Publicidade
Sábado, 17 de Novembro de 2018
Descrição do tempo
  • 28º C
  • 21º C

Informações e análises sobre a política catarinense, com prioridade para conteúdos exclusivos e inéditos. Entrevistas com personagens que decidem nas esferas do Executivo, Legislativo e Judiciário. Notícias e opiniões contextualizadas com os bastidores do poder.

Interlocutores de Raimundo Colombo reagem a anúncio de demissões feito por Eduardo Moreira

Fontes lembram ações “com mão de ferro” em relação às despesas, pelo fato das contas estarem sempre no limite, em função da crise econômica

Altair Magagnin

Não é possível interpretar o anúncio de 239 demissões feito nessa quarta-feira (18) pelo governador Eduardo Moreira (PMDB) sem contextualizar com a gestão de Raimundo Colombo (PSD). Interlocutores do ex-governador lembram das ações “com mão de ferro” em relação às despesas, pelo fato das contas estarem sempre no limite, em função da queda de arrecadação imposta pela crise econômica. De segunda a sexta, por volta das 16h, havia uma reunião para acompanhamento dos números do Estado. Segundo fontes, ainda que não participasse, Moreira sempre esteve a par dos números. Interlocutores ligados a Colombo citam a criação do SC Prev (Fundo de Previdência Complementar) como principal ataque ao problema do pagamento de inativos. Também, a extinção das empresas públicas Bescor, Codesc e Cohab, que representam economia mensal de R$ 10 milhões.

Governador Raimundo Colombo - Daniel Queiroz/ND
Governador Raimundo Colombo - Daniel Queiroz/ND



Publicidade

0 Comentários

Publicidade
Publicidade