Publicidade
Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019
Descrição do tempo
  • 31º C
  • 23º C

Assuntos da Grande Florianópolis e os temas cotidianos das cidades da Região Metropolitana – incluindo resgates diferenciados da memória histórica –, são acompanhados de perto pelo colunista Carlos Damião, que tem mais de 30 anos de vivência profissional.

  • Reconhecimento do boi de mamão como patrimônio cultural tramita na Câmara desde 2017

    O vereador Marcelo Fernando de Oliveira (Marcelo da Intendência (PP) responde a nota da coluna sobre o boi de mamão informando que protocolou requerimento em agosto de 2017 um projeto de lei de sua autoria para reconhecer a tradição folclórica da Ilha de Santa Catqrina como um dos patrimônios culturais imateriais de Florianópolis.

    Ele comemora que a prefeitura busque agora em 2019 esse reconhecimento, mas faz questão de destacar que desde o ano passado aguarda uma resposta da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes sobre o assunto. "O mais importante é conseguirmos essa conquista", afirma Marcelo, cujo projeto alinha as principais características do boi de mamão e sua importância histórica.
  • Boi de mamão também deve ser registrado como patrimônio cultural de Florianópolis

    Crianças do NEI do Campeche curtindo a brincadeira tradicional da cidade - Divulgação PMF
    Crianças do NEI do Campeche curtindo a brincadeira tradicional da cidade - Divulgação PMF



    Depois da inscrição do terno de reis como patrimônio cultural imaterial e intangível de Florianópolis, o próximo passo deve ser o processo de registro do boi de mamão, outra herança de origem luso-açoriana que se mantém viva na Capital e outros municípios litorâneos. A professora Roseli Pereira, superintendente da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, lembrou no ato de reconhecimento do terno de reis, assinado pelo prefeito Gean Loureiro no dia 4 de janeiro, que muitas comunidades acabam se dedicando às duas atividades folclóricas e, ainda, às festas do Divino. Ou seja, são culturas convergentes e complementares, cada qual com suas características.

    O presidente do Conselho Estadual de Cultura, Marcondes Marchetti, observou para este colunista que o boi de mamão deve também ser estudado e discutido para se tornar patrimônio cultural e[...]

    Leia mais
  • Boi de mamão também deve ser tombado como patrimônio cultural de Florianópolis

    Crianças do NEI do Campeche curtindo a brincadeira tradicional da cidade - Divulgação PMF
    Crianças do NEI do Campeche curtindo a brincadeira tradicional da cidade - Divulgação PMF



    Depois da inscrição do terno de reis como patrimônio cultural imaterial e intangível de Florianópolis, o próximo passo deve ser o processo de tombamento do boi de mamão, outra herança de origem luso-açoriana que se mantém viva na Capital e outros municípios litorâneos. A professora Roseli Pereira, superintendente da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes, lembrou no ato de reconhecimento do terno de reis, assinado pelo prefeito Gean Loureiro no dia 4 de janeiro, que muitas comunidades acabam se dedicando às duas atividades folclóricas e, ainda, às festas do Divino. Ou seja, são culturas convergentes e complementares, cada qual com suas características.  
    O presidente do Conselho Estadual de Cultura, Marcondes Marchetti, observou para este colunista que o boi de mamão deve também ser estudado e discutido para se tornar patrimônio cultural e[...]

    Leia mais
  • Viva a Cidade festeja aniversário de Florianópolis neste sábado

    Boi de mamão será uma das atrações da feira, festejando os 344 anos da Capital - Divulgação
    Boi de mamão será uma das atrações da feira, festejando os 344 anos da Capital - Divulgação


    A Feira Semanal Permanente Viva a Cidade deste sábado, 18/3, vai ser ainda mais colorida e divertida: a promoção da CDL Florianópolis, com apoio da prefeitura, vai celebrar os 344 anos de Florianópolis, que serão comemorados no dia 23/3. Haverá atividades de artesanato, corte de cabelo feminino e masculino, barbearia, gastronomia diversificada, apresentações culturais e concerto da banda da Aeronáutica da Capital.
    As atrações culturais, como as rendeiras de bilro, boi de mamão, oleiros, Índia Brasil (artista que faz pintura de renda de bilro em cerâmica) e concerto ficarão concentradas na Praça Fernando Machado, assim como as atividades de cortes de cabelo e serviço de barbearia. Em frente à praça, estacionarão sete operações de food trucks para garantir a alimentação dos visitantes. Neste dia, serão comercializados: churrasquinho, pizzas artesanais,[...]

    Leia mais