Publicidade
Quinta-Feira, 15 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 27º C
  • 20º C

Informações e análises sobre a política catarinense, com prioridade para conteúdos exclusivos e inéditos. Entrevistas com personagens que decidem nas esferas do Executivo, Legislativo e Judiciário. Notícias e opiniões contextualizadas com os bastidores do poder.

  • Proposta para diminuir o recesso dos deputados repercute mal na Assembleia Legislativa

    Não precisou ser apresentada, bastou ser noticiada, para a Proposta de Emenda à Constituição estadual que pedirá o fim do recesso no meio do ano para os deputados estaduais começar a gerar polêmica. A iniciativa do deputado eleito Felipe Estevão (PSL) foi o assunto terça-feira (13) nos corredores da Assembleia Legislativa. Alguns poréns foram levantados. Um deles, de ordem mais técnica, questionou dificuldade legal em função de questões como prazos que são atrelados ao calendário legislativo. Outro, mais político, suscitou se a iniciativa também será estendida ao Tribunal de Justiça e do Ministério Público. Pode até não dar em nada, mas Estevão já acertou ao levantar a discussão.

    Férias no meio do ano dos deputados de Santa Catarina podem estar com dias contados

  • Reuniões terça e quarta podem ser decisivas para definição da presidência da Assembleia

    Em meio ao clima de despedida da atual legislatura, deputados estaduais – mesmo não eleitos – já pensam na próxima. A eleição da presidência da Assembleia e demais cargos da mesa diretora monopoliza as atenções. Da noite de terça-feira à tarde de quarta, ao menos dois encontros poderão dar sinalizações mais claras sobre o panorama da disputa.

    Três deputados do PSD se movimentam pela presidência. Sem demérito às articulações de Ismael dos Santos, os deputados Julio Garcia e Milton Hobus encabeçam projetos que têm maior viabilidade. No MDB, também há três possibilidades. Também sem excluir Romildo Titon do processo, os movimentos com maior musculatura são de Valdir Cobalchini e Moacir Sopelsa. Quem também garante que será candidata é a estreante Paulinha (PDT).

    Os pessedistas se reunirão quarta em torno de Hobus. A ideia é construir uma “agenda” de trabalho para os quatro anos, que funcione independentemente de quem esteja no comando. Outra[...]

    Leia mais
  • Férias no meio do ano dos deputados de Santa Catarina podem estar com dias contados

    O eleitor catarinense deixou bem claro, por meio do voto, que deseja novas práticas na política. Uma iniciativa do deputado estadual eleito, Felipe Estevão (PSL), demonstra convergência com o clamor popular pelo fim dos privilégios isolados. Se o cidadão comum tem direito a 30 dias de férias, por que um deputado pode desfrutar de 50 dias?

    Com base nessa excrescência, depois de estudos preliminares, Estevão decidiu apresentar uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que elimine o recesso de meio do ano na Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Conforme o artigo 46 da Constituição estadual, a sessão legislativa começa em 2 de fevereiro e vai até 22 de dezembro. Ocorre que, neste meio tempo, entre 17 de julho e 1º de agosto, tudo é interrompido.

    Os 50 dias de folga dos parlamentares contrastam com os 30 dias de descanso que o trabalhador regido pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) pode desfrutar. Trata-se de um privilégio isolado, não há[...]

    Leia mais
  • Função obsoleta, ascensoristas da Assembleia Legislativa de SC são transferidas à recepção

    Uma função obsoleta foi encerrada na Assembleia Legislativa. As quatro funcionárias que atuavam como ascensoristas nos elevadores do Palácio Barriga Verde foram designadas para outros postos de trabalho. Passaram a ser recepcionistas, tanto no prédio sede quanto na unidade administrativa da avenida Mauro Ramos, o prédio adquirido no fim do ano passado por R$ 84 milhões. No penúltimo mês de 2018, pouco se justificava a presença de uma pessoa só para apertar botões em um prédio de três andares. Um passo importante, que poderia ser replicado em outras funções que representam privilégios isolados para os deputados.