Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Assuntos da Grande Florianópolis e os temas cotidianos das cidades da Região Metropolitana – incluindo resgates diferenciados da memória histórica –, são acompanhados de perto pelo colunista Carlos Damião, que tem mais de 30 anos de vivência profissional.

  • Exibição de filmes em escola do Santinho representou ato de resistência à intolerância

    Plateia presente à escola na noite de exibição dos 16 filmes - Divulgação
    Plateia presente à escola na noite de exibição dos 16 filmes - Divulgação



    A Mostra de Cinema da Escola Básica Maria Tomázia Coelho, na noite de quinta-feira, reuniu mais de 200 pessoas, entre alunos, familiares e professores. Ao contrário do que houve no dia 23 de agosto, quando um pai tumultuou a exibição dos 16 filmes produzidos pelo estudantes, com o tema geral de “Os Jovens e a Diversidade”, o clima nesta quinta-feira foi muito mais leve, sem a intervenção de militantes de facções de extrema-direita, que querem impor mordaça à educação e à liberdade de cátedra. Uma viatura da PM e uma viatura da Guarda Municipal garantiram a segurança da mostra e das pessoas presentes.

    Na prática, ação truculenta do dia 23 de agosto acabou valorizando ainda mais a atividade pedagógica e cultural da escola.

    No início da sessão, a professora Ednéia Patrícia Dias leu o seguinte texto: 

    “Boa noite! Sejam bem-vindos! A 4ª Mostra de Cinema da Escola[...]

    Leia mais
  • Após polêmica, confirmada mostra de cinema sobre diversidade em escola do Santinho

    Os 16 filmes produzidos por estudantes da Escola Básica Municipal Maria Tomázia Coelho, do bairro Santinho, serão exibidos durante a Mostra de Cinema programada pela direção do estabelecimento nesta quinta-feira (13), a partir das 20h. Nesta edição da mostra, a quarta realizada na escola, o tema é “Os Jovens e a Diversidade”. Posteriormente, os filmes estarão disponíveis no blog do Núcleo de Cinema (nucleodecinematc.blogspot.com).

    "A Flor da Pele" é um dos filmes selecionados para a mostra na EBM Maria Tomázia - Divulgação


    Originalmente, a mostra ocorreria no dia 23 de agosto, mas foi suspensa devido a uma interferência externa, criada pelo pai de duas alunas. A direção da escola explicou que tentou contornar a situação por meio de diálogo, mas diante de uma postura “de intransigência e intimidação, optou-se por uma atitude de cautela, decidindo pelo adiamento”.

    Quanto ao conteúdo dos filmes, ainda conforme nota, a unidade educacional[...]

    Leia mais
  • Secretaria de Educação de Florianópolis assegura liberdade de expressão na rede de ensino

    A Escola Básica Municipal Maria Tomázia Coelho vai definir nos próximos dias uma nova data para exibição dos 16 curtas-metragens sobre “Os Jovens e a Diversidade”. A atividade estava marcada para o dia 23/8, mas um pai investiu com truculência contra a escola, com o objetivo de suspender a exibição dos filmes, por não concordar com a temática. 

    "A Flor da Pele" era um dos filmes selecionados para a mostra na EBM Maria Tomázia - Divulgação

    A Secretaria Municipal de Educação enviou uma nota à coluna com os seguintes esclarecimentos:

    - A sessão estava programada para ocorrer no período da noite da última quinta-feira (23/8) na sede da unidade educativa, no Santinho

    - Na tarde daquele dia, a SME recebeu a informação de que um pai tentava impedir a realização do evento por não concordar com o tema: os jovens e a  diversidade.

    A SME reiterou a sua posição de que a escola tem autonomia para decidir se o evento ocorreria, como planejado, ou se[...]

    Leia mais
  • Homem que impediu mostra de filmes de estudantes explica sua atitude

     

    Apesar de não ter sido citado nominalmente neste espaço, o candidato a deputado federal (PMN)  Alexandre Gonçalves de Paiva enviou à coluna o texto a seguir, em que relata a sua versão do ocorrido na EBM Maria Tomázia Coelho, no Santinho, dia 23/8, quando seriam exibidos curtas produzidos pelos alunos sobre o tema “Os Jovens e a Diversidade”. A mostra foi suspensa naquele dia.

    O relato:

     

    “Be (bi) you (2’ 35”)

    Uma menina que engravida de seu ex-namorado se vê apaixonada por uma outra menina. Pode parecer simples de entender, mas a família e nem o futuro pai conseguem aceitar.”

     

    “Minha liberdade é poder ser eu (2’ 49”)

    Um casal formado por um homem e uma mulher percebe que não está contente em seu relacionamento e marcam de se encontrar para conversar. Essa conversa termina de uma forma inesperada.”

     

    Estas são algumas das sinopses dos curtas que alunos do colégio público onde estudam as minhas filhas, o Maria Tomazia Coelho, no[...]

    Leia mais