Publicidade
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 19º C

Assuntos da Grande Florianópolis e os temas cotidianos das cidades da Região Metropolitana – incluindo resgates diferenciados da memória histórica –, são acompanhados de perto pelo colunista Carlos Damião, que tem mais de 30 anos de vivência profissional.

Ações duras contra o terrorismo

Não basta exigir frota mínima, em caso de paralisações de surpresa ou greve do transporte coletivo: Justiça tem que aplicar medidas pedagógicas

Carlos Damião

Depois da reação popular contra as paralisações sem aviso do transporte coletivo, motoristas e cobradores repetiram a dose no sábado cedo, naturalmente para evitar repercussão barulhenta entre os usuários. Mas o pior é que eles mantêm o chamado “estado de greve”, ameaçando paralisar os serviços de novo, sem aviso, a partir desta segunda (12). Caso isso aconteça estão orientados a recolher os ônibus às garagens, para evitar depredações. Essa prática terrorista, de provocar tensão permanente na Grande Florianópolis, é algo que extrapola os limites da compreensão e da paciência e nos estimula à indignação e à revolta. A negociação trabalhista em curso não tem qualquer relação com o usuário, mas especificamente com as categorias envolvidas. O sindicato que representa os profissionais precisa obedecer à determinação judicial de circulação da frota mínima, não só por se tratar de uma decisão respaldada pela lei, mas também como atitude de respeito a quem, no dia a dia, depende dos ônibus para cumprir compromissos de trabalho ou de estudo. Se persistirem as paralisações de surpresa, será necessária uma intervenção mais dura e definitiva, pedagógica, para que se restabeleça a ordem e seja superado esse caráter sinistro que sempre envolve a questão do transporte coletivo. Por que um serviço público essencial continua sendo tão misterioso e sem transparência? 

Desintegração

Muito interessante o que disse ao ND, no fim de semana, o engenheiro e professor Werner Kraus Júnior, sobre o sistema de transporte coletivo de Florianópolis, cujos pecados são históricos e persistem na nova configuração adotada. Para Werner, o sistema carece de um novo conceito, inovador e eficiente. Um dos problemas apontados por ele é dramático para o usuário: a falta de integração metropolitana, que resulta numa operação confusa e prejudicial ao usuário.

Barbárie 

“Notícia no Brasil é relatório de açougue humano”. Do jornalista e poeta Nei Duclós, em seu Twitter (@neiduclos).

Pois então

Um dos itens da pauta de negociações entre trabalhadores, empresários e a prefeitura é a garantia de emprego para os cobradores, uma função que se mostra totalmente dispensável diante da modernização do sistema de transporte coletivo. Um leitor lembrou à coluna sobre profissões ou funções extintas ou em desuso, como ferreiro, linotipista, chapeleiro, tipógrafo, telegrafista, pianista de cinema, datilógrafo, fotógrafo lambe-lambe, operador de telex, ama-seca, limpador de chaminés, leiteiro, cocheiro... 

Engenho

Amigos de Marcelo Muniz (Grupo Engenho) promovem no sábado (17) um jantar beneficente no Engenho dos Andrade, em Santo Antônio de Lisboa, a partir das 20h. O evento solidário Pirão do Marcelo terá show com Denise de Castro, Joana Cabral, Haini Wahlheim e Grupo Engenho. Ingressos a R$ 50, à venda no Gambarzeira e com Lauro Beling, no CIC. O valor arrecadado vai para o tratamento de saúde do grande músico catarinense. 

Exposição

A Faculdade de Tecnologia Senac Florianópolis recebe, até quinta-feira (15), uma exposição de trabalhos artesanais, desenvolvidos por alunos do curso de Artesão de Pintura em Tecido pelo Pronatec. As aulas, ministradas por orientadores do Senac, aconteceram na comunidade Morro do Céu. 

Gastronomia light

Uma das novidades que a AveSui 2014, maior feira latino americana do setor avícola e suinícola, que começa nesta terça (13), em Florianópolis, é o Festival Gastronômico que acontece em paralelo à feira de negócios e programação técnica. O Chef Mueller, de Joinville, será responsável pelo preparo de pratos especiais à base de carne suína e de frango que serão apresentados até quinta (15), nos corredores do CentroSul. 

Cozinha ao vivo

O Brasil Sabor, maior festival gastronômico do mundo, traz mais uma vez ao Beiramar Shopping a Arena Gastronômica. No espaço, os chefes dos restaurantes participantes preparam as receitas dos pratos ao vivo, diante do público. A novidade desta edição é a Arena Kids, um espaço onde as crianças aprendem sobre culinária e preparam deliciosos cupcakes. A Arena Gastronômica vai até o dia 18, das 15h às 21h30. 

Conta que...

Atento leitor Leopoldo Cardoso Matos traz mais lenha à discussão sobre a Antônio Edu Vieira: “A UFSC também já ‘cedeu’ ao Estado, para a ampliação do Aeroporto Hercílio Luz, uma área de 320 metros quadrados de terreno sem qualquer benfeitoria. Em troca o Estado doou o Centro de Treinamento da Celesc, cuja área é quase 50% maior, contendo toda infraestrutura urbana”.

... não fecha

Finaliza o leitor: “Além do que, o centro de treinamento tem 7 mil metros quadrados de edificações compostas de salas de aula, laboratórios, biblioteca, alojamento, refeitório e quadras de esporte. Isso que a área ‘cedida’ foi doada pelo próprio Estado! Essas práticas estão em total desconformidade com o que determina a legislação a respeito de permutas pelos órgãos públicos!”.

Divulgação
BR-101

Estradas em pauta

O Fórum Parlamentar Catarinense, coordenado pelo deputado Esperidião Amin (PP), reúne-se hoje a partir das 11h na sede da Fiesc, para discutir, entre outros temas, a situação das rodovias federais no Estado e a ampliação da oferta de gás natural para a indústria. A alça de contorno da BR-101 saturada (foto) deve dominar mais uma vez as discussões, porque só a vigilância do Fórum, dos prefeitos e de empresários é que pode garantir a realização da obra.

Divulgação

Artesanato democrático

O Momento Döhler, evento da empresa têxtil catarinense Döhler S.A., já começou a percorrer o país. As aulas de artes manuais gratuitas com o reconhecido artista plástico Marcelo Darghan (foto) são apenas uma parte da iniciativa. Em cada cidade, é solicitada uma contribuição espontânea de alimentos não perecíveis que, ao final, são distribuídos para instituições locais sem fins lucrativos. Neste mês, os workshops serão realizados nos dias 14 e 15, em Belo Horizonte.

Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade