Publicidade
Sábado, 22 de Setembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 18º C

Informações e análises sobre a política catarinense, com prioridade para conteúdos exclusivos e inéditos. Entrevistas com personagens que decidem nas esferas do Executivo, Legislativo e Judiciário. Notícias e opiniões contextualizadas com os bastidores do poder.

  • Enquanto espera eventual retorno à prisão, João Rodrigues continua em campanha eleitoral

    Por meio dos advogados, o deputado federal João Rodrigues (PSD) afirmou nesta quarta-feira (19) que respeita a manifestação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para que seja restabelecida a pena em regime semiaberto, “porém discorda e vai recorrer em instâncias superiores”. Ainda em nota, o candidato informou que continua em plena campanha à reeleição, “afinal da conta, a candidatura está mantida e aguarda a intimação para poder dar cumprimento a qualquer decisão judicial que possa surgir”.

    João Rodrigues - Reprodução/ND
    João Rodrigues - Reprodução/ND



  • Raquel Dodge vai ao Supremo pedir a prisão do deputado federal João Rodrigues

    A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, solicitou nesta terça-feira (18) ao STF (Supremo Tribunal Federal) que seja expedido mandado de prisão para que o deputado federal João Rodrigues (PSD) volte a cumprir a pena determinada pela Primeira Turma do STF.

    João Rodrigues - Cláudio Basílio de Araújo/PSD/Divulgação
    João Rodrigues - Cláudio Basílio de Araújo/PSD/Divulgação



    O parlamentar foi condenado a cinco anos e três meses, pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), por crimes contra a Lei de Licitações cometidos quando era prefeito em exercício de Pinhalzinho. Rodrigues foi solto em 14 de agosto, por decisão do ministro Rogério Schietti, do STJ (Superior Tribunal de Justiça). No entanto, a liminar concedida foi suspensa em 6 de setembro pelo relator do caso no Supremo, ministro Roberto Barroso.

    No documento enviado ao STF, a procuradora-geral destaca que os recursos apresentados pela defesa do parlamentar contra a decisão do ministro Barroso não têm efeito suspensivo e que, por isso, a[...]

    Leia mais
  • Candidatura de João Rodrigues é indeferida pelo TRE-SC, mas campanha pode continuar

    O pedido de candidatura de João Rodrigues (PSD) à reeleição como deputado federal foi indeferido nesta segunda-feira (17) pelo TRE-SC (Tribunal Regional Eleitoral). O candidato foi condenado por irregularidades em uma licitação enquanto estava no exercício da Prefeitura de Pinhalzinho, em 1999. Desde fevereiro, quando foi preso, Rodrigues trava uma batalha pelo mandato na Câmara dos Deputados. Recentemente, conseguiu a prerrogativa de lançar a candidatura, mas teve a liminar derrubada. O TRE-SC permitiu que o candidato possa continuar com os atos de campanha, em função da possibilidade de recurso junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A análise do caso foi a mais longa, neste que é o último dia para julgamento de candidaturas. Nas redes sociais, Rodrigues afirmou que irá buscar na corte superior a possibilidade de concorrer.

    João Rodrigues - Divulgação/ND
    João Rodrigues - Divulgação/ND



    Leia mais
  • João Rodrigues minimiza pedido de impugnação pelo MP e espera registro de candidatura

    No roteiro de João Rodrigues (PSD), já estava previsto o pedido de impugnação da candidatura à reeleição a deputado federal pelo Ministério Público Eleitoral, anunciado no sábado. Já havia sido assim nos anos de 2010 e 2014, quando obteve registro para concorrer à Câmara dos Deputados. Desta vez, Rodrigues defende que “o Superior Tribunal de Justiça suspendeu os efeitos da condenação para fins específicos de registro de candidatura” e espera a homologação para concorrer. Domingo, fez campanha em São José do Cerrito.

    João Rodrigues - Cláudio Basílio de Araújo/PSD/Divulgação
    João Rodrigues - Cláudio Basílio de Araújo/Divulgação/ND