Publicidade
Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2018
Descrição do tempo
  • 30º C
  • 20º C

Informações e análises sobre a política catarinense, com prioridade para conteúdos exclusivos e inéditos. Entrevistas com personagens que decidem nas esferas do Executivo, Legislativo e Judiciário. Notícias e opiniões contextualizadas com os bastidores do poder.

  • Depois de se acovardar perante os caminhoneiros, Temer pode recolocar Brasil como refém

    Acovardado, o presidente Michel Temer (MDB) virou refém na greve de 11 dias dos caminhoneiros, entre maio e junho. Depois de prometer mundos e fundos, e não conseguir entregar, o governo federal coloca o país outra vez em risco de colapso. Somente uma nota emitida pela UDC (União dos Caminhoneiros do Brasil), no fim de semana, foi suficiente para reacender a preocupação. Aqui em Santa Catarina, como a coluna publicou ontem, os setores de inteligência já monitoram eventuais focos de mobilização. 

    Uma nova paralisação de caminhoneiros foi classificada como “boato” pela Fetrancesc (Federação das Empresas de Transporte de Carga). A entidade republicou, nessa segunda-feira (3), um comunicado emitido pela CNTA (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos) afirmando que “não há motivos para uma nova paralisação, uma vez que todas as medidas reivindicadas e negociadas com o governo federal estão sendo cumpridas”. O presidente da Fetrancesc, Ari[...]

    Leia mais
  • Federação de Transportes em SC diz que greve é "boato", mas presidente adota silêncio

    Uma nova paralisação de caminhoneiros foi classificada como “boato” pela Fetrancesc (Federação das Empresas de Transporte de Carga). A entidade republicou nesta segunda-feira (3) um comunicado emitido pela CNTA (Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos) afirmando que “não há motivos para uma nova paralisação, uma vez que todas as medidas reivindicadas e negociadas com o governo federal estão sendo cumpridas”. O presidente da Fetrancesc, Ari Rabaiolli, não quis conceder entrevista sobre o assunto.

    Governo de Santa Catarina monitora mobilização de caminhoneiros para eventual paralisação

    Greve dos caminhoneiros - Daniel Queiroz/ND
    Greve dos caminhoneiros - Daniel Queiroz/ND



  • Governo de Santa Catarina monitora mobilização de caminhoneiros para eventual paralisação

    Depois da ameaça de novas paralisações de caminhoneiros, logo após o feriado de 7 de Setembro, o governo catarinense monitora a situação. A princípio, não há nada concreto no Estado, conforme os setores de inteligência das polícias Civil e Militar.

    Grupos de trocas de mensagem entre caminhoneiros mudaram as fotos na noite desta quinta para uma em que diz “a greve continua” - Marcelo Pinto/APlateia
    Greve dos caminhoneiros - Marcelo Pinto/APlateia/ND



  • AGORA: Governo do Estado lança campanha Compre de SC após greve dos caminhoneiros

    O movimento “Compre de Santa Catarina – Leve Qualidade Para Casa e Desenvolvimento Para Nosso Estado” está sendo lançado neste momento pelo governador Eduardo Moreira (PMDB), em evento na Casa da Agronômica, em Florianópolis. O objetivo da ação é despertar o sentimento de valorização dos produtos catarinenses. A campanha foi criada para incentivar a retomada da economia após a paralisação dos caminhoneiros, que durou 11 dias, e gerou prejuízos na cadeia produtiva.

    Mesa com produtos catarinenses - Altair Magagnin/ND
    Mesa com produtos catarinenses - Altair Magagnin/ND