procissão como patrimônio nacional - Liliane Nizzola
    Aspecto da sessão do Conselho Consultivo do Iphan, que aprovou o registro da procissão como patrimônio nacional - Liliane Nizzola


    O registro da Procissão do Senhor Jesus dos Passos como patrimônio cultural brasileiro, aprovado por unanimidade pelo Conselho Consultivo do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) na quinta-feira, dia 20, é uma das conquistas mais importantes de Santa Catarina nos últimos anos. O reconhecimento nacional da relevância histórica e cultural da maior e mais tradicional procissão do Estado, realizada ininterruptamente há 252 anos, foi comemorado pelas autoridades, pesquisadores e representantes de entidades da sociedade civil, como a Acif (Associação Comercial e Industrial de Florianópolis) que acompanharam a[...]

    Leia mais
  • A arte de Rodrigo de Haro na exposição "Sem Repetir uma Única Estrela"

    Uma das obras selecionadas para a mostra do múltiplo artista - Coleção Jeanine e Marcelo Collaço Paulo
    Uma das obras selecionadas para a mostra do múltiplo artista - Coleção particualr


    De Rodrigo de Haro sempre se espera muito, porque ele é um artista único e grandioso, um mago dos pincéis, das cores e das formas. Por isso, uma exposição do artista, prestes a completar 80 anos (2019), é sempre cercada de muita expectativa. Na Fundação Cultural Badesc, até 19 de outubro, ele apresenta mais de 60 obras, muitas inéditas, pertencentes ao seu acervo pessoal ou de colecionadores particulares ou públicos. A mostra “Sem Repetir uma Única Estrela” é uma síntese dos mais de 60 anos de dedicação de Rodrigo à pintura, ao desenho e à poesia. Os trabalhos selecionados têm relação com os temas preferidos do artista: a Ilha de Santa Catarina e seus personagens, os mitos, o sagrado, o desejo, as mulheres, os bailes e os cabarés.

    “Entre os destaques da mostra estão os originais e a reprodução em vídeo de três livros manuscritos inéditos do artista:[...]

    Leia mais