Publicidade
Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017
Descrição do tempo
  • 26º C
  • 18º C

Assuntos da Grande Florianópolis e os temas cotidianos das cidades da Região Metropolitana – incluindo resgates diferenciados da memória histórica –, são acompanhados de perto pelo colunista Carlos Damião, que tem mais de 30 anos de vivência profissional.

  • A capacidade empreendedora e criativa de Antunes Severo

    O publicitário e professor Antunes Severo perdeu a batalha para o câncer nesta quarta-feira, 22/11. Seu corpo está sendo velado no Cemitério Jardim da Paz, onde será enterrado nesta quinta-feira, 23/11, às 14h. Antunes fez da comunicação o seu apostolado profissional e pessoal. Ícone do rádio, da publicidade e do marketing, tinha 85 anos, completados em 2 de agosto deste ano.

    Fundou há 55 anos a primeira agência de publicidade de Santa Catarina, a A. S. Propague, que depois se transformou em Propague e passou a ser dirigida pelo publicitário Roberto Costa. No dia do aniversário da agência, em 13 de novembro, a empresa prestou uma emocionante homenagem ao seu fundador.

    Antunes lecionou na Esag (Escola Superior de Administração e Gerência), justamente na área de marketing. Foi o primeiro secretário de Comunicação do governo catarinense, na gestão de Pedro Ivo Campos (1987-1990) e prestou consultoria em sua especialidade profissional para inúmeras empresas[...]

    Leia mais
  • Antunes Severo está sob cuidados médicos intensivos

    O publicitário e professor Antunes Severo está sob cuidados intensivos em sua residência, com assistência médica e de seus familiares. Ele luta contra um câncer.

    Aos 85 anos, completados em 2 de agosto deste ano, Antunes é um ícone da comunicação e do marketing em Santa Catarina. Fundou há 55 anos a primeira agência de publicidade de Santa Catarina, a A. S. Propague, que depois se transformou em Propague e passou a ser dirigida pelo publicitário Roberto Costa. No dia do aniversário da agência, em 13 de novembro, a empresa prestou uma emocionante homenagem ao seu fundador.

    Antunes lecionou durante muito tempo na Esag (Escola Superior de Administração e Gerência), justamente na área de marketing. Foi o primeiro secretário de Comunicação do governo catarinense, na gestão de Pedro Ivo Campos (1987-1990) e prestou consultoria em sua especialidade profissional para inúmeras empresas catarinenses.

    De espírito jovem, sempre muito ativo e prestativo, continuou[...]

    Leia mais
  • Alesc realiza Sessão Especial em homenagem a Cancellier

    Mais uma homenagem ao reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, morto em 2 de outubro, será realizada nesta terça-feira, 21/11, desta vez pela Assembleia Legislativa, por iniciativa do deputado Rodrigo Minotto. A Sessão Especial está marcada para as 19h, com a presença de familiares, amigos, professores e alunos da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), instituição que Cancellier dirigiu até 14 de setembro, quando foi inexplicavelmente preso pela Polícia Federal.

    Na mesma sessão da Alesc serão lançados o livro e o documentário “Em nome da verdade: justiça”, obras que narram a trajetória de vida do reitor até sua trágica morte, questionando os métodos arbitrários adotados pelo Estado brasileiro em investigações judiciais e policiais. O chamado “Estado de exceção” está motivando diversas articulações políticas, culturais e sociais, cujo teor central é a resistência democrática. Na próxima segunda-feira, dia 27, , às 14h, no Auditório[...]

    Leia mais
  • Derlei de Luca: cala-se uma voz da resistência à ditadura

    A professora e escritora Derlei de Luca foi derrotada pelo câncer neste sábado, 18/11, aos 70 anos. Natural de Içara, Sul do Estado, mas radicada em Florianópolis, ela era sobrevivente de uma geração que ousou resistir ao golpe civil-militar de 1964. Estudante da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), engajada na reconstrução da UNE (União Nacional de Estudantes) em 1968, foi presa, torturada e exilada. Só voltou ao Brasil depois que a ditadura promulgou a Lei da Anistia, em 1979.

    Ela se tornou uma espécie de ícone da resistência democrática e da defesa dos direitos humanos. Era frequentemente convidada, desde a década de 1980, para proferir palestras sobre a História do Brasil e, em especial, a sobre as lutas de sua geração contra o arbítrio, a prepotência e o fascismo. Foi a fundadora do Comitê Catarinense Pró-memória dos Mortos e Desaparecidos e do Coletivo Catarinense Memória, Verdade e Justiça. Participou ativamente da Comissão Estadual da[...]

    Leia mais