Publicidade
Sexta-Feira, 22 de Junho de 2018
Descrição do tempo
  • 22º C
  • 15º C
  • #TORCIDANDCOPA #Dia8: Croácia goleia Argentina pelo grupo D e se classifica às oitavasMais copa

Assuntos da Grande Florianópolis e os temas cotidianos das cidades da Região Metropolitana – incluindo resgates diferenciados da memória histórica –, são acompanhados de perto pelo colunista Carlos Damião, que tem mais de 30 anos de vivência profissional.

  • Autoridades de SC passam vergonha na Rússia e no Brasil

    Além do vexame de torcedores brasileiros na Copa da Rússia, que assediaram uma jovem daquele país, filmaram e divulgaram a agressão nas redes sociais - um dos torcedores é um tenente da Polícia Militar catarinense, que já está sob investigação por parte do Ministério Público e da própria PMSC por causa de seu comportamento inconveniente, outro assunto ganhou destaque nos portais de notícia e nas redes sociais de modo geral: a invertida do promotor público Henrique Limongi, que atua em Florianópoolis, para anular o casamento homoafetivo de Adriedli Nunes Schons e Anelise Nunes Schons, que formalizaram a união em dezembro do ano passado. Informações divulgadas pelo site BuzzFeed News dão conta de que o promotor impugnou 69 habilitações LGBTQ. Mas os casais conseguiram derrubar as decisões de Limongi, conhecido pelas suas posturas conservadoras, sempre na contramão da modernidade. Ele alega que os casamentos homoafetivos são inconstitucionais. Mas o próprio[...]

    Leia mais
  • Átila relança livro sobre cinemas de rua no FAM 2018

    O autor, diante de uma pintura de sua autoria - Divulgação
    O autor, diante de uma pintura de sua autoria - Divulgação


    Os cinemas de rua de Florianópolis fecharam as portas no início da década de 1990. Até aquela época os mais conhecidos eram o Cecomtur, São José, Ritz, Coral/Carlitos, Roxy, todos na área central da Ilha de Santa Catarina. As casas de exibição externas perderam espaço para as salas do Beiramar Shopping, primeiro shopping de Florianópolis, inaugurado em 1993.
    O artista plástico e escritor Átila Ramos recuperou essa memória num livro lançado pela UFSC, intitulado "Cinemas de Rua de Floripa: a história dos Cinemas de Rua de FLorianópolis (mudos e sonoros) desde 1900". Ou seja, Átila resgatou a magia que envolvia o principal entretenimento de Florianópolis desde o inícuio do século 20. A capital catarinense recebia os filmes mais importantes produzidos em estúdios dos Estados Unidos e da Europa, às vezes com relativo atraso em relação aos lançamentos nas principais praças nacionais.
    O livro[...]

    Leia mais
  • Maior tragédia política de Santa Catarina completa 60 anos

     

    O avião destroçado, em São José dos Pinhais (PR): 18 pessoas morreram no desastre - O Cruzeiro/Reprodução/ND
    O avião destroçado, em São José dos Pinhais (PR): 18 pessoas morreram no desastre - O Cruzeiro/Reprodução/ND


    O dia 16 de junho de 1958 foi certamente um dos mais tristes da história de Santa Catarina e do Brasil. Há exatos 60 anos, caía na região de São José dos Pinhais (PR), próximo a Curitiba, o avião Convair 440, da Cruzeiro do Sul, prefixo PP-CEP. Entre os passageiros e tripulantes do voo 412 estavam o ex-presidente da República Nereu Ramos, o governador Jorge Lacerda (PRP) e o deputado federal Leoberto Leal (PSD). Nereu e Lacerda eram simplesmente as duas principais lideranças políticas do Estado – e de maior prestígio nacional, Leal era cotado para disputar o governo do Estado em 1960 por seu partido. Os três haviam embarcado em Florianópolis com destino a São Paulo e Rio de Janeiro. O avião se preparava para fazer a escala paranaense quando teve problemas mecânicos a pouco mais de oito quilômetros de São José dos Pinhais. No total,[...]

    Leia mais
  • Konder Reis, uma trajetória única em Santa Catarina

     

    Em 1976, durante ato administrativo em seu gabinete - Acervo Carlos Damião
    Em 1976, durante ato administrativo em seu gabinete - Acervo Carlos Damião


    O ex-governador Antônio Carlos Konder Reis  comemorou, em 25 de março de 1997, 50 anos de dedicação à vida pública. Foi nesta data, em 1947, que o jovem Antônio Carlos, então com 21 anos, assumia seu primeiro mandato eletivo, de deputado estadual constituinte, na Assembleia Legislativa catarinense.

    Cinquenta anos significaram para o político catarinense uma vida de dedicação às causas públicas, em diferentes momentos históricos do Estado ou do País. Konder Reis pôde acompanhar, por exemplo, a derrocada do Estado Novo, engajando-se no movimento pela redemocratização que resultou, em 1945, na criação do partido que representou sua maior escola política, a UDN (União Democrática Nacional).

    Outro momento político importante, que Konder Reis acompanhou de perto no Congresso Nacional, foi o desastrado governo de Jânio Quadros, que acabou com a renúncia do presidente, no dia[...]

    Leia mais