Publicidade
Quarta-Feira, 14 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 22º C

Assuntos da Grande Florianópolis e os temas cotidianos das cidades da Região Metropolitana – incluindo resgates diferenciados da memória histórica –, são acompanhados de perto pelo colunista Carlos Damião, que tem mais de 30 anos de vivência profissional.

Cores de Aidê encerra o Carnaval de Florianópolis em alto estilo

Bloco lembrou os tradicionais encontros das quartas-feiras de Cinzas, que mobilizavam integrantes dos clubes Lira e Doze

Carlos Damião
No calçadão da Rua Felipe Schmidt, a caminho da Praça 15 - Carlos Damião
No calçadão da Rua Felipe Schmidt, a caminho da Praça 15 - Carlos Damião


O Carnaval de Florianópolis terminou às 13h desta quarta-feira (14), com uma apresentação em grande estilo do bloco Cores de Aidê, grupo de dança e percussão composto só por mulheres. Como nos carnavais antigos, a festa acabou na Praça 15 de Novembro, onde se encontravam os blocos dos clubes Doze de Agosto e Lira. Centenas de pessoas acompanharam a performance artística, que começou no Largo da Alfândega, às 10h30, e percorreu o calçadão central entre as ruas Deodoro e a Praça 15. O trabalho do Cores de Aidê esteve presente a diversos pontos de Florianópolis durante o Carnaval, como os bairros de Santo Antônio de Lisboa, Lagoa da Conceição e Armação do Pântano do Sul, sempre arrastando multidões de foliões. O bloco é hoje um dos mais importantes grupos de resistência cultural da capital catarinense, fazendo o contraponto necessário à anarquia causada durante o sábado pelos blooos de música eletrônica e funk.

A beleza da cultura afro presente à performance desta quarta-feira - Carlos Damião
A beleza da cultura afro presente à performance desta quarta-feira - Carlos Damião



Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade