Publicidade
Terça-Feira, 23 de Outubro de 2018
Descrição do tempo
  • 24º C
  • 18º C

Assuntos da Grande Florianópolis e os temas cotidianos das cidades da Região Metropolitana – incluindo resgates diferenciados da memória histórica –, são acompanhados de perto pelo colunista Carlos Damião, que tem mais de 30 anos de vivência profissional.

Riqueza humana e cultural do Centro Leste em exposição fotográfica

Mostra "História legítima: ocupando o Centro Leste" reúne obras de cinco fotógrafos e abre dia 16, no Tralharia

Carlos Damião
12/10/2018 12h14

 

A ocupação dos espaços por indivíduos é importante não somente pela presença de vida no local, mas para legitimar a historicidade da região, impedindo assim um engessamento histórico que nada comunica
A ocupação dos espaços por indivíduos é importante não somente pela presença de vida no local, mas para legitimar a historicidade da região, impedindo assim um engessamento histórico que nada comunica", diz a curadora Renata Domingues - Endrigo Righeto/Divulgação


Cinco fotógrafos atuantes em Florianópolis - Ayrton Cruz, Caio Cezar, Diorgenes Pandini, Mhirley Lopes, Sérgio LDS – apresentam a partir do dia 16/10, no Tralharia, um dos espaços mais democráticos e descolados de Florianópolis, a exposição “História legítima: ocupando o Centro Leste”. As fotos apresentam as percepções, os diferentes olhares dos artistas sobre uma das regiões mais importantes da Capital, submetida a um impressionante processo de degradação urbana desde o início da década passada. Empreendimentos como o Tralharia, entre outros, tornam-se justamente referências de resistência e reconstrução social e cultural da área Leste do Centro Histórico. 

A curadora  Renata Domingues apresenta a mostra e o contexto da seguinte forma: 

“A história de Desterro foi, desde o início, construída através de sua ocupação. Não há história sem indivíduos. São nas áreas leste e sudeste do centro as mais antigas ruas e ruelas desta região. Foram estas ruas as que mais rapidamente se adensaram, devido à grande circulação de pessoas por conta das fontes d’água, assim como a facilidade de despejos no rio da Bulha, acesso ao forte, igreja e ao hospital de Caridade. Atualmente, o que traz pessoas a esta região?

 Os lugares denominados ‘históricos’ só fazem valer esse título se a história que o espaço comunica dialoga com a atual realidade. Não há sentido em denominar um espaço como sendo “histórico” se há uma clara desvinculação de acesso à sociedade. A ocupação dos espaços por indivíduos é importante não somente pela presença de vida no local, mas para legitimar a historicidade da região, impedindo assim um engessamento histórico que nada comunica.

Incentivar a utilização dos espaços de forma democrática – seja através de feiras e comércio, acesso à moradia e lazer é permitir que a comunidade e os personagens transeuntes da região criem laços com o espaço, incentivando uma relação que permite uma real identidade cultural do indivíduo com o espaço. 

Ayrton Cruz, Caio Cezar, Diorgenes Pandini, Mhirley Lopes, Sérgio LDS – autores das fotos da exposição – comunicam através de seus olhares sensíveis, como a presença de indivíduos ocupando os espaços de diferentes formas são contrastantes com os espaços vazios, deixando claro como a ocupação é primordial para vida e história do local. Ao final da exposição essas fotos serão leiloadas, com a venda revertida para uma associação beneficente aos moradores de rua. 

O mapa colocado na parede oposta com destaque para a área leste, nos indica onde cada um dos fotógrafos fez seu clique e nos conta um pouco da história da região, entrelaçando objetos do acervo com a história que foi, com a história que é e que ainda há de ser. 

Exposição celebra os três anos do Tralharia, espaço cult que dá sentido cultural ao Centro Histórico de Florianópolis - Endrigo Righeto/Divulgação
Exposição celebra os três anos do Tralharia, espaço cult que dá sentido cultural ao Centro Histórico de Florianópolis - Endrigo Righeto/Divulgação


O Tralharia comemora seus três anos com uma exposição que destaca a importância da ocupação multifacetada dos espaços por indivíduos. Clientes, parceiros e amigos, para homenageá-los, na vitrine, temos os personagens que fazem parte dessa história, caricaturados por Cláudio Duarte. Sem a presença de vocês no nosso querido Tralha, nossa história não seria possível”.

 Serviço:

Exposição de aniversário – 3 Anos de Tralha

Título: História legítima: Ocupando o centro leste

Abertura: 16/10/2018,  às 19h

Visitação: 16/10 a 10/11 – de terça a sábado

Curadoria: Renata Domingues

Fotógrafos: Ayrton Cruz, Caio Cezar, Diorgenes Pandini, Mhirley Lopes, Sérgio LDS

Caricaturas: Cláudio Duarte

Apoio: Multicor

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade